REGIÃO

09/01/2017 -- 10:37

Mãe tenta separar briga entre irmãos, mas é agredida com banco de madeira

O caso aconteceu no bairro Jardim Aeroporto, em Cândido Mota

Facebook
Twitter
Google +
Whatsapp
Surgerir Pauta
Comunicar Erro

Uma mulher de 53 anos tentou separar uma briga entre dois irmãos e acabou sendo agredida por um dos filhos, um rapaz e 21 anos. Um banco de madeira foi usado na agressão. O fato aconteceu no bairro Jardim Aeroporto, em Cândido Mota e a Polícia Militar foi chamada pouco depois das 16h de sábado, dia sete.

A equipe que atendeu à ocorrência classificada nos meios policiais como "Desinteligência" chegou ao local e encontrou a mulher dizendo que seu filho chegou em casa alterado e agressivo, começou a brigar com o irmão.

Neste momento, ao tentar separar, o filho de 21 anos pegou um banco de madeira e começou a agredi-la com golpes na cabeça, braço e no pé. Além disso, a todo o momento a ameaçava. A vítima apresentava lesões aparentes no braço direito e nos dois pés.

O acusado pelo crime de Violência Doméstica e Lesão Corporal foi conduzido à delegacia e, por não ter pago a fiança no valor de R$ 1.000,00, depois de ser indiciado ficou à disposição da Justiça na cadeia de Lutécia.



Caso foi registrado na Delegacia de Cândido Mota


Redação AssisCity.com
Leia também!
TRAGÉDIA
Rapaz de 18 anos morre ao sofrer uma descarga elétrica em Quintana
Tcheverton Henrique estava trabalhando na hora do acidente
MEIO AMBIENTE
Dia da Água é comemorado no Córrego da Fortuninha no Parque Buracão
Foi feita a retirada de vários materiais inservíveis e outros dejetos existentes à beira do córrego
TRÁFICOS
Polícia apreende 93 pedras de crack à tarde e 48 gramas à noite
Um adolescente de 17 anos e um desempregado de 23 anos ficaram presos
2 MIL LOTES
Caixa promove leilão virtual de joia em Bauru
São mais de 2 mil lotes expostos e o menor lance é de R$ 62
SOB O MEDO
Jovem sofre ameaças de morte por não reatar com ex-marido1
Recentemente a vítima foi gravemente ameaçada e agredida na rua
DESAPARECIMENTO
Morador de Echaporã sai para trabalhar e não retorna para casa
Ele está desaparecido desde às 5 h da quarta-feira, 22
Acesse a versão clássica
Redecity. © 2017
Google Twitter Whatsapp Facebook