21 de Setembro de 2019
17º/33º
ENTRETENIMENTO » BLOG

Conheça 10 aplicativos inusitados - e úteis - que você precisa ter no celular

Muito mais que redes sociais e jogos, veja algumas ferramentas um tanto curiosas que fazem diferença no smartphone

Desde que entramos na era digital com os smartphones sempre à mão, os aplicativos são nossos leais escudeiros. Hoje em dia é possível fazer quase tudo pelo celular, desde pagar contas e jogar na loteria até fazer a compra do mês e pedir caronas.

Mas, além dos aplicativos que a maioria conhece e utiliza - como os de troca de mensagens, de entrega de comida e de transporte - existe uma série de outras ferramentas muito úteis, capazes de facilitar e muito a vida das pessoas. Selecionamos algumas. Confira:

Natural Cycles - Já imaginou um aplicativo que sabe o dia exato em que você está ovulando? O Natural Cycles promete alertar a data do seu período fértil. Para usar é preciso medir a temperatura do seu corpo com um termômetro comum e inserir a informação no app. A tecnologia usa estes dados para mapear o seu ciclo e assim , informar se você está fértil ou não. Mas atenção! O aplicativo garante efetividade de 93% á 98% Os valores podem variar de 6 a 9 dólares no plano mensal a 49 dólares no plano anual.

Akinator - Pense em um personagem fictício ou real. Pensou? É homem? Ele canta? É loiro? Jovem? Você vai responder estas perguntas para o Akinator, aplicativo que replica aquela brincadeira da nossa infância. O gênio virtual funciona com um imenso banco de dados e um algoritmo muito bem estruturado que aprende com os próprios usuários. O jogo é gratuito e está disponível na Play Store e App Store.

Chama - "Xiiii…. O gás acabou." A gente sabe bem como é passar por esse aperto e ter pressa para trocar o botijão. Mas o jeito de pedir gás foi o mesmo por muitas décadas: esperar o caminhão passar ou ligar no depósito. O Chama veio para trazer praticidade e poder de escolha para os usuários, e permite a compra de um botijão em alguns cliques, de forma rápida e eficiente. É possível escolher por marca, revenda, preço, tempo de entrega ou avaliação do fornecedor. O pagamento pode ser pelo aplicativo ou direto com o entregador e todas as revendas cadastradas são regulamentadas pela ANP (Agência Nacional do Petróleo). Disponível para IOS e Android, nas cidades de São Paulo, Curitiba, Porto Alegre e Belo Horizonte.

Língua do Bebê - Ideal para mamães e papais de primeira viagem que ainda não entendem muito de bebês. Este aplicativo identifica os tipos de choro da criança e diz qual a melhor forma de resolver o que está acontecendo. Por exemplo, se o neném estiver chorando porque está com cólica, o aplicativo identifica e mostra como fazer com que a cólica pare. O app é pago, mas a ferramenta pode ser usada sem internet e garante um período de teste grátis.

RunPee - Você é aquela pessoa que vai ao cinema, sempre fica apertado, tem que ir ao banheiro e perde a parte mais importante do filme? Seus problemas acabaram! Sim, o aplicativo RunPee informa qual é o melhor momento para você dar aquela corrida ao banheiro. Basta informar qual filme você está assistindo que a ferramenta diz qual cena não é tão importante assim e quanto tempo de duração ela possui, permitindo que você faça suas necessidades tranquilamente.

Flush - Quase todas as pessoas já passaram por um momento de aperto na rua onde não havia nenhum banheiro por perto, e quem já viveu esta situação sabe o quanto é desesperador. Para evitar este tipo de "saia justa" o aplicativo Flush reúne os lugares mais próximos com banheiros públicos ou pagos disponíveis. A ferramenta é gratuita e está disponível para IOS e Android.

Cataki - Criado no Brasil, o Cataki é uma ótima iniciativa que reúne catadores de materiais recicláveis em uma só plataforma. Se você tem algum material disponível para reciclagem, entulhos, restos de podas, móveis velhos, e outros itens volumosos, basta conectar-se ao app e chamar um catador que esteja próximo de sua casa. O aplicativo está disponível para Android e IOS.

Hater - Este app de relacionamentos é similar ao famoso Tinder, mas com um diferença inusitada: você dá match com pessoas que odeiam as mesmas coisas que você. São mais de 3 mil tópicos para você marcar aquilo que odeia, e assim, encontrar a sua alma gêmea do ódio. O aplicativo é gratuito e está disponível na Play Store e na App Store.

Photomath - Se você não é muito bom em matemática e tem dificuldades em resolver contas muito rápido, baixe o Photomath. A ferramenta funciona como uma espécie de calculadora, mas invés de você digitar os números para resolver uma conta, basta tirar uma foto da equação que o app vai mostrar o resultado. É possível fazer o download no IOS e no Android e é totalmente gratuito.

Divulgação - Muito mais que redes sociais e jogos, ferramentas um tanto curiosas fazem diferença no smartphone
Muito mais que redes sociais e jogos, ferramentas um tanto curiosas fazem diferença no smartphone


Bem-Estar

Conheça quatro dicas importantes para conseguir um estágio

Emily Sabaini, diretora operacional da Super Estágios, destaca pontos essenciais para o estudante passar na entrevista de estágio e dar os primeiros passos em sua carreira profissional

Considerado um passo quase obrigatório para entrar no mercado de trabalho, o estágio representa uma importante mudança na vida profissional do estudante. Pensando nisso, Emily Sabaini, psicóloga e diretora da Super Estágios, especializada em seleção e gestão de estagiários, relacionou quatro dicas para quem busca uma oportunidade.

Os pontos indicados por ela resumem a experiência de uma empresa que inseriu no mercado mais de 500 mil alunos, desde 2009, ano em que a marca foi fundada, a conseguir um estágio.

"A partir do momento que o estudante entra na empresa, já deve ficar atento. A avaliação começa ali, naquele instante. A entrevista para o programa de estágio deve ser impecável, pois revela muito do profissional que aquela pessoa será no ambiente corporativo”, comenta Emily.

1- Atenção as roupas e também ao comportamento

Seja formal. Não utilize roupas ousadas ou sensuais. Busque o máximo possível a formalidade, de uma maneira que passe segurança e seriedade ao recrutador, sem parecer mecânico. O estudante deve se lembrar que está lá para suprir uma necessidade da empresa, e com isso deve transmitir segurança. Tão importante quanto as roupas é o comportamento do aluno na hora da entrevista. Evite o uso de gírias ou de termos impróprios para a vaga. Demonstre interesse, tanto pelo estágio em questão, como pela empresa como um todo. Mais que um estágio, esse pode ser o primeiro passo para uma próspera carreira profissional.

2- Pontualidade

Jamais chegue atrasado em uma entrevista de estágio. A primeira impressão é muito importante para o recrutador. Chegar adiantado, de trinta a quinze minutos, é de bom tom. Além de ter a oportunidade de organizar melhor as ideias e aquilo que irá falar, também possibilita ter uma conversa informal com o recrutador antes da entrevista em si e também se familiarizar com o ambiente e a cultura da empresa.

3- Pesquise sobre a empresa onde vai estagiar

A Internet possibilita você saber muito mais que apenas o nome da empresa. Pesquise sobre seu segmento, o mercado em que ela atua, seus clientes, sua missão, visão e valores. Não se limite a sites. Busque informações também nas redes sociais sobre o que estão falando da empresa que almeja conquistar um estágio. Tente saber sua estrutura. O perfil das pessoas que trabalham na organização. E após isso, na entrevista, demonstre que sabe exatamente onde está buscando uma vaga e principalmente o porquê de estar ali.

4- Confie em si mesmo (a)

Ninguém gosta de um profissional que não transmite confiança ou segurança. Demonstre firmeza em suas palavras. Para passar na entrevista do programa de estágio, o estudante deve relaxar e buscar o máximo possível se mostrar decidido. Autoconfiança é uma virtude necessária, tanto para a carreira profissional, como para a vida.

