09 de Dezembro de 2018
17º/33º
NOTÍCIAS » LOCAL

Unesp/Assis planeja implantar quatro novos cursos até 2014

O Conselho Universitário da Unesp, campus de Assis, deverá votar em março os critérios de expansão, incluindo a previsão de criação de quatro novos cursos, sendo dois na área de Ciências Humanas e dois na área de Exatas. A perspectiva de expansão aparece no Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI) formulado em 2009, o qual considera a projeção de aumento na arrecadação do ICMS no Estado de São Paulo.

A Unesp, bem como a USP e a Unicamp, têm participação de 9,57% do ICMS paulista. De acordo com o diretor da Unesp, campus de Assis, Mário Sérgio Vasconcelos, é consenso que as universidades paulistas deverão investir em um plano de expansão a partir deste ano e, de modo especial, a unidade de Assis pretende fazê-lo com "muita responsabilidade".

De antemão as universidades paulistas fizeram um levantamento de quais os cursos que atenderão as necessidades locais e regionais, levando em consideração a sua vocação. A unidade de Assis tem tradição pelas Ciências Humanas, 20 anos de Ciências Biológicas e a introdução das Ciências Exatas em 2008 com o curso de Engenharia Biotecnológica.
Com cursos nas três áreas do conhecimento, a Unesp de Assis abre frente para implantação de novos cursos a médio e longo prazo. Na escala de prioridades sugerida pelo Conselho Universitário, os dois primeiros seriam na área de Ciências Humanas, seguindo a tradição da Universidade. São eles: Literatura em Artes com ênfases em música, artes cênicas e artes visuais; e Educomunicação, um curso para formar professores aptos às novas tecnologias.

Os outros dois cursos sugeridos são na área de Exatas: Engenharia de Alimentos e Engenharia da Computação. Atualmente, a Unesp conta com 122 cursos de graduação no âmbito estadual, sendo encontrados no campus de Assis os cursos de Letras, História, Psicologia, Biologia e Engenharia Biotecnológica. Na unidade local também são oferecidos seis cursos de pós-graduação, sendo mestrado e doutorado em Letras, História e Psicologia.

Vasconcelos explica que a ordem de implantação dos novos cursos sugeridos deve-se a possibilidade de aproveitamento do corpo docente já existente no campus. "Com a estruturação do curso de Engenharia Biotecnológica dentro de mais um ou dois anos outros cursos de engenharia terão maior suporte para implantação", comenta.

O diretor do campus de Assis adianta que o prédio de Engenharia Biotecnológica, cuja construção contra com grande apoio do Poder Público Municipal, já está com o pavimento superior pronto e em curso as obras de estruturação do pavimento inferior. Para os cursos de Ciências Biológicas e Engenharia Biotecnológica também está prevista a criação de um laboratório de biologia aquática.

O campus também investe na construção da Central de Aulas, com laboratórios didáticos e anfiteatro. Para a implantação do curso de Licenciatura em Artes, é estimada também a realização de parceria com o Poder Público Municipal com vistas à utilização de espaços culturais como teatro e cinema. "Há grande demanda por professores capacitados tanto na área do ensino das artes como no ensino convencional e a distância", conclui Vasconcelos.

Redação Paraguacity/ Renato Baldo
+ VEJA TAMBÉM