18 de Janeiro de 2019
17º/33º
NOTÍCIAS » REGIÃO

Marinha chega a Tupã para ajudar nas buscas as vítimas no Rio do Peixe

O PM Geraldo Miranda e o tio Valmir foram levados pela correnteza do rio na última terça (17), quando o barco em que estavam virou.

Atualizada às 16h30 - 19 01 2017

Uma equipe da Marinha de Presidente Epitácio chegou na manhã desta quinta-feira (19) para auxiliar os bombeiros de Tupã nas buscas aos dois homens que desapareceram após a embarcação em que estavam virar no Rio do Peixe, em Tupã.

O policial militar Geraldo Miranda Barbosa Neto e o tio dele, Valmir Bandarchich, estão desaparecidos desde a madrugada da última terça-feira (17). Desde então, as buscas continuam incessantemente, parando apenas ao final do dia.

Além da Marinha, bombeiros de Marília também estão ajudando os militares de Tupã para não desfalcar o efetivo na cidade. Durante todo o dia de ontem, quarta-feira (18), o comandante Tenente Roberto esteve à frente das buscas e relatou que são muitas as dificuldades encontradas.

"O leito do rio não baixou, e, além disso, tem bastante pontos de enrosco, o que dificulta muito as buscas. Outra principal fator de dificuldade é a correnteza que está forte, que também é um risco a mais pra equipe que está fazendo a busca, então estamos tomando cuidado com isso", explica o Ten. Roberto.

No leito do rio é possível notar muitos pedaços de galhos de árvores que descem pela correnteza. O comandante ainda explicou que não há condições de mergulho. As buscas se dão nos barcos.

Equipes dos bombeiros de Osvaldo Cruz também estão fazendo buscas em outro ponto do Rio do Peixe. De acordo com o Tenente Roberto dos bombeiros, a Marinha trouxe o equipamento Sonar que permite observar o fundo do rio e até mesmo identificar se a embarcação está em algum local.

Geraldo, o tio e mais uma pessoa estavam em um barco que virou após ser atingido por uma forte tromba d’água. Apenas um deles, conseguiu se segurar em uma vegetação e ser socorrido com vida. Geraldo e Valmir foram arrastados pela correnteza e continuam desaparecidos.


As buscas prosseguem nesta quinta-feira.


Uma equipe da Marinha chegou a cidade para auxiliar no trabalho.


Tio Valmir e o sobrinho Geraldo estão desaparecidos desde terça (17).


Há muitas árvores e galhos no leito do rio.


Nível do Rio subiu e dificulta as buscas aos desaparecidos.


Redação TupaCity.com
+ VEJA TAMBÉM