Ilustrativa - Segundo especialista, a avaliação dos candidatos começa a partir do momento que o estudante entra na empresa
Segundo especialista, a avaliação dos candidatos começa a partir do momento que o estudante entra na empresa


Bem-Estar

Cuidados com o uso do vinagre na limpeza doméstica

Atenção sobre os riscos das misturas, do uso incorreto e da ação do produto

Atualmente há inúmeros sites e vídeos que ensinam fórmulas caseiras para limpar sujeiras difíceis e que trazem o vinagre na composição. Trata-se do ingrediente mais popular dessa modalidade. No entanto, André Karadi, consultor técnico do negócio de Home Care da BASF, alerta sobre os riscos das misturas, do uso incorreto e explica a ação do produto.

O vinagre é uma solução de ácido acético em água com uma concentração de aproximadamente 7%. Por estar presente na maior parte das cozinhas o seu uso é bastante difundido, mas pode ser prejudicial. "Mesmo sendo um ácido fraco e em solução diluída, a substância apresenta grande potencial de corrosão e pode causar irritação. Além disso, quando misturado a outros produtos, como água sanitária, por exemplo, leva à formação de gases tóxicos”, explica o especialista.

A lista abaixo descreve alguns dos efeitos danosos que o uso vinagre como produto de limpeza pode acarretar:

Móveis encerados - o vinagre pode comprometer a camada de cera, removendo a proteção e deixando a superfície mais suscetível a danos. O uso de lustra-móveis projetados para essa finalidade é a escolha mais segura, já que preserva a camada protetora.

Bancadas e pisos de pedra - A ação do ácido pode desgastar a superfície de granitos e mármores ao longo do tempo. Usar produtos apropriados para superfícies de pedra e detergentes neutros permite uma limpeza segura.

Eletrodomésticos - o uso do vinagre em eletrodomésticos, como no compartimento do ferro de passar que é destinado à água é prejudicial ao aparelho. As instruções do fabricante devem ser seguidas para garantir segurança e efetividade no uso do equipamento.

Pisos e móveis de madeira - o vinagre pode degradar a camada protetora da superfície, deixando-a mais vulnerável a danos e manchas. Limpe apenas com produtos próprios para madeira ou com sabão neutro.

Louças – o uso do vinagre em esponjas ou na louça antes da lavagem pode comprometer as partes plásticas e emborrachadas dos utensílios domésticos. Em máquinas de lavar louça, o ingrediente pode danificar mangueiras e vedações.

Panelas – a mistura de vinagre com bicarbonato de sódio, popular para esse fim, pode causar irritação pela formação de subprodutos. A limpeza de panelas deve ser feita com produtos desenvolvidos para essa finalidade, com maior poder de limpar gordura, como saponáceos cremosos e sabões abrasivos.

Remoção de gorduras - o caráter ácido do vinagre o torna ineficaz para remoção de graxas e gorduras de superfícies já que não reage de forma eficiente com lipídeos. Os sabões alcalinos, desenvolvidos com esse propósito são mais eficientes.

Roupas - a mistura de vinagre com alvejante em roupas é, entre as receitas caseiras, a mais perigosa. O vinagre quando em contato com água sanitária produz cloro na forma gasosa, que é tóxico e, quando misturado com água, produz ácidos clorídrico e hipocloroso. Além dos danos às roupas, ele oferece riscos à saúde.

Divulgação - Mesmo sendo um ácido fraco e em solução diluída, vinagre apresenta grande potencial de corrosão e pode causar irritação
Mesmo sendo um ácido fraco e em solução diluída, vinagre apresenta grande potencial de corrosão e pode causar irritação


Bem-Estar

Médico alerta: casos de varizes aumentam em época de altas temperaturas

Dados da Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular apontam que no verão há um aumento de 20 a 30% no número de queixas por esse tipo de enfermidade

Os dias mais quentes são praticamente sinônimo de felicidade. As pessoas vestem roupas mais leves e o bom humor costuma a reinar. Mas, em relação a saúde, devemos tomar alguns cuidados. Se durante o calor você está sentindo suas pernas mais pesadas, inchadas ou doloridas, fique atento! Esse quadro pode ser indícios de varizes. E o que é isso? A dilatação das veias, que prejudica a circulação do sangue, e afeta a parte mais superficial da pele, principalmente nas pernas e pés.

Dr. Robert Guimarães, especialista em cirurgia vascular, endovascular e angiorradiologia explica mais sobre este fenômeno, seus sintomas, prevenções e tratamentos. "As varizes se acentuam nas épocas mais quentes do ano, pois as altas temperaturas provocam uma grande expansão nos vasos sanguíneos, dificultando a passagem de sangue entre nossas veias, causando problemas circulatórios, formigamento, desconforto, ardência, câimbras, coceiras e descoloração no lugar afetado”, explica o especialista.

O tratamento pode ser feito por cirurgia ou pelo método da escleroterapia (queima dos vasinhos das varizes), já que a doença não tem cura. A drenagem e massagem, também são recomendadas, pois aumentam a circulação sanguínea.

Guimarães também diz que manter hábitos saudáveis nos ajuda a prevenir e cuidar deste mal. "O jeito como levamos nosso estilo de vida influencia muito em nossa saúde. Se hidratar, praticar exercícios e alongamentos diariamente, evitar saltos e sapatos apertados, não fumar, manter uma alimentação balanceada e sustentar seu peso são dicas fundamentais para precaver essa e outras doenças”

Além de ser uma preocupação estética, as varizes podem causar graves problemas de saúde, como a flebite, uma inflamação que se não for tratada, ou levar à trombose, que é a formação de um trombo ou coágulo no interior de um vaso sanguíneo em partes inferiores do corpo e que mais tarde pode afetar o sistema cardiovascular, ocasionado um AVC.

"Sabemos que a maior parte da população deixa de fazer exames gerais por acharem que a saúde está perfeita ou por colocarem a culpa na falta de tempo. Porém, ter este cuidado é primordial, uma vez que doenças como essas podem ser curadas se forem tratadas previamente. Por conta disso, não deixe de procurar um médico vascular”, alerta o doutor.

Divulgação - Altas temperaturas provocam uma grande expansão nos vasos sanguíneos, dificultando a passagem de sangue entre as veias
Altas temperaturas provocam uma grande expansão nos vasos sanguíneos, dificultando a passagem de sangue entre as veias


Bem-Estar

Cardápio fitness: carne suína é opção saudável e rica em proteínas

Renata Guirau, nutricionista do Oba Hortifruti, sugere receitas com cortes suínos, que auxiliam na saúde dos músculos e fortalecem o sistema imunológico e o coração

Se antes era alvo de recusas e críticas, hoje, a carne suína é considerada uma das proteínas animais mais consumidas no mundo todo. Não à toa, uma pesquisa da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), realizada em junho deste ano, apontou que as exportações de suínos do Brasil – o 4º maior produtor do mundo, aumentaram 41% em relação ao ano passado.

Fonte de diversas vitaminas, como as do complexo B – importantes para a saúde do sistema nervoso central, os benefícios da ingestão dessa proteína vão longe.

Rica em potássio, selênio, zinco e ferro, a carne suína ajuda a fortalecer a imunidade, a controlar a pressão arterial e a promover a saúde cardiovascular como um todo. Além disso, ainda previne anemias e melhora o aspecto da pele e dos cabelos pelo seu alto poder antioxidante.

Os fãs de esportes também têm bons motivos para incluir o alimento na rotina. "Para quem pratica exercícios físicos, há opções de cortes que são magros e excelentes para serem consumidos no dia a dia, uma vez que fornecem energia para o corpo e ainda garantem a manutenção da massa muscular, já que, em média, 20% do peso da carne de porco são de proteínas”, explica Renata Guirau, nutricionista do Oba Hortifruti.

