LOCAL

01/05/2010 -- 00:00

Investidor da antiga Thermas, João Carlos Camolesi recebe o título de Cidadão paraguaçuense

O evento contou com a participação de inúmeras pessoas várias homenagens

Facebook
Twitter
Google +
Whatsapp
Surgerir Pauta
Comunicar Erro


João Carlos Camolesi

Na noite desta sexta-feira(30), a partir das 20h, o empresário João Carlos Camolesi recebeu o título de cidadão paraguaçuense em sessão solene na Câmara Municipal.

O evento contou com a participação de inúmeras pessoas várias homenagens ao empresário.

A honraria foi proposta pelos vereadores Edivaldo do Lar e Paulo Japonês, em razão dos 20 anos de empreendimentos que contribuíram para o desenvolvimento de Paraguaçu Paulista.



João Carlos Camoleze é um dos grandes empreendedores em Paraguaçu Paulista. Ele foi responsável pelo surgimento do chamado Grupo Parálcool, formado pelas empresas: Destilaria Paraguaçu Ltda.; Sociedade Agrícola Paraguaçu Ltda.; Condomínio Agrícola Paraguaçu; Posto Central Com. e Transp. de Petróleo e Álcool Ltda.; e Posto Trucks de Petróleo e Álcool.

Hoje, tem sob sua responsabilidade o Posto Central, o Posto Trucks, a LOMAQ – Locação de Máquinas Ltda., a CONSIS – Construções Incorporações e Serviços Ltda.; e a AGRIPAR – Agrícola Paraguaçu Ltda.

Recentemente, João Carlos Camolesi adquiriu em leilão público o imóvel onde funcionava as Thermas de Paraguaçu. Assim, com o empreendedorismo que lhe é peculiar, após profundas reformas e ampliações, Paraguaçu terá em breve um moderno parque aquático, dotado de infra estrutura capaz de promover a Estância Turística de Paraguaçu Paulista não apenas regionalmente, mas fazendo-a conhecida e respeitada nacionalmente. O parque, aliás, já tem nome definido: "PARQUE AQUÁTICO ÁGUA DAS ARARAS".

João Carlos Camolesi

João Carlos Camolesi nasceu em 30 de outubro de 1948 na cidade de Piracicaba/SP; formou-se em administração de empresas no ano de 1976 pela Universidade Metodista de Piracicaba; casou-se com a senhora Maria Antonio Camolesi, com quem teve três filhos: Patrícia, Tatiana e Marcelo.

Suas atividades profissionais tiveram início na administração de uma empresa na área comercial, quando atuou como vendedor de produtos e serviços. Posteriormente, ao assumir a responsabilidade da empresa - que atuava no ramo do reflorestamento - desenvolveu importantes projetos em vários estados brasileiros.

Com apoio dos familiares idealizou, projetou e assumiu a implantação de uma destilaria de álcool no município de Espírito Santo do Turvo e, em 1985, mais precisamente no mês de abril, adquiriu nesta cidade a Destilaria Paraguaçu que realizou sua primeira safra neste mesmo ano; desde março de 1989 centralizou nesta terra seus interesses, tendo adquirido imóveis rurais e urbanos, propiciando centenas de empregos a homens e mulheres deste município. A frente da Destilaria Paraguaçu sempre se mostrou empreendedor e inovador e administrou cumprindo as obrigações de responsabilidade social da empresa.

Comprometido com a responsabilidade social, participou voluntariamente da gestão administrativa do "LAR DO MENOR – CEL. JUVENTINO PEREIRA" sendo Diretor de Honra da tradicional entidade, em razão de seu apreço à instituição. Além disso, apoia financeiramente diversas entidades do município como: Lar dos Idosos, APAE e Luízas de Marilac.








Redação Paraguacity
Leia também!
CORPO DE CRISTO
Procissão e Missa Campal marcam celebração do Corpus Christi em Paraguaçu
Haverá ainda paradas reflexivas em adoração ao Santíssimo Sacramento.
TEATRO
Grupo paraguaçuense se prepara para apresentação em Joanópolis
Será apresentado o espetáculo "Auto de Antônio Santinho" na Casa de Cultura daquele município.
PREVENÇÃO
Vacinação contra Aftosa e Brucelose deve ser realizada até o dia 31 de maio
O criador que não vacinar o rebanho poderá receber multa de até R$ 117,75 por cabeça.
GROSSERIA
Cartaz anexado na parede do Fórum ganha repercussão nas redes sociais3
Aviso para que as pessoas não joguem ‘bitucas’ no chão, contém também uma frase ofensiva em letras miúdas.
ACOLHIMENTO
Casa Lar passará a abrigar meninas em 2017
Atualmente, apenas meninos permanecem em abrigamento na instituição.
CURSO
Usina Cocal e Sindicato Patronal oferecem curso de Operação e Manutenção de Colhedora de Cana-de-açucar
As vagas são limitadas e as inscrições podem ser feitas até o dia 27 de maio.
Acesse a versão clássica
Redecity. © 2016
Google Twitter Whatsapp Facebook