20 de Abril de 2019
17º/33º
ENTRETENIMENTO » COLUNISTAS

Trejeitos

COLUNISTA - Raquel de Andrade

Eu te diria mil vezes se fosse preciso
sobre essa lacuna que fica quando você desaparece
Sabendo que dezenas de pessoas estão tendo seu sorriso
enquanto aqui do outro lado a saudade me enlouquece

Sim, mil e uma vezes porque não esqueci
o tom da sua voz que insiste em se fazer presente
Minha ausência às vezes pode soar que nada senti
por medo de solidificar o que meu coração não entende

Então eu procuro silenciar o meu peito
atravessar o rio com meu colete de salva vidas
Pra salvar minha vida antes que seus trejeitos
apareça e me faça pensar que nunca fui esquecida

No fundo eu só queria que fôssemos nós outra vez
que todos os fatos a nossa volta
não perpetuassem nem mais um talvez
pra que a saudade nunca mais fosse motivo de revolta...

Raquel de Andrade
Raquel de Andrade
Escreve semanalmente no AssisCity, tem 33 anos, trabalha na Rede de Supermercados Avenida há 14 anos e ama poesia. Uma frase a resume muito bem: "A poesia fala o que o coração sente, o que toca na alma... é um desabafo, um encontro de emoções, misturada com encantos e desencantos."
+ VEJA TAMBÉM