Em relação à gordura da carne, uma das grandes preocupações das pessoas, a boa notícia é que a parte de lipídeo pode ser removida da maioria dos cortes suínos antes do consumo, ao contrário dos outros tipos de proteínas animais, que possuem a gordura intramuscular.

Na hora de escolher a melhor parte do porco para levar à mesa, pensando em teor nutricional e valor calórico, vale investir na paleta, no pernil, no mignon suíno e no lombo. Mas, a nutricionista alerta: "Devemos pensar também na forma de preparo. Frituras sempre devem ser menos frequentes em nosso cardápio, não importa o corte de carne escolhido”.

E, na cozinha, também existem vantagens, pois a carne suína é uma opção fácil de preparar. "A variedade de cortes faz com que haja diversas receitas que podem ser feitas no dia a dia. Molhos cítricos e à base de frutas combinam perfeitamente com a proteína suína”, indica a nutricionista. "Além da harmonia de sabores, a mistura de ingredientes fontes de vitamina C (como a laranja e o limão), ajudam na absorção do ferro da carne”, finaliza.

Por fim, Renata ainda lembra que a vitamina C se perde com o calor e, portanto, precisa ser usada para a finalização dos pratos ou como acompanhamento para obter essa propriedade.

Visando incentivar o consumo desse alimento, a Semana Nacional da Carne Suína, realizada pela ABCS, acontece entre os dias 13 e 27 de setembro em todas as lojas da rede Oba Hortifruti, e conta com ofertas especiais, degustações nos pontos de vendas e informações sobre os diferentes tipos de cortes.

LOMBO AO MOLHO CÍTRICO

• 1 kg de lombo suíno
• 1 xícara de suco de laranja
• ½ xícara de água
• ½ xícara de vinho branco seco
• 3 dentes de alho moídos
• 1 colher de sopa de ramos de alecrim
• Sal e pimenta do reino a gosto

Preparo:
• Misture os temperos no suco de laranja e na água.
• Em um refratário, coloque o lombo e a mistura de temperos.
• Cubra com papel alumínio e leve para assar.
• Após 30 minutos, retire o papel alumínio e deixe assando até que a carne fique dourada (mais 15 minutos aproximadamente) e está pronto!

CARNE LOUCA DE PERNIL

• 1 kg de pernil suíno sem osso
• 2 tomates cortados em tiras
• Sumo de 2 limões
• 1 xícara de pimentão verde cortado em tiras
• 3 dentes de alho amassados
• 1 cebola cortada em tiras
• ½ xícara de cheiro verde picado
• 3 colheres de sopa de azeite
• Orégano e sal a gosto
• Corte a carne em fatias finas.

Preparo:
• Tempere a carne com sal, orégano, o azeite e o limão e deixe na geladeira por pelo menos 2 horas.
• Misture o tomate, o alho, a cebola, o cheiro verde à carne temperada.
• Leve para a panela de pressão e cozinhe até que a carne fique bem macia (cerca de 50 minutos).
• Retire da panela e termine de desfiar a carne.
• Recheie tortas, sanduíches ou use como acompanhamento de saladas e batatas cozidas.

FILÉ SUÍNO FÁCIL

• 8 bifes de filé suíno
• 2 colheres de café de sal
• 1 colher de chá de gengibre em pó
• Pimenta do reino preta a gosto
• 2 colheres de sopa de azeite extra virgem

Preparo:
• Tempere os bifes com o sal, a pimenta e o gengibre em pó.
• Em uma frigideira com o azeite aquecido, grelhe os bifes até dourar de maneira uniforme.

Divulgação - Rica em potássio, selênio, zinco e ferro, a carne suína ajuda a fortalecer a imunidade e controlar a pressão arterial
Rica em potássio, selênio, zinco e ferro, a carne suína ajuda a fortalecer a imunidade e controlar a pressão arterial


Divulgação - Carne louca de pernil é excelente opção de lanche fácil de preparar
Carne louca de pernil é excelente opção de lanche fácil de preparar


Bem-Estar

Conheça os legumes, as raízes e os tubérculos que estão na época em setembro

Aprenda a receita de um talharim com abobrinha

Dando continuidade à série sobre alimentos da época, a Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo juntamente com a Coordenadoria de Desenvolvimento dos Agronegócios (Codeagro), irá iniciar o mês de setembro falando um pouco sobre os legumes, as raízes e dos tubérculos.

Legumes

Abobrinha: Possui em sua composição muita água e grande quantidade de fibra, vitaminas do complexo B e magnésio. Auxilia no sistema digestivo e no sistema imunológico. Pode ser consumida de diversas formas, entre elas, substituindo massa em algumas preparações, além de ser pouco calórica.
Berinjela: A berinjela é hipocalórica, contendo apenas 20kcal em 100g do alimento. Além disso, é rica em antocianina, (um antioxidante que age na prevenção de câncer e doenças cardíacas), e em fibras, que auxiliam no bom funcionamento do intestino, evitando a constipação.
Brócolis: Rico em vitamina C, cálcio, vitamina A, ácido fólico, potássio e fibras. Contém antioxidantes que previnem doenças cardiovasculares e vários tipos de câncer, além de reduzir o colesterol sanguíneo. Opte pela cocção a vapor, para preservar a vitamina C e o potássio.
Couve-Flor: Uma hortaliça tenra e delicada conquista o paladar de muitos. Além de suas várias formas de preparo, como cozidas em saladas, refogada, assada ou em recheios de tortas, a couve-flor traz benefícios para a saúde pois é rica em cálcio e fosforo, contribuindo para a saúde de ossos e dentes; fonte de vitaminas antioxidantes, que agem contra os radicais livres e vitamina C, que auxilia no fortalecimento do sistema imunológico.

Raízes e Tubérculos

Batata: A batata é rica em carboidratos, por isso é uma boa fonte de energia. Em sua composição, a batata apresenta vitaminas e minerais importantes para o bom funcionamento do organismo, como por exemplo, as vitaminas do complexo B, que atuam na manutenção do sistema nervoso central e o potássio, mineral que auxilia o controle da pressão arterial. Naturalmente, a batata é pobre em gordura. Evite fritá-la, opte por preparo mais saudáveis e desfrute dos benefícios desse alimento.
Inhame: O inhame é um tubérculo que, além de ser uma excelente fonte de energia, contêm proteínas e é rico em fibras e minerais como fósforo e potássio. Destaca-se ainda por apresentar vitaminas do complexo B. Alguns estudos apontam que o inhame é um alimento com diversas propriedades funcionais, podendo agir como antioxidante, anti-inflamatório, regulador hormonal e estimulante do sistema imunológico.

Receita:

Talharim com abobrinha

Ingredientes:
2 abobrinhas grandes (740g)
1/2 cebola pequena (50g)
1 dente de alho médio (4g)
1 ramo de cebolinha (12g)
2 ramos de salsinha (12g)
3 colheres (sopa) de margarina (60g)
1 colher (chá) de sal (6g)
1 xícara (chá) de farinha de trigo (130g)
4 e 1/2 xícaras (chá) de leite integral (1,1L)

Modo de Preparo:

Lave e rale a abobrinha. Descasque, lave, pique separadamente a cebola e o alho e reserve. Lave e pique a cebolinha e a salsinha e reserve. Em uma panela, derreta a margarina, refogue a cebola, acrescente o alho e deixe dourar. Junte a abobrinha e o sal e deixe refogar até que seque toda a água. Dissolva a farinha de trigo no leite, acrescente ao refogado de abobrinha e deixe cozinhar, sem parar de mexer, até que fique encorpado. Apague o fogo e adicione a salsinha e a cebolinha.

Macarrão:

Ingredientes:
2L de água
1 colher (chá) de sal (6g)
300g de talharim

Modo de Preparo:
Em uma panela grande, ferva a água com o sal, cozinhe o macarrão por 10 minutos ou até que fique "al dente”, escorra bem e reserve.

Montagem:
Ingrediente:
2 colheres (sopa) de queijo parmesão ralado (12g)
Modo de Preparo
Em uma travessa, coloque uma camada de molho, o macarrão e o restante do molho. Polvilhe o queijo ralado e sirva quente.

