25 de Abril de 2019
17º/33º
NOTÍCIAS » ESPORTE

Ciclistas participam de prova com percurso de São Paulo a Paraguaçu Paulista

A prova tem como tempo limite para sua conclusão, 24 horas

No domingo dia 3, um grupo formado por cerca de 50 atletas, participaram de um desafio, preparatório para a prova Summer Race. O desafio teve vento forte e calor de até 38º, verificado ao meio dia. Em trechos de 13 quilômetros, cada participante escolheu quantas vezes ia e voltava, conforme sua condição física, alguns atletas completaram 100 quilômetros.

No dia 16 de fevereiro, terá inicio a Summer Race, prova de ciclismo, cujo objetivo é sair de São Paulo e chegar em Paraguaçu dentro do limite de 24 horas.

Osvaldo Querino da Silva Filho, idealizador da prova explica que ela não nasceu como uma corrida. "A corrida começou como um desafio pessoal, quando resolvi ir a Botucatu pedalando, em três dias, a partir daí, em 2014 resolvi fazer o trajeto de São Paulo, ocasião que fiz a prova sozinho, desde então realizo o trajeto todos os anos, sempre no carnaval”, conta.

Osvaldo lembra que nos anos seguintes, novas pessoas se interessaram em enfrentar a longa distância que separa as duas cidades, mas sempre indo de ônibus de linha, dormindo em hotéis e pousadas no caminho até que em 2017, o grupo já estava em 10 pessoas.

"Foi então que a logística ficou complicada, para transportar as bikes, malas e uma quantidade de parafernálias que dificultariam o desafio, então surgiu a ideia de fazer o desafio em apenas um dia, dessa vez fretando uma van que levasse os ciclistas e bicicletas, e todos teriam que chegar dentro do prazo, mas quase ninguém conseguiu completar a prova dentro das 24 horas, em 2017 e 2018”, lembra.

Osvaldo considera que para corrigir falhas nos anos seguintes, a partir deste ano, a Summer Race tomou forma de competição, e o desafio de enfrentar as 24 horas terá ainda a disputa entre os atletas pelas primeiras posições, com premiação aos três primeiros colocados.

"Essa condição atraiu atletas amadores e outros já consagrados em provas e campeões de eventos ciclísticos regionais. Com o apoio de duas vans e uma equipe, e principalmente, várias empresas que abraçaram a prova. Na prova, cada atleta vai defender uma empresa patrocinadora, com camiseta personalizada e a empresa vencedora levará um bonito troféu, ficando exposta na empresa até a próxima edição da prova, quando o troféu será entregue ao novo campeão”, conta ainda.

Os atletas sairão de Paraguaçu Paulista no dia 16 de fevereiro às 5 horas, chegando na Capital a tempo de almoçar, arrumar as coisas, a largada está prevista para o meio dia em ponto, momento em que o cronômetro será iniciado, e a prova só termina no outro dia, quando os atletas chegarem em Paraguaçu.

"A prova não tem paradas, os atletas vão ter apoio em todo trajeto com água, alimento, suplementos, frutas, ferramentas pra que ninguém perca tempo, e vão pedalar a noite toda. A data de 16 de fevereiro foi estrategicamente escolhida por ser noite de lua cheia, propiciando uma prova mais tranquila e iluminada pela luz da lua. Nos anos anteriores, a prova foi feita no carnaval, com muito trânsito e noites escuras, dificultando muito, o deslocamento do grupo de ciclistas, que ainda contarão com seguro de vida e acidentes pessoais, que poderiam ocorrer durante a prova”, lembra.

A prova vai com uma equipe de filmagem, para posterior elaboração de um documentário.

A competição tem previsão de ser concluída no domingo, dia 17, às 11 horas quando serão completadas as 24 horas, por ser na noite do fim do horário de verão.

"O principal objetivo da prova, além de ser um desafio pessoal a cada ciclista, é demonstrar que é possível elevar os limites do corpo com muito treino, dedicação e determinação”, conclui.


Neste domingo o grupo participou de um desafio preparatório


Em trechos de 13 quilômetros, cada participante escolheu quantas vezes ia e voltava, conforme sua condição física


Alguns participantes completaram 100 quilômetros no treino deste domingo, dia 3


Redação AssisCity
+ VEJA TAMBÉM