28 de Fevereiro de 2020
17º/33º
NOTÍCIAS » BRASIL

Verão começa neste domingo e traz chuvas e dias mais longos

O verão no Hemisfério Sul do Brasil começou neste domingo, 22 de dezembro, às 1h19 e termina no dia 20 de março de 2020 às 03h50

O verão no Hemisfério Sul do Brasil começou neste domingo, 22 de dezembro, às 1h19 e termina no dia 20 de março de 2020 às 03h50 (Horário de Brasília).

A estação é caracterizada pela elevação da temperatura em todo país, em função da posição relativa do sol mais ao sul, tornando os dias mais longos que as noites e com mudanças rápidas nas condições de tempo, ou seja: chuvas fortes; queda de granizo; ventos com intensidade variando de moderada à forte e descargas elétricas, principalmente nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste do país.

Nessa estação, as chuvas são frequentes em praticamente todo o país, com volumes acumulados que variam, predominantemente, entre 500 e 900 mm; com exceção do extremo sul do Rio Grande do Sul, nordeste de Roraima e leste do Nordeste, onde os acumulados de chuvas no período são inferiores a 400 mm (Figura 1).

Nas regiões Sudeste e Centro-Oeste, as chuvas neste período são ocasionadas principalmente
pela atuação da Zona de Convergência do Atlântico Sul (ZCAS), enquanto que no norte das regiões Norte e Nordeste, a Zona de Convergência Intertropical (ZCIT) é o principal sistema responsável pela ocorrência de chuvas.

Os maiores volumes de precipitação podem ser observados sobre o sudeste do Amazonas e norte do Mato Grosso, podendo alcançar totais de chuvas superiores a 900 mm, entre os
meses de dezembro a fevereiro.

Devido às suas características climáticas, o verão é especialmente importante para atividades
econômicas como a agropecuária, a geração de energia, por meio das hidrelétricas, e para a reposição hídrica e manutenção dos reservatórios de abastecimento de água em níveis satisfatórios.

Região Sudeste

Para a Região Sudeste, a previsão para os próximos três meses é de chuvas variando dentro da
faixa normal ou acima em grande parte de Minas Gerais e no centro-norte do Espírito Santo.

Nas demais áreas, as probabilidades indicam o risco de chuvas abaixo da média. As informações são do Instituto Nacional de Meteorologia, INMET.

Redação Tupacity
+ VEJA TAMBÉM