22 de Novembro de 2017
17º/33º
NOTÍCIAS » EDUCAÇÃO

Projeto FEMARondon visita João Ramalho e conhece necessidades da população

A visita foi realizada neste sábado, 26, mas o trabalho é durante todo o ano

Neste sábado, 26 de agosto, professores e alunos da FEMA, participantes do projeto de extensão universitária FEMARondon, viajaram à cidade de João Ramalho. O município é o alvo do projeto neste ano de 2017, mas outras cidades da região também já participaram, como Borá em 2011, Porto Almeida em 2014, Ibirarema em 2015 e Echaporã em 2016.

De acordo com Lívia M. Turra Bassetto, uma das professoras participantes do projeto, essa primeira visita à cidade é uma forma de todos os participantes conhecerem a cidade e realizarem uma pesquisa sobre algumas necessidades da população.

"A partir das entrevistas realizadas, o grupo já começa a se preparar para criar as oficinas que possam colaborar com a comunidade de João Ramalho. Assim, os universitários podem aplicar todo o conhecimento teórico adquirido na faculdade em prol de ajudar o próximo. Em novembro, todo o grupo passará uma semana na cidade, realizando as atividades para a população. É um trabalho voluntário que, além de ajudar as comunidades carentes da região, tem trazido muitos benefícios para os participantes, formando-os profissional e humanamente", salienta.

O projeto de extensão Projeto FEMARondon surgiu a partir da experiência de alguns professores e alunos da FEMA que já participaram do Projeto Rondon, criado pelo Ministério da Defesa em parceria com os governos estaduais e municipais e instituições de ensino superior.

"O projeto visa a contribuir para a formação do jovem universitário como cidadão e para o desenvolvimento sustentável nas comunidades carentes. Buscando uma forma de atingir a nossa realidade, o FEMARondon surge numa proposta de trabalhar com comunidades carentes da nossa região. Portanto, a cada ano, numa parceria com as prefeituras do CIVAP, uma cidade é escolhida para receber os femarondonistas", salienta.

A seleção dos participantes é feita todo início de ano e, atualmente, o projeto conta com a participação de 6 professores e 20 alunos da FEMA.

Veja fotos da visita a João Ramalho:







Redação AssisCity/ Fotos: Divulgação
+ VEJA TAMBÉM