Essa e diversas outras receitas você pode encontrar no livro Alimentação escolar da Codeagro.

Ilustrativa - Abobrinha auxilia no sistema digestivo e no sistema imunológico
Abobrinha auxilia no sistema digestivo e no sistema imunológico


Bem-Estar

O bom senso na vida profissional

Por Marlene Maytorena Santucci

Embora o tema pareça "óbvio" até para as questões mais simples, o "bom senso", ou a falta dele, figura em todas as cenas cotidianas, desde as profissionais, até nas relações pessoais e, em nenhuma delas, há unanimidade de entendimento.

Primeiramente, é preciso definir o que seja "bom senso", que é pautar-se na razão para ter equilíbrio nas decisões, e assim, estabelecer as ações corretas em cada situação que se apresenta ao indivíduo.

Mas o que vem a ser uma ação correta ou errada? Esses conceitos são totalmente relativos, uma vez que "A Verdade", aquela que seja única, absoluta e que se sobreponha a todas as manifestações de ideias existentes, simplesmente não é possível. O que há, são versões subjetivas ou opiniões acerca de um determinado tema.

Sabemos que a espécie humana se desenvolveu das demais, em virtude de sua capacidade de raciocinar e de elaborar pensamentos. Mas, se todas as pessoas são dotadas de razão, então a grande diversidade de opiniões apenas mostra como raciocinamos e formamos os nossos pensamentos de maneiras diferentes.

Mas como é que os pensamentos são formados? Como são concebidas as ideias que definirão nossos julgamentos e nossos atos? Por meio das informações e dos padrões que incorporamos ao longo de nossas vidas, que podem vir por intermédio dos nossos pais, escola, amigos, dos livros que lemos, das músicas que ouvimos, enfim, de uma infinidade de fontes.

Resumidamente, tudo que aprendemos e incorporamos no decorrer da vida acaba fazendo parte das nossas capacidades racional e emocional e se transformarão em argumentos dos mais diversos que, por sua vez, definirão as ações que decidiremos seguir.

Com o advento da tecnologia nas mais variadas configurações, temos disponível, de forma fácil e rápida, uma quantidade incalculável de dados, o que faz com que cada vez mais, muitas pessoas usem cada vez menos seus cérebros. As pessoas são bombardeadas de informações a todo momento e não estão conseguindo lidar nem com a relevância dos conteúdos recebidos, nem com as intromissões frequentes em sua vida cotidiana, que elas mesmas permitem. Não basta somente despejar um monte de informações em nossas mentes, se não pudermos aprender, isto é, conectá-las de maneira a facilitar a compreensão ou aprimorar e engrandecer conceitos internalizados e assim, transformar tudo isso em conhecimento.

Aprender é um processo que nunca deveria se esgotar para nenhuma pessoa, porque ele é o elemento fundamental para adquirir conhecimento. Aquele que se acha satisfeito com o que sabe, em verdade, nunca bebeu da fonte do verdadeiro conhecimento. O sábio é aquele que tem a humildade de saber que quanto mais conhecimento adquire, mais toma consciência de que precisa aprender mais.

Aprender, efetivamente, é libertador. É o que nos faz mudar, o que nos faz transformar, não somente a nós mesmos, seja no âmbito pessoal ou profissional, mas também a nossa ação sobre o meio no qual estamos inseridos.

Cada pessoa tem sua trajetória de aprendizagem. Não há certo, nem errado, apenas caminhos que trilhamos conforme nossas vontades e conveniências. Não é necessário aprender somente através do ensino formal nas escolas, nem se restringir aos ensinamentos dados pelos nossos pais ou pelos círculos sociais dos quais fazemos parte. O mundo nos oferece uma quantidade infinita de possibilidades de informações para que possamos fazer concatenações e aprender livremente.

O nosso cérebro é capaz de realizações incríveis, mas para isso é preciso exercitá-lo das mais diferentes formas, criando conexões.

As pessoas deveriam encarar suas carreiras como fazem os atletas, que não treinam unicamente as suas modalidades de esporte. Seus treinos incluem outros tipos de esporte, que complementam os seus condicionamentos, para que sempre tenham um desempenho cada vez melhor.

O profissional que queira se destacar no mercado, tem que ter duas habilidades muito importantes. A primeira é perceber em si suas "faltas" ou "pequenas falhas" e a outra é a de verdadeiramente desejar conectar-se com outros tipos de conhecimento, pois sem isso, não é possível qualquer trabalho de desenvolvimento.

Ilustrativa - As pessoas são bombardeadas de informações a todo momento e não estão conseguindo lidar nem com a relevância dos conteúdos recebidos
As pessoas são bombardeadas de informações a todo momento e não estão conseguindo lidar nem com a relevância dos conteúdos recebidos


*Marlene Maytorena Santucci é Coach, Palestrante e Psicanalista

(Engenheira e Administradora, foi executiva na Mercedes-Benz em diversos departamentos, tem diversos cursos relacionados à Desenvolvimento Pessoal, Negociação, Projetos e Estratégia e, atualmente, é mestranda em Psicanálise)

Bem-Estar

Cresce o número de casos de mulheres adultas com acne

Há 16 milhões de brasileiras com esse tipo específico de acne

Ao contrário do senso comum, a acne é uma doença que acomete também os adultos, especialmente mulheres entre 25 e 40 anos. Estima-se que haja mais de 16 milhões de brasileiras com esta condição, sendo que a proporção é de quatro pacientes do sexo feminino para um masculino[2>[3>. Mas esse número pode ser maior, já que tem se observado que a incidência da acne em adultos vem aumentando.

Estimativas indicam que 40% das mulheres acima de 25 anos têm acne e, é importante ressaltar que nesta faixa etária, a doença conserva características específicas[4>. Chamada de AMA (Acne da Mulher Adulta), a condição diferencia-se da acne vulgar por estar relacionada a alterações genéticas, além de fatores relevantes como histórico familiar, alterações hormonais, tipo de pele, estresse, hábitos de vida, entre outros fatores. A AMA ainda se caracteriza por ter evolução crônica, o que exigirá um tratamento de longo prazo.

Recentemente, um estudo conduzido pelo dermatologista Marco Rocha, da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), ajudou a esclarecer um dos aspectos dessa doença, que interfere diretamente na autoestima e qualidade de vida das pacientes. Após acompanhar um grupo de mulheres entre 26 anos e 44 anos, o pesquisador chegou à conclusão de que a acne neste perfil de pacientes está associada à uma alteração genética, que mantém o estímulo da reação inflamatória presente na condição. O mesmo estudo também apontou como a acne afeta o estado emocional dessas mulheres, levando à depressão e transtornos de ansiedade, independentemente da gravidade do quadro[5>.

Nessas pacientes, explica o médico, foram notadas alterações genéticas que mantém a reação inflamatória da pele. "As glândulas sebáceas presentes na pele possuem receptores (Toll-like 2) que podem se ligar a determinados microorganismos. Em mulheres adultas com acne, há maior expressividade desses receptores que, ao se ligarem à bactéria Cutibacterium acnes, comum na pele de toda a população, resultam em um tipo de acne com características mais inflamatórias, com pápulas avermelhadas e dolorosas”, informa o dermatologista, responsável pelo levantamento.

Outro ponto que diferencia esta nova forma de acne é que, enquanto a acne da adolescência (ou vulgar) costuma se manifestar na "zona T” do rosto (testa, região superior das bochechas e nariz), a acne na mulher adulta conta com a distribuição das lesões mais frequente na "zona U” – composta pela mandíbula, queixo e pescoço.

Mas por que é tão importante diferenciar a AMA da acne vulgar, aquela que surge na adolescência? "Além de afetar negativamente a autoestima das mulheres, impactando até mesmo na rotina de trabalho, a prevalência da acne da mulher adulta vem aumentando”, alerta a dermatologista Ediléia Bagatin, professora da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). "Além disso, diferenciar os dois tipos da doença é essencial para a escolha do tratamento adequado para a mulher adulta e o melhor controle da doença”, completa.

