24 de Outubro de 2017
17º/33º
NOTÍCIAS » REGIÃO
20/04/2017

Polícia investiga participação de adolescente de Jaú em 'jogo da Baleia Azul'

Jovem de 13 anos foi diagnosticado com depressão e está internado em hospital psiquiátrico

A Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) de Jaú (SP) abriu uma investigação para apurar a participação de um adolescente de 13 anos no jogo da "Baleia Azul", que propõe 50 desafios aos adolescentes e sugere o suicídio como última etapa. Segundo a irmã do menor, que prefere não se identificar, ele estaria participando de um grupo em que era obrigado a realizar tarefas de um jogo ligado à automutilação e ao suicídio. Ele tinha cortes nos braços, pernas e pescoço feitos com uma lâmina.

A delegada Isabel Cristina Martignago, que investiga o caso, informou que ainda vai ouvir o menor e familiares.

O "jogo da Baleia Azul" é uma espécie de disputa que propõe desafios aos adolescentes, como bater fotos assistindo a filmes de terror, automutilar-se, e na etapa final cometer suicídio.
A irmã do adolescente contou que ele sempre foi uma criança introvertida, com poucos amigos, mas ultimamente a família notou uma mudança no comportamento dele, que passou a se isolar ainda mais, chamando a atenção inclusive dos professores. O adolescente foi diagnosticado com depressão e recebe um acompanhamento médico psicológico para tratar a doença.

Estranhando o comportamento do irmão, a jovem descobriu no computador que ele havia entrado em um grupo com mais de 6 mil membros. Ela conta que viu conversas do irmão com "curadores", nome dado aos administradores do grupo, que propõem os desafios aos membros. Eles geralmente usam perfis falsos para conversar com os adolescentes.

A vítima já havia recebido dois desafios, mas que ainda eram parte de uma enquete, segundo a irmã. Na primeira pergunta, ele tinha um prazo para responder o que deixava ele triste e em outra ele precisaria perguntar para pessoas de sua convivência as coisas boas que ele tinha feito por elas.

A mãe foi chamada na escola porque o comportamento dele estava ainda mais estranho, segundo a professora, que conseguiu tirar dele uma lâmina que ele tinha levado para sala de aula. Na bolsa dele, a irmã encontrou uma faca de cozinha.

O Conselho Tutelar foi acionado e ajudou a família a conseguir uma vaga em um hospital de referência em tratamento psiquiátrico, onde ele permanece internado.

Ações preventivas

Em Bauru, o prefeito Clodoaldo Gazzetta determinou nesta quarta-feira (19) às Secretarias de Educação, Bem Estar Social e de Saúde que desenvolvam ações preventivas junto aos pais e jovens atendidos por serviços da rede municipal depois que um caso relacionado ao "jogo" foi registrado na cidade, segundo os bombeiros.

A corporação foi acionada para atender uma tentativa de suicídio de um adolescente de 17 anos que estaria tentando pular do viaduto Colina Verde sobre a Rodovia Marechal Rondon, na terça-feira (18). Ainda segundo os bombeiros, a vítima não conversava e estava focada no "jogo Baleia Azul". Além disso, ele também apresentava cortes no braço no formato de uma baleia. Ele foi levado para o Pronto-Socorro Central (PSC). O caso não foi registrado na Polícia Civil.

Recomendações

As recomendações para as famílias são: monitorar o uso da internet, frequentar as redes sociais dos filhos, observar comportamentos estranhos e, sobretudo, conversar e conscientizar os adolescentes a respeito das consequências de práticas que nada têm de brincadeira. Atenção redobrada com os jovens que apresentem tendência a depressão, pois eles costumam ser especialmente atraídos por jogos como o da Baleia Azul.

Também as escolas devem colocar o assunto em pauta e incorporar no currículo, cada vez mais, a educação para a valorização da vida, o respeito pela vida dos outros e o uso consciente das mídias e tecnologias.


Jovem teria tentado se matar em Bauru após participar de jogo, segundo bombeiros(Foto: Bombeiros/Divulgação)


G1