18 de Janeiro de 2019
17º/33º
NOTÍCIAS » SAÚDE

Hospital Regional de Assis volta a atender pacientes de Oncologia

Equipe de atendimento é composta por um médico oncologista, três enfermeiras, um farmacêutico, um técnico de enfermagem e um administrativo

Os pacientes que fazem tratamento contra o câncer em Assis e região já estão sendo atendidos no Hospital Regional de Assis.

A clínica estendida teve início em suas atividades atendendo a manutenção de cateteres, um procedimento que precisa ser realizado para evitar obstruções. Os pacientes também já estão recebendo o tratamento de hormonioterapia, ou seja, administração via oral.

Em relação às quimioterapias, o início deste tratamento deve ocorrer após o dia 10 de dezembro, quando haverá uma reunião para definição do fluxo dos exames laboratoriais e que serão ofertados pelo Ambulatório Médico de Especialidades (AME). A reunião está prevista para ocorrer na data citada, no Departamento Regional de Saúde (DRS IX), em Marília.

Os atendimentos estão sendo realizados até o momento às terças e quartas-feiras durante um período de 12 horas. A equipe de atendimento é composta por um médico oncologista, três enfermeiras, um farmacêutico, um técnico de enfermagem e um administrativo.

O setor de Oncologia do HRA é uma clínica estendida, porque o credenciamento pertence a Ourinhos, utilizando o recurso adicional que a Secretaria Estadual disponibilizará mensalmente e que será repassado à Santa Casa de Ourinhos, para que ela contrate e mantenha os profissionais capacitados. O período do repasse é inicialmente de 14 meses, ou seja, até dezembro de 2019.

"Assis será uma espécie de braço, com um corpo específico de profissionais atuando no município. Está na pauta das nossas discussões ampliar o atendimento futuramente, para que possamos avançar um passo de cada vez. O recurso mensal de R$153,7 mil foi pensado inicialmente a partir da quantidade de procedimentos que já estavam sendo realizados, ou seja, da demanda já existente, que gira em torno de 300 pacientes. Estamos em um momento de muita instabilidade, mas o valor foi pensado de uma forma a viabilizar o atendimento dos pacientes de Assis e região”, informou a secretária municipal de Saúde, Luciana Gomes, durante coletiva de imprensa realizada no dia 25 de outubro.

O retorno da Oncologia para Assis foi um esforço conjunto dos prefeitos que compõem o Consórcio Intermunicipal do Vale do Paranapanema (CIVAP), da Prefeitura Municipal de Assis, da Associação Voluntária de Combate ao Câncer de Assis (AVCCA) e do Ministério Público, além de outros representantes da sociedade civil.


Sala utilizada pelos pacientes durante tratamento da Oncologia em Assis


Redação AssisCity/ Foto: Arquivo
+ VEJA TAMBÉM