A vida moderna explica parte deste aumento no número de casos da acne em mulheres adultas. Alguns hábitos de vida, como consumo excessivo de alimentos com alta carga glicêmica e certos laticínios, a obesidade, o estresse, o tabagismo e a exposição excessiva ao Sol estão entre as causas e os fatores agravantes para a acne na mulher adulta.

Além disso, lembra a dermatologista, "é preciso investigar ainda se o quadro está relacionado com alterações hormonais ou doenças endócrinas, como a síndrome do ovário policístico, por exemplo”.

A boa notícia é que é possível tratar a doença, e o caminho pode estar na combinação de terapias. O guia de conduta clínica da AMA publicado em fevereiro de 2019 sugere a utilização de um produto tópico, como o ácido azelaico, e um anti-andrógeno sistêmico, como a pílula anticoncepcional, como ferramentas terapêuticas eficazes no tratamento da doença.

Referência na área

As particularidades dessa modalidade de acne são tantas que existe um movimento dentro da dermatologia para que ela seja classificada como uma doença à parte da acne comum. E o Brasil tem sido considerado uma das referências nesta área de estudo.

O guia de condutas clínicas, "Acne da mulher adulta: Um guia para a prática clínica”[6>, foi desenvolvido por um grupo de médicos especialistas no assunto, coordenados pela Professora Ediléia Bagatin, na UNIFESP. Publicado nos Anais Brasileiros de Dermatologia, da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), o artigo científico ganhou destaque na comunidade cientifica por ser dedicado apenas à essa doença.

No Brasil, a pesquisa dermatológica na área tem se diferenciado não só por liderar uma série de descobertas e ganhado expertise no assunto, mas também por enxergar a paciente de forma holística. "Não se trata somente de uma doença de pele, mas de uma paciente que tem a sua vida totalmente afetada pela condição. Acredito que a área ganhou destaque nos últimos anos, não apenas por conta do nosso conhecimento na área e estudos científicos avançados, mas também pela relação médico-paciente”, conclui Rocha.

Ilustrativa - Número de casos de mulheres adultas com acne cresceu no Brasil
Número de casos de mulheres adultas com acne cresceu no Brasil


[1> Bagatin E, Freitas TP, Machado-Rivitti MC, Medeiros B, Rocha M. Acne da mulher adulta: um guia para a prática clínica. An Bras Dermatol. Brazilian An Dermatol 2019; 94(1):62-75.

[2> Adaptado de Collier Christin et. al. The Prevalence of Acne in Adults 20 years and older. Journal of the American Academy of Dermatology. Volume 58, Ussue 1,56-59, 2008, e de Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios – PNDA 2015. Mulheres entre 25 e 29 anos idade.

[3> Skroza, N. et al. Adult acne versus Adolescent Acne – A Retrospective Stydy of 1,167 Patients J Clin Aesthet Dermatol. Jan ; 11 (1) : p. 21-25, 2018.

[4> Adaptado de Collier Christin et. al. The Prevalence of Acne in Adults 20 years and older. Journal of the American Academy of Dermatology. Volume 58, Ussue 1,56-59, 2008, e de Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios – PNDA 2015. Mulheres entre 25 e 29 anos idade.

[5> Rocha MAD, Guadanhim LRS, Sanudo A, Bagatin E. Modulation of Toll Like Receptor-2 on sebaceous gland by the treatment of adult female acne. Dermatoendocrinol. 2017 Oct 4;9(1):e1361570. doi: 10.1080/19381980.2017.1361570.

[6> Bagatin E, Freitas TP, Machado-Rivitti MC, Medeiros B, Rocha M. Acne da mulher adulta: um guia para a prática clínica. An Bras Dermatol. Brazilian An Dermatol 2019; 94(1):62-75.


Bem-Estar

As 12 principais dúvidas sobre o suicídio e como lidar

No mês em que se discute a prevenção, psiquiatra da Cia. da Consulta esclarece sobre o tema que mata aproximadamente 800 mil pessoas por ano no mundo

O Setembro Amarelo é o mês de prevenção ao suicídio, uma campanha importante para abordar um fenômeno complexo. O objetivo é estimular o debate sobre o tema para garantir ajuda e atenção adequadas. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), o suicídio é a segunda maior causa de morte no mundo entre a população de 15 a 29 anos. Anualmente, mais de 800 mil pessoas tiram a própria vida, porém nove em cada dez mortes por suicídio podem ser evitadas. Embora, em 2019, os índices terem caído globalmente, a taxa entre adolescentes que vivem nas grandes cidades brasileiras aumentou 24% entre 2006 e 2015, segundo pesquisa da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp).

Nas unidades da Cia. da Consulta a psiquiatria é a terceira especialidade mais procurada entre os pacientes. O psiquiatra Caio Pinheiro responde as principais questões sobre o tema e dá algumas dicas importantes sobre como agir e ajudar:

- Quais os comportamentos mais comuns que podem ser considerados indícios do problema?

Muitas pessoas em risco de suicídio estão com problemas em suas vidas entre experimentar uma luta ou conflito interno, entre desejo de viver e morrer. Isolamento, mudanças marcantes de hábitos, perda de interesse por atividades de que gosta, descuido com aparência, piora do desempenho na escola ou no trabalho, alterações no sono e no apetite, frases como ‘"preferia estar morto’” ou ‘quero desaparecer’ podem indicar necessidade de ajuda. É importante ficar atento às frases de alerta, pois por trás delas estão os sentimentos de pessoas que podem precisar de apoio emocional. E, é preciso investigar e buscar um especialista, sempre que possível. Quando identificado, o profissional de saúde pode ajudar a diminuir o risco de suicídio.

- Como lidar com uma pessoa que apresenta esses indícios relacionados com o problema?

A primeira medida preventiva é entender que falar sobre o suicídio é proteger o próximo. Ouvir atentamente e com calma, entender os sentimentos com empatia, expressar respeito pelas opiniões e valores, conversar honestamente, mostrar sua preocupação, cuidado e afeição e focar nos sentimentos da pessoa. Essas atitudes são medidas que podem ajudar quem está com o risco de suicídio e aliviar a dor psíquica. O melhor caminho é a conversa, quebrar tabus e compartilhar informações para que seja estimulado o diálogo. Saber reconhecer os sinais de alerta é um passo crucial.

- Quais as características próprias de quem está sob o risco de atentar contra sua própria vida?

Indivíduos com características suicidas podem ter comportamentos semelhantes que costumam ser próprios do estado em que se encontra a maioria das pessoas sob risco de suicídio: ambivalência – quase sempre querem ao mesmo tempo alcançar a morte, mas também viver; impulsividade – pode ser um impulso transitório e durar alguns minutos ou horas, normalmente desencadeados por eventos negativos do dia-a-dia; e rigidez/constrição – a consciência passa a funcionar de forma dicotômica: tudo ou nada, pensam constantemente no tema como única solução.

- Que tipo de fatores costumam desencadear a motivação suicida?

Existem alguns fatores predisponentes - que aumentam o risco de suicídio -: histórico familiar, alcoolismo ou outros vícios, transtornos mentais, tentativas de suicídio prévias, doenças físicas, desesperança, isolamento social, pertencimento a uma minoria étnico-sociais (mulheres, negros e população LGBT) ou sexual (homossexuais e transexuais), ter passado por abuso físico, emocional ou sexual. Assim como outros pontos como desemprego ou aposentadoria. Os fatores precipitantes - que desencadeiam uma crise de suicídio - incluem a separação conjugal, ruptura de relação amorosa, rejeição física e/ou social, alta recente de hospitalização psiquiátrica, graves perturbações familiares, perda de emprego, modificação da situação econômica ou financeira, gravidez indesejada (principalmente para solteiras), vergonha e temor de ser descoberto por algo socialmente indesejável.

- Todo depressivo tem pré-condição para ser um suicida?

