22 de Agosto de 2017
17º/33º
ENTRETENIMENTO » COLUNISTAS
10/08/2017

Dia dos pais: 10 orientações para não se endividar

Aquele que tanto fez por nós desde o dia em que nascemos será homenageado no domingo (13). Pai é a figura que passa segurança e tranquilidade e nos transmite os maiores ensinamentos, para que nos tornemos adultos decentes e conscientes. Por isso, no Dia dos Pais, tentamos presenteá-lo da melhor maneira possível, muitas vezes, a qualquer custo.

Mas é importante entender que não é o valor do presente que será capaz de demonstrar nossa gratidão, amor e carinho. É claro que gostamos de ver o sorriso e a satisfação deles em receber algo que tanto queriam, no entanto, é preciso que se planeje para que isso aconteça da maneira correta e não que seja sinônimo de endividamento.

Acredite, o sonho de qualquer pai é ver os filhos bem e saudáveis, em todos os aspectos, inclusive no financeiro. E já que nem eles e nem nossos avós tiveram a oportunidade de se educar financeiramente, esse processo pode começar agora, por meio de livros, cursos e palestras sobre o tema. O Dia dos Pais pode ser uma ótima oportunidade não só para celebrar, mas também para ser um marco de mudança na vida de toda a família em relação ao uso e à administração dos recursos financeiros.

Um exemplo básico de como não somos educados financeiramente é o fato de não nos programarmos, já no início do ano, para todas as datas comemorativas. Elas já são estabelecidas, só precisamos sentar, decidir o que queremos presentear em cada uma dessas ocasiões, fazer as contas, ajustar e começar a poupar. Dessa maneira, conseguimos comprar à vista e com desconto e ainda evitamos ficar pagando parcelas que se acumulam com outras, formando uma bola de neve, ou mesmo apelar para empréstimos, gastando com juros.

Desenvolvi outras orientações para comprar nesse Dia dos Pais sem comprometer o orçamento financeiro mais do que deve:

Busque um presente diferente, com pouquíssimo investimento e que beneficiaria toda a família;

Certifique-se do que o pai está precisando e una o útil ao agradável. Pesquise em vários lugares antes de decidir onde irá comprar;

Respeite sua situação financeira para comprar um presente que caiba no seu bolso. Nessa época, o comércio faz muitas promoções, basta analisar e ver se vale a pena;

Junte-se com os irmãos e mãe para dividir o valor do presente;

Caso não tenha guardado dinheiro, procure saber quanto de prestação cabe realmente em seu orçamento mensal;

Se seu pai estiver endividado, ajude-o a sanar esse problema, mas dê a ele também um livro ou curso de educação financeira, para que isso não ocorra novamente;

Cuidado com presentes que possam ter custos agregados, como celular, cachorro, entre outros;

Convidar para almoçar/jantar em um restaurante que ele goste, ou mesmo preparar um almoço especial pode ser um presente bastante agradável;

Se for levá-lo para uma viagem, pesquise em diversas agências, pois o preço dos pacotes pode variar.

Caso não dê para comprar nenhum dos presentes que você tinha em mente, converse com o seu pai e planeje-se para poder presenteá-lo em outra ocasião.

Reinaldo Domingos
Mestre em Educação Financeira e terapeuta financeiro, presidente Associação Brasileira de Educadores Financeiros (Abefin), autor do best-seller Terapia Financeira, dos lançamentos Papo Empreendedor e Sabedoria Financeira, entre outras obras.
Abaixo, usuários do Facebook que comentaram outras notícias no Paraguacity
Plugin gerado com dados do Facebook com a App - Última atualização: 22/08/2017 17:14
+ VEJA TAMBÉM