25 de Fevereiro de 2020
17º/33º
ENTRETENIMENTO » COLUNISTAS

Policlínicas FEMA: saúde de qualidade e humanizada

COLUNISTA - Arildo Almeida

Criado em 1988, na promulgação da Constituição, o SUS (Sistema Único de Saúde) garante a todo brasileiro acesso integral, universal e gratuito aos serviços de saúde. Junto com ele, criou-se a cultura não só de tratamento de doenças, mas também de prevenção. É considerado um dos melhores e maiores sistemas de saúde do mundo. É tão grande que esbarra em alguns de seus desafios: a gestão do sistema e a falta de recursos.

Na ponta da educação, a FEMA criou programas para levar saúde de qualidade para a comunidade. Ao invés de construir um hospital próprio dentro de seus muros, firmou parcerias importantes: assumiu a administração da UPA, assinou o convênio com a Santa Casa e criou as Policlínicas.

Na Santa Casa, a FEMA já está reformando a ampliando o Pavilhão São José 1, a ala de atendimento SUS da Santa Casa, que contemplará o internato dos estudantes do curso de Medicina da instituição.

Em parceria com a Prefeitura de Assis, construiu sete policlínicas para atender a população que necessita do serviço público de saúde. Esses novos centros de atendimento ficam nas UBS (Unidade Básica de Saúde) e ESF (Estratégia Saúde da Família) da Vila Progresso, Bonfim, Prudenciana, Cohab IV, Vila Maria Isabel, Jardim Paraná e Vila Operária. Em cada unidade, são novas salas de atendimento, alunos e professores em contato direto com a comunidade da região, garantindo um atendimento de maior qualidade e mais humanizado aos pacientes.

E por que fechar parcerias com um sistema de saúde já existente e não construir seu próprio hospital? Porque a FEMA é uma instituição com DNA público, que nasceu de uma vontade pública e com recursos públicos. Ao invés de trazer a população para dentro do campus, a FEMA chegou até as extremidades da cidade, onde os cidadãos vivem, lidando diretamente com a realidade de cada pessoa que busca atendimento médico.

As policlínicas FEMA reúnem toda a experiência do curso de Medicina da instituição, mais a vontade dos nossos futuros médicos – orientados pelos melhores professores – em promover saúde de qualidade e humanizada, contribuindo para melhorar a vida dos assisenses.

Bom dia, Assis!!!

Divulgação
Arildo Almeida
Arildo Almeida é arquiteto formado pela Universidade de Taubaté (UNITAU) e o atual presidente da Fundação Educacional do Município de Assis (FEMA).
+ VEJA TAMBÉM