É preciso desconstruir que a depressão é o único fator de risco para o suicídio, pois todos os outros transtornos psiquiátricos podem motivar um ato suicida. Nem todo suicídio está associado à depressão e também nem todo paciente deprimido quer se suicidar. A depressão tem diversos estágios e o suicídio é um dos atos mais graves. Ele vem, muitas vezes, com a sensação de desesperança em relação à melhora, de um sofrimento psíquico que é muito forte e profundo.

- Somente pessoas com transtornos mentais têm comportamento suicida?

Estima-se que em até 90% das vezes o suicídio está associado a transtornos mentais. Por exemplo, há os casos de pessoas que agem pelo impulso, com tentativas não relacionadas a transtornos mentais. Também indivíduos que oferecem um sacrifício por fazer parte de uma seita religiosa, os homens-bombas (atos terroristas), que pensam que aquele ato suicida poderia trazer algum tipo de salvação ou mérito, como um contexto cultural.

- Quem planeja se matar está determinado a morrer?

A sensação de desesperança muito profunda faz com que algumas pessoas pensem na morte como uma solução e elas podem chegar a planejar esse ato suicida, mas, nem sempre, já tomaram a decisão. O pensamento não está necessariamente associado ao plano de um ato suicida, pode ser um sinal de alarme importante e merece uma atenção muito intensa. São necessários cuidados e uma certa vigilância.

- Pessoas que falam sobre suicídio estão procurando ajuda ou suporte?

As pessoas que conversam sobre o suicídio, estão abertas a falar no tema e, geralmente, o fazem como uma maneira de pedir ajuda. Muitas vezes ela divide seu pensamento pela angústia de lidar com o assunto e para buscar um acolhimento.

- A maioria dos suicídios ocorre sem alerta?

Existem alguns comportamentos comuns que, quando associado a outros transtornos psiquiátricos, podem ser sinais. Como indivíduos que se preparam para solucionar problemas pendentes e fechar ciclos para deixar suas questões resolvidas. Pelo menos dois terços das pessoas que tentam ou que se matam haviam sinalizado de alguma maneira sua intenção para amigos, familiares ou conhecidos.

- Uma pessoa que tenta se matar uma vez tentará novamente?

Segundo estudos, após uma tentativa de suicídio existe um risco maior da pessoa cometer até duas novas tentativas em dois anos. Existe uma probabilidade de 80% da pessoa tentar novamente até dois dias após a primeira tentativa. A ameaça de suicídio também deve ser sempre levada a sério, pois demonstra um sofrimento e a necessidade de ajuda.

- Perguntar se a pessoa está pensando em se matar pode induzi-la ao suicídio?

Quando conhecemos alguém que está com problemas, dificuldades ou sofrimento, conversar e buscar entender o que a pessoa está passando e sentindo nesse momento são fatores protetores. Não se deve ter medo de abordar o assunto, pois sozinha a pessoa pode se sentir sem apoio. Dessa forma, é possível criar uma rede de suporte entre familiares e amigos.

- Quem se mata é fraco?

Não. O suicídio vem como uma solução de algo que gera uma angústia muito intensa. O que dirige a ação auto infligida é uma dor psíquica insuportável e, não, uma atitude de covardia ou coragem. "Dizer que a pessoa é fraca, muitas vezes, é por julgamento ou não entendermos a dor do próximo. Deve-se ter em mente que ela está em desespero e é preciso ter cuidado para compreender esse sofrimento que o outro está passando para chegar nesse ato, que podem ter diversos aspectos psiquiátricos envolvidos”, explica o psiquiatra da Cia. da Consulta.

Divulgação - De acordo com a OMS, o suicídio é a segunda maior causa de morte no mundo entre a população de 15 a 29 anos
De acordo com a OMS, o suicídio é a segunda maior causa de morte no mundo entre a população de 15 a 29 anos


Dois sapatos confortáveis que deixam todo look chic!

Por Larissa Reigato

Se existem motivos para comprarmos sapatos, os principais são conforto e estilo, concordam?
Caso o item possua ambas as motivações reunidas, aí é amor na certa!

Encontrar o sapato perfeito, que reúne um bom design sem perder o conforto, é bastante difícil, principalmente quando se trata de salto alto.

Porém, existem saltos criados para as adaptações dos pés, dando mais suporte à pisada e, consequentemente, mais conforto.

Se você não é a maior fã de salto alto, não precisa se decepcionar. Afinal, temos uma ótima opção flat muito fashion!

Vem ver quais são os sapatos confortáveis que deixam você chic assim que calçamos:

Divulgação


O flat modelo mule é ideal para deixar suas produções elegantes fugindo do salto alto! Mesmo com jeans + camiseta, ele promete um upgrade e sofisticação. O item conquistou o coração de it girls de todos os estilos e não sai no street style mundo afora há muito tempo, transformando qualquer visual. Nas imagens acima, vimos diversas inspirações para usá-lo nos looks.

Divulgação


Nossa segunda peça coringa é a sandália, sim! Conhecida por todos, em diversas versões, designs, tamanhos... Nosso salto ideal é o médio e grosso, pois além de ser confortável, garante mais estabilidade do pé junto ao chão, sem contar que deixa a produção chic instantaneamente.

Perfeito para todos os estilos, o salto grosso sofistica uma produção mais simples, como calça jeans e camiseta, mas também completa looks sofisticados como alfaiataria, dando uma graça a mais.

Qual dos dois você vai aderir ou já usa no dia a dia como coringa para suas produções?!
Comente abaixo, queremos saber!

Bem-Estar

Alerta tempo seco: sucos funcionais ajudam a manter o corpo hidratado

Nutricionista Lívia Nogueira ensina o passo a passo de três bebidas funcionais para driblar as complicações da baixa umidade do ar e garantir o bom funcionamento do organismo

Você está tendo dificuldade para respirar ou sentindo a pele, olhos, garganta e narinas ressecados? Então, talvez o seu corpo esteja sofrendo com os efeitos do tempo seco!

De acordo com a nutricionista do Oba Hortifruti, Lívia Nogueira, além dos efeitos citados acima, a baixa umidade do ar aumenta a incidência de problemas respiratórios (como alergias, rinite, bronquite e asma) e também a sensação de cansaço e dores de cabeça.

Para atravessar o período de seca e amenizar de forma saudável os efeitos negativos dessa estação, investir na hidratação constante é o principal conselho da profissional.
"Beber bastante água é imprescindível. É uma orientação básica para todas as épocas do ano, mas, durante a seca, especificamente, esse cuidado deve ser redobrado”, explica Lívia.

Entretanto, além de água, sucos funcionais também são grandes aliados nessa tarefa. "Além de ajudar na hidratação, o mix de ingredientes das bebidas funcionais ainda fornecem um aporte extra de vitaminas e nutrientes, sendo uma opção benéfica para garantir o bom funcionamento do corpo como um todo”, cita a profissional.

Outra dica da nutricionista é complementar a alimentação com água de coco e chás, e consumir frutas que possuem alto teor de água, como o melão, a melancia, a laranja e o abacaxi, uma vez que esses alimentos também reforçam a hidratação e auxiliam a repor os sais minerais do organismo.

O que evitar durante esse período?

Para o dia a dia, segundo Lívia, é importante ter cuidado com bebidas diuréticas, como o café, alguns tipos de chás e bebidas alcoólicas, pois elas aumentam a perda de água do organismo.

Atenção também com a prática de exercícios físicos. "O ideal é optar por praticar esportes antes das 10h da manhã e após as 17h, evitando assim os horários mais quentes do dia. Beber água antes, durante e depois do exercício também é essencial para não prejudicar a saúde”, explica.

E, para quem quer apostar nas indicações da nutricionista, Lívia ensina três receitas simples de bebidas funcionais para colocar em prática já!

Suco Verde Detox

Ingredientes:
3 folhas de couve;
1 laranja;
1 pedacinho gengibre;
300 ml de água;
Adoçante a gosto;
Gelo a gosto.

