09 de Dezembro de 2018
17º/33º
NOTÍCIAS » EDUCAÇÃO

Curso de Ciência da Computação da FEMA é reconhecido pelo Conselho Estadual de Educação

A renovação do reconhecimento é atestado de qualidade e excelência para o curso

O Conselho Estadual de Educação (CEE-SP) aprovou a renovação de reconhecimento do curso de Bacharelado em Ciência da Computação, da Fundação Educacional do Município de Assis (FEMA) por mais quatro anos. Para que aconteça o processo de renovação é necessário que a Instituição apresente o Projeto Pedagógico do Curso (PPC) e todas as atividades desenvolvidas nos anos anteriores, para que seja feita uma análise da estrutura do curso, corpo docente e atividades práticas.

Nessa análise são avaliadas a qualidade do ensino, o período de credenciamento e as propostas pedagógicas, levando em consideração o perfil dos alunos que o curso forma. Assim, essa aprovação é um atestado de qualidade para a graduação e, quanto melhor o nível, mais longo é o período de reconhecimento, podendo ser de dois a cinco anos. Dessa vez, a FEMA não recebeu a renovação máxima por uma necessidade de adequação da grade, segundo a Resolução CNE/CES nº05, de 16 de novembro de 2016, a qual teve uma alteração de carga horária para Bacharelado em Ciência da Computação de 3000 horas para 3200 horas, pedido que a FEMA já protocolou e aguarda apenas aprovação do CEE-SP.



A visita do CEE-SP aconteceu em 5 de maio de 2017 e a renovação publicada em março de 2018. No relatório, os especialistas elogiam o comprometimento para com o curso por parte da Coordenação, docentes e funcionários; a satisfação dos alunos; a participação no Programa de Iniciação Científica (PIC) com um número considerável de projetos e bolsas e as instalações físicas das salas de aula e principalmente dos laboratórios.



Essa renovação é considerada uma grande conquista acadêmica e, segundo o professor doutor Alex Poletto, Coordenador do curso de Ciência da Computação, "esse reconhecimento é um atestado de qualidade e de excelência no ensino superior junto a área de Informática”. Ele ressalta ainda que foram vários fatores que determinaram a renovação, como corpo docente altamente qualificado, em sua maioria composto por mestres e doutores; renovação anual dos laboratórios de informática; atualização constante dos conteúdos ensinados; participação e realização de eventos; comprometimento dos professores e suporte técnico-administrativo dos setores acadêmicos.

Assessoria de Comunicação FEMA
+ VEJA TAMBÉM