09 de Dezembro de 2018
17º/33º
NOTÍCIAS » LOCAL

Crianças já podem enviar as cartinhas para o Papai Noel dos Correios

Conforme os Correios, qualquer pessoa pode ser um padrinho. É só ir até a agência, ler as cartinhas disponíveis e adotar a que mais agradar.

A campanha Papai Noel dos Correios teve início nesta semana e já recebe as primeiras correspondências dirigidas ao "Bom Velhinho”. O objetivo da ação é responder às cartas de crianças que escrevem ao Papai Noel e, principalmente, atender pedidos de presentes daquelas que se encontram em situação de vulnerabilidade, por meio de apadrinhamento.

Os "baixinhos” assisenses devem ficar alertas porque a entrega das cartinhas poderá ser feita até o dia 7 de dezembro, mas é bom se antecipar. Já os padrinhos poderão adotá-las e entregar os presentes até o dia 14 do mesmo mês. Tanto a entrega entrega das cartas como a entrega dos presentes devem ser feitas na agência central dos Correios, na Praça da Bandeira, nº 255.

Crianças de até 10 anos podem escrever uma carta, que devem ser entregues, manuscritas, na agência. A campanha também contempla aquelas de estudantes de escolas da rede pública, de turmas até o 5° ano do ensino fundamental, bem como de instituições como creches, abrigos e núcleos socioeducativos. É importante que a cartinha encaminhada aos Correios, além de obedecer aos critérios exigidos, tenha o endereço correto das crianças. Desta forma, elas não correm o risco de serem selecionadas e não serem contempladas pela falta das informações, quando os Correios fizerem a entrega dos presentes.

Alguns dos itens mais requisitados pelas crianças, geralmente, são brinquedos, materiais escolares e roupas. Porém, a gestão dos Correios declara que outros itens solicitados poderão ser avaliados. Já os pedidos de alimentos ou cestas básicas serão desclassificados.

Padrinhos

Conforme os Correios, qualquer pessoa pode ser um padrinho. É só ir até a agência, ler as cartinhas disponíveis e adotar a que mais agradar, lembrando que mais de uma cartinha pode ser escolhida. Em seguida, os solidários deverão levar os presentes na mesma agência e os Correios se encarregarão de fazer a entrega para as crianças.

Não é permitida a entrega direta do presente e, para assegurar a observância deste critério, o endereço do pequeno não é informado ao padrinho. Além de ser um modo de preservar a identidade das crianças, é uma forma de manter a magia do Natal, pois para a criançada, a figura do Papai Noel está por trás desta entrega especial.


Crianças de até 10 anos podem escrever uma carta.


Divulgação
+ VEJA TAMBÉM