Modo de preparo:
Descascar a laranja, cortá-la em pedaços e retirar as suas sementes; Lavar as folhas de couve, mantendo os talos; Colocar a laranja e as folhas de couve com os talos no liquidificador e adicionar o pedacinho de gengibre; Bater e acrescentar o adoçante a gosto. Finalizar com o gelo a gosto e servir-se imediatamente.

Suco de Melão com água de coco
Ingredientes:
200g de melão
1 copo (200 ml) de água de coco Oba Bem Querer
Cubos de gelo (a gosto)

Modo de Preparo: Bata todos os ingredientes no liquidificador, coe e sirva em seguida.

Suco Uva, Abacaxi e Maçã Verde

Ingredientes
5 uvas verde
1 fatia fina de abacaxi
¼ de maçã verde com casca
½ kiwi
Suco de 2 laranjas
1 folha de couve bem picada
1 raminho de hortelã
Salsinha e gengibre, a gosto

Modo de Preparo: Bata todos os ingredientes no liquidificador, coe e sirva em seguida.

Divulgação - Para atravessar o período de seca e amenizar de forma saudável os efeitos negativos dessa estação, investir na hidratação constante é o principal conselho
Para atravessar o período de seca e amenizar de forma saudável os efeitos negativos dessa estação, investir na hidratação constante é o principal conselho


Cursos online gratuitos ajudam a planejar as finanças pessoais

Banco Central, FGV e CVM oferecem cursos de gestão financeira

A dificuldade em lidar com as finanças tem sido uma realidade para milhares de brasileiros, fonte de aborrecimentos diversos, podendo, inclusive, complicar a gestão do dia a dia. Muitas vezes o salário sempre acaba antes do fim do mês e aquele dinheiro extra que aparece de vez em quando some sem sobrar nada para se investir. Um exemplo é a restituição do Imposto de Renda, cuja consulta ao quarto lote será aberta nesta segunda-feira (9).

Pensando em ajudar a organizar a bagunça da vida financeira e facilitar o dia a dia dessas famílias, algumas instituições, como o Banco Central (BC), a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e a Fundação Getúlio Vargas (FGV) oferecem cursos online que podem ajudar os mais despreparados a lidar com o seu dinheiro.

Por meio deles, é possível aprender, por exemplo, a organizar o orçamento familiar, realização de investimentos, como planejar a aposentadoria etc. As aulas são gratuitas e elaboradas de maneira bem didática, facilitando o entendimento para aqueles que não são familiarizados com alguns termos da economia.

O BC dispõe de dois cursos voltados para a gestão de finanças. O primeiro é Gestão de Finanças Pessoais, no qual, por meio da história da família Tarcísio, a pessoa pode adquirir mais conhecimentos para gerir suas finanças, utilizar o dinheiro de modo consciente e otimizar os gastos. Todo o conteúdo é apresentado através de vídeos animados.

Outro curso oferecido pela instituição é o Eu e meu dinheiro. Com cinco vídeos educativos de curta duração, o curso é voltado para sensibilizar os participantes para a gestão das finanças pessoais. A formação traz reflexões sobre uso de crédito; orçamento familiar; necessidades e desejos; riscos e imprevistos, e consumo consciente. As inscrições podem ser feitas no site do Banco Central. Clique aqui.

A CVM também tem cursos para ajudar a gerir as finanças, facilitando a tomada de decisões sobre o uso do dinheiro no dia a dia. Um deles, o de Matemática Financeira Básica. O objetivo é apresentar conceitos introdutórios sobre o assunto, em temas que envolvem conceitos de matemática financeira, como consumo, empréstimos, financiamentos e investimentos.

Outro curso abrange a Educação Financeira para Jovens e estimula a pessoa a refletir sobre a importância da educação financeira para sua vida, abordando temas como consumo consciente e equilíbrio financeiro; diferenças e relações entre poupar e investir e também orientação no planejamento financeiro a curto e médio prazo.

O último curso oferecido pela instituição é justamente voltado para o investimento: Poupança e Investimento que auxilia a organizar as contas e planejando a vida financeira. Todos os cursos podem ser acessados no site da Comissão de Valores Mobiliários. Clique aqui.

Já a FGV traz curso para ajudar a planejar a aposentadoria ajudando na conclusão de objetivos pessoais e/ou familiares nesse período da vida. A instituição oferece ainda formações voltadas a Organização do orçamento familiar e também ao gasto consciente . Os cursos estão disponíveis no site da Fundação Getúlio Vargas. Clique aqui.

Todas as formações se inserem no fortalecimento do conceito de cidadania financeira, conjunto de direitos e deveres que permite ao cidadão gerenciar bem seus recursos financeiros. Isto significa ter noções sobre planejar o uso de seus recursos, gerenciar o uso de crédito e poupar ativamente. A noção compreende ainda, a proteção do consumidor de serviços financeiros para que a pessoa não fique sujeita a práticas injustas ou enganosas e também tenha acesso a mecanismos para resolver conflitos.

Ilustrativa - Por meio dos cursos, é possível aprender a organizar o orçamento familiar, realização de investimentos, como planejar a aposentadoria etc
Por meio dos cursos, é possível aprender a organizar o orçamento familiar, realização de investimentos, como planejar a aposentadoria etc


Tutores buscam por cachorra desaparecida no Jd.Paraná em Assis

Ela desapareceu na altura da Rua Cambé

Os tutores de uma cachorra que atende pelo nome de Meg estão à sua procura após ela ter fugido no Jardim Paraná, em Assis.

A cachorra é da raça Shitzu e tem a pelagem preta.

Caso alguém tenha informações da Meg, pode entrar em contato pelo telefone (18) 99769 6393 e falar com Daniele.

Tutora busca por cachorra que desapareceu na vila Palhares em Assis

Hope desapareceu na segunda-feira, 2 de setembro

Ana Jancovic, tutora da cachorrinha Hope, está à sua procura desde que ela sumiu da casa da família, em Assis.

A família mora na Rua Gonçalves Dias, na Vila Palhares, onde a cachorra acabou fugindo no final da tarde desta segunda-feira, 2 de setembro.

Segundo a tutora, Hope é castrada, tem três anos, não tem costume de sair e é um animal de difícil convivência, pois é muito apegada à sua família, que está sofrendo muito com sua ausência.

Se alguém tiver notícias que ajudem na sua localização pode entrar em contato pelos telefones (18) 99755-3961 ou (18) 99807-8417.

Arquivo Pessoal - Hope é castrada e tem três anos
Hope é castrada e tem três anos


Bem-Estar

5 dicas para encontrar passagens mais baratas na internet

De acordo com levantamento da ANAC, no último ano mais de 100,87 milhões de passageiros embarcaram nos aeroportos brasileiros

De acordo com levantamento da ANAC, no último ano mais de 100,87 milhões de passageiros embarcaram nos aeroportos brasileiros, o que representa um aumento de 9,9% em relação ao mesmo período do ano anterior. Desse total, 91% dos embarques foram em voos domésticos e 9% em voos internacionais.

Para quem está planejando uma viagem, algumas dicas podem ajudar. Segundo Paula Rebouças, Country Manager do TurismoCity – buscador de voos com mais de 600 mil usuários no Brasil -, a tecnologia tem sido uma forte aliada dos viajantes e pode ajudar a garantir economia com a compra de passagens.

"Os buscadores de voos são uma ótima opção para quem quer planejar uma viagem com economia. O TurismoCity, por exemplo, atua por meio de inteligência artificial e permite que os viajantes tenham uma economia de 30%. A plataforma reúne os resultados de todos os voos disponíveis em um único lugar, possibilitando ao cliente comparar as ofertas. Também ajuda os usuários a decidir quando e para onde viajar, já que oferece datas alternativas com melhores preços”, explica Paula.

