24 de Fevereiro de 2019
17º/33º
NOTÍCIAS » REGIÃO

Comerciantes têm prejuízos com queda do sinal da Vivo em Assis e região

Telefones não funcionaram, assim como máquinas de cartão

Nesta quarta e quinta-feira, dias 16 e 17, muitos moradores relataram problemas com o sinal da empresa Vivo em Assis e região.

As reclamações relatavam impossibilidade de fazer chamadas tanto nos telefones celulares, quanto nos telefones fixos. Para além de um simples problema de comunicação, a falta de sinal também causou prejuízos, especialmente para os comerciantes e prestadores de serviço, que dependem do sinal telefônico para atender os clientes.

É o caso do empresário Julio César Rosa, que é dono de um restaurante e sentiu as consequências na queda do número de pedidos.

"Na quarta-feira, o meu aparelho, da minha esposa, da minha cunhada e também o da empresa ficaram sem serviço das 16h às 21h30. Os telefones fixos do restaurante também não funcionaram. Já na quinta-feira, o sinal de todos eles também voltaram a ficar inativos e não conseguimos receber os pedidos dos nossos clientes. Nós calculamos um prejuízo de 80% no primeiro dia e em torno de 50% no segundo, se compararmos com os mesmos dias da semana anterior”, afirma.

O restaurante de Julio tem um salão para receber os clientes, mas 70% do volume de pedidos é delivery. Ele contou que a mudança climática dos últimos dias, com tempo mais chuvoso, teria aumentado as vendas, caso não fosse o problema nas linhas telefônicas.

"Nós temos um custo fixo, como água e energia, por exemplo, e uma previsão de venda no dia. Quando não conseguimos atender os clientes por um imprevisto que está fora do nosso controle, prejudica muito o nosso trabalho. Além dos problemas com as linhas telefônicas, também tivemos problemas com o sinal das máquinas de cartão e em vários casos precisamos combinar com os clientes em outro dia e horário para que eles pudessem fazer o pagamento”, salienta.

Para Julio, a falta de respaldo por parte da empresa Vivo é o que mais causa insatisfação.

"A Vivo é uma empresa de grande porte e que deixa dois incidentes destes acontecerem sem dar qualquer respaldo para seus clientes. É ruim para a própria imagem dela. Já tive a oportunidade de fazer a portabilidade para outra empresa, mas preferimos ficar. Nós torcemos para que isso não aconteça, porque eles poderiam ao menos emitir um comunicado para dar alguma satisfação e nós podermos nos organizar. Se fosse o caso, não abriríamos nesse dia para não ter despesas que não se cobrem durante o período de trabalho”, reforça.

Daniel Benelli Mouro trabalha no caixa em um restaurante e também enfrentou problemas devido à falta de sinal.

"Tivemos um prejuízo grande, tanto para nossa equipe de trabalho, quanto para os clientes. Temos dois restaurantes e por isso sempre temos que estar em contato um com o outro, para saber o que precisa levar de um para o outro, o que precisa repor, e isso dificultou muito a logística. Também trabalhamos com delivery e, no nosso caso, ficamos também sem internet. Então os clientes não conseguiam comunicação nem pelo telefone, nem pelo WhatsApp. Nós conseguimos passar os cartões, mas os clientes não puderam ter acesso ao WiFi, por exemplo, o que também nos deixa no prejuízo, já que estamos sempre tentando atender todos da melhor maneira”, afirma.

O funcionário de um supermercado de Assis relatou situações de muito constrangimento com os clientes, já que as máquinas de cartão não estavam funcionando.

"Prejuízo nós não tivemos muito, mas foram muitos constrangimentos. Na quarta-feira ainda deu para levar, mas na quinta-feira não passava cartão nem na linha fixa nem via internet. A maioria dos clientes passam cartão como forma de pagamento. Alguns ficaram muito bravos, outros entenderam e pagaram com o dinheiro que tinham, mas ficamos preocupados porque quando o serviço voltou, nós já tínhamos até fechado a loja”, conclui.

A reportagem do AssisCity solicitou esclarecimentos à operadora Vivo sobre o motivo da queda do sinal. Em nota divulgada na quinta-feira, a empresa informou que as dificuldades enfrentadas pelos clientes no dia anterior foram na utilização dos serviços móveis e fixos, causadas por um duplo rompimento de fibra ótica. Segundo a empresa, os serviços já haviam sido normalizados. A reportagem buscou novo contato nesta sexta-feira, 18, mas até o momento da publicação não obteve retorno.


Celulares e telefones não funcionaram nesta quarta e quinta-feira, em Assis e região


Redação AssisCity/ Foto: Ilustrativa
+ VEJA TAMBÉM