Redecity.com

Assiscity.com

Paraguacity.com

Tupacity.com

Rádio Assiscity

Paraguacity - Paraguaçu Paulista e região
22 de Julho de 2014 28º / 14º Paraguaçu Paulista - SP Outras Cidades

SIGA-NOS

DESTAQUES » COLUNISTAS
O ESCANDALÔMETRO

*Por Alcindo Garcia

Nunca antes neste país se viu tanta roubalheira e tantos escândalos. Basta ligar todas as noites nos telejornais. Corrupção passiva, corrupção ativa, lavagem de dinheiro e até formação de quadrilhas. Tudo aquilo que pagamos de impostos, inclusive do Imposto de Renda (trabalhamos quatro meses por ano para o governo) não vai para a saúde nem para a educação, porque as quadrilhas, encasteladas dentro do próprio Governo, roubam tudo. Estão milionários. A última descoberta era comandada pela Rose Noronha, a Rose do Lula, nomeada por ele como chefe de gabinete da Presidência da República em São Paulo e mantida pela Dilma. Mas o Lula não tem culpa porque ele não sabe de nada.

Um comerciante inteligente lá de Brasília inventou o escandalômetro, um aparelhinho que mede o escândalo do dia e que é movido à mercúrio. A faixa de mercúrio vai de zero a 100. O comerciante está ficando rico com a invenção. Só que ele quase morreu quando testava o escandalômetro no laboratório de sua casa. Com o último escândalo da chefe de gabinete da Presidência em São Paulo, a Rose do Lula, não percebeu que o mercúrio subiu e explodiu danificando o telhado.

Até eu, que leio muitos jornais por dia, comprei um escandalômetro portátil. Antes de abrir os jornais coloco o escandalômetro em cima. Se a faixa de mercúrio subir mais que 40, meu médico aconselhou-me a amassar um Lexotan no abacate e adoçar com Maracujina para não me assustar, em forma de tranquilizante. Estou sendo cauteloso, evitando uma explosão dentro de casa, porque a cada dia um novo escândalo da era lulapetista aparece. Quando recebo os jornais diários, logo de manhã, avalio a escala do nível de mercúrio, antes de ler as notícias para me precaver.

Tia Quitéria veio em casa domingo passado e achou aquilo um despautério. Disse que eu estou correndo sério risco com o escandalômetro dentro de casa. Brandindo o Estadão nas mãos, aconselhou-me a desfazer-me do aparelho. "Pode explodir dentro da casa se sair mais notícia dessa tal de Rose, amiga do Lula, que chefiava o escritório da Presidência da República em São Paulo", advertiu ela. E ameaçou não por mais os pés dentro de casa, enquanto eu não me livrar do escandalômetro.

=================
(Alcindo Garcia é Jornalista) e-mail: alcindogarcia@uol.com.br

+ NOTÍCIAS