11 de Dezembro de 2019
17º/33º
ENTRETENIMENTO » COLUNISTAS

O impacto do aeroporto no crescimento regional

COLUNISTA - Arildo Almeida

Recentemente, a FEMA sediou a primeira edição do Fórum de Desenvolvimento Regional, que teve como tema a reabertura do Aeroporto Estadual de Assis. Entre as autoridades e representantes de entidades presentes, estava o superintendente do Daesp (Departamento Aeroviário do Estado de São Paulo), Antônio Claret de Oliveira, que destacou que o nosso
aeroporto tem condições de receber voos comerciais e que apenas alguns detalhes precisam ser revistos.

A pauta para reabertura do aeroporto é antiga. Mas, por que foi reativada? Será que esse é o momento? Assis não teria outras prioridades? Sim, talvez Assis e mais cidades de nossa região tenham outras prioridades para atender seus cidadãos e para alavancar o crescimento.

Leia também: Lideranças discutem possível reabertura do Aeroporto de Assis em evento promovido pela FEMA

Um aeroporto pode ajudar nesse crescimento. Por quê? Porque um aeroporto traz a possibilidade de impulsionar a economia da cidade em que está sediado. Em funcionamento, automaticamente vai criar empregos diretos e indiretos, tanto na área do turismo como nas áreas de logística, comércio e serviços. Assim aconteceu em Confins – cidade da região metropolitana de Belo Horizonte (MG), com pouco mais de 6 mil habitantes, mas que recebe diariamente quatro vezes o total de sua população –, que alavancou seu PIB per capita desde
2005.

Com mais empregos, a renda da população aumenta, mais empresas se instalam na região e a cidade aumenta a sua arrecadação, o que possibilita mais investimentos. Além disso, o aeroporto abre as portas para o turismo – excelente oportunidade para elaborar projetos para destacar a cultura local, mostrar nossos pontos turísticos, comidas típicas e festas. E aí, mais empregos são gerados. Um aeroporto na cidade pede um grande investimento em infraestrutura, mobilidade e paisagismo, o que vai valorizar ainda mais a nossa cidade e nossa
região.

Não há dúvidas de que a reativação do Aeroporto Estadual de Assis conseguirá acelerar a economia local. Que junto dele, outras áreas cresçam em nossa cidade.

Bom dia, Assis!!

Leia mais: Aeroporto de Assis é incluído no programa de privatização, segundo João Doria

Divulgação
Arildo Almeida
Arildo Almeida é arquiteto formado pela Universidade de Taubaté (UNITAU) e o atual presidente da Fundação Educacional do Município de Assis (FEMA).
+ VEJA TAMBÉM