Listamos 5 dicas para quem quer encontrar passagens aéreas mais baratas na internet. Confira:

1- Limpe os cookies de seu computador e troque de navegador

Quando estiver pesquisando uma passagem é possível notar que quanto mais procuramos, mais promoções, anúncios e até e-mail marketing começamos a receber. Isto acontece por conta dos cookies, arquivos temporários que ficam no computador a cada busca feita de passagem ou qualquer outra busca. Para conseguir passagens mais atrativas, uma dica é limpar estes arquivos do navegador antes das buscas. Outra opção é utilizar uma nova janela oculta do navegador, que mostrará uma busca inédita, sem levar em conta o seu histórico nas redes.

2- Entre em programas de milhagem

Os programas de milha ou milhagem são serviços oferecidos por algumas empresas de companhias aéreas e de cartões de crédito. É uma alternativa para quem ama viajar ou para um planejamento futuro de viagem, em alguns casos até é possível viajar gratuitamente. Nesse programa os usuários que entram recebem pontos à medida que realiza a compra de determinados produtos. Depois o usuário pode trocar esses pontos por passagens aéreas.

3- Utilize um buscador que compare preços

Antes de comprar uma passagem, uma dica de economia é usar um buscador de voos para comparar os preços disponíveis no mercado. O Turismocity, por exemplo, reúne, compara e envia em primeira mão aos usuários voos disponíveis e passagens aéreas promocionais para diversos destinos. Também ajuda os usuários a decidir quando e para onde viajar, além de criar alertas para um destino específico e faixa de preço. Usuários cadastrados no site recebem ainda as ofertas mais relevantes para o seu perfil em seu e-mail. Ao escolher a promoção, o usuário é direcionado para o site do parceiro onde realiza a compra diretamente.

4- Consulte as datas com antecedência

O ideal é sempre fazer uma pesquisa com base no seu destino. Por exemplo, viajar no verão para o nordeste é mais caro do que no inverno. Uma dica é verificar as possíveis datas que podem deixar as viagens mais baratas. Até mesmo em feriados prolongados, por exemplo, é possível encontrar boas opções se a consulta for feita antecipadamente. Essa pesquisa pode ser feita de um a dois meses antes da data prevista, para se certificar das oscilações dos valores na semana que está viajando e também o mês.

5. Observe o número de escalas

Os sites que vendem passagem e também os buscadores apontam o número de escalas e tempo de ligação para cada voo. Voos com muitas escalas tendem a serem mais em conta que outros. Se isso não for um problema para o viajante, pode ser uma oportunidade de economia e também de conhecer um lugar novo antes do destino final da viagem.

Ilustrativa - Antes de comprar uma passagem, uma dica de economia é usar um buscador de voos para comparar os preços disponíveis no mercado
Antes de comprar uma passagem, uma dica de economia é usar um buscador de voos para comparar os preços disponíveis no mercado


Bem-Estar

5 motivos para aderir aos treinos ao ar livre

Alternativa pode revolucionar seus treinos e deixá-los ainda melhores

Imagine ser capaz de praticar seus exercícios enquanto sente a brisa do vento, o calor do sol ou a intensidade da noite, sem paredes que o separem do espaço externo. Pois bem, essa é uma possibilidade real!

Se ela ainda não te incentivou a se exercitar em ambientes externos, saiba que nós separamos 5 motivos bem atrativos para que suas próximas atividades sejam feitas ao ar livre!

Por que se exercitar ao ar livre?

Com tantos benefícios e possibilidades, é bem provável que você queira mudar sua rotina de exercícios para poder aproveitar o que espaços abertos têm a oferecer!

1 - Vantagens cientificamente comprovadas

Um estudo feito por pesquisadores do Centre for Diet and Activity Research, da University of Cambridge, em conjunto com o Centre for Environmental Policy, do Imperial College London, descobriu que se exercitar ao ar livre traz benefícios significativos à saúde, mesmo em regiões com poluição.

A conclusão foi de que os pontos positivos superam os riscos da poluição do ar na grande maioria dos casos, com exceção de algumas cidades que apresentam taxas demasiadamente elevadas, embora elas correspondam a apenas 1% das cidades do mundo.

Portanto, se esse era um motivo que poderia te fazer preferir espaços fechados aos abertos, saiba que é raro apresentar algum tipo de problema devido à ausência de ar puro.

2 - O tempo dos exercícios pode aumentar

Correr em uma esteira na academia é bom para a saúde, mas pode se tornar cansativo e enfadonho depois de algum tempo devido ao ambiente. Além disso, existe a opção de desligar o equipamento e, assim, parar o treino.

Quando se está ao ar livre, a paisagem variada ajuda a se distrair e, assim, permite que você consiga se exercitar por mais tempo sem sentir aquele cansaço que costuma aparecer em academias e ambientes abertos.

Quando se olha para as árvores, ruas, pessoas, prédios, paisagens e outros elementos que chamam a atenção, parece que a atividade física entrou em segundo plano e que você está se divertindo com o que vê, o que é bastante positivo para seu desempenho.

3 - Maior queima de calorias

De acordo com a Pesquisa de Vigilância de Fatores de Risco e Proteção de Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel), divulgada em junho de 2018 pelo Ministério da Saúde, 18,9% dos brasileiros são obesos e 54% apresentam sobrepeso, estatística que chama a atenção.

A queima de calorias é um dos principais objetivos por quem deseja se exercitar, até mesmo por quem não apresenta excesso de peso, e esse é outro ponto positivo de se exercitar ao ar livre, já que quem pratica exercícios em tais espaços tende a perder mais calorias.

Existe também uma relação com o ambiente, já que a pessoa se distrai com ele e não foca tanto no cansaço ou nos sinais apresentados por seus músculos, ou seja, correr 30 minutos ao ar livre pode ser melhor do que fazer a mesma atividade pelo mesmo período de tempo em uma academia.

De acordo com John Porcari, um fisiologista de exercícios da Universidade Wisconsin-La Crosse, foi feito um estudo em que um grupo atravessou um campo virtual e correu contra outras pessoas e que o desempenho do primeiro grupo foi 12% melhor, graças ao fator distração.

4 - Melhoria na autoestima

O estímulo trazido pela natureza também impacta o cérebro de diferentes maneiras. É isso o que se concluiu em um artigo publicado no periódico Environmental Science & Technology.

Pesquisadores britânicos comprovaram que praticar exercícios ao ar livre melhora a autoestima e também o humor. Além disso, refrescar ar puro, ver as cores e ouvir os sons da natureza atuam como estímulos positivos que atingem os praticantes de exercícios físicos ao mesmo tempo.

A junção desses fatores faz com que as atividades físicas sejam ainda mais interessantes e proveitosas, o que pode até mesmo influenciar em sua continuidade a longo prazo.

5 - Menor impacto no bolso

Quem se exercita ao ar livre não precisa pagar pela matrícula e mensalidade de uma academia tradicional, o que pode ser um peso considerável no orçamento, principalmente de acordo com o tipo de estabelecimento escolhido.

As opções podem iniciar em circuitos de caminhada e corrida encontrados em parques e praças, bem como na possibilidade de correr nas ruas e quarteirões, o que é ótimo para a saúde.

Os exercícios podem ser feitos nas academias ao ar livre localizadas ao redor de todo o Brasil, em um número que, felizmente, está em crescimento na iniciativa pública, além de aparecer na iniciativa privada, como em clubes e empresas.

Seja qual for a opção escolhida, é certo que isso trará uma economia importante ao seu bolso, o que é benéfico principalmente ao aliar todas as vantagens vistas anteriormente.

Treinos ao ar livre: uma bela opção para sua saúde

É quase que um reflexo pensar nas academias convencionais quando se fala em praticar exercícios físicos, mas elas não são as únicas opções. Tanto áreas rurais quanto parques, campos e o próprio perímetro urbano podem ser aproveitados para cuidar de sua saúde.

Há que se destacar a inclusão social que é proporcionada por essa alternativa, viável para todas as pessoas, não importa qual seja seu condicionamento físico ou poder aquisitivo, o que é benéfico até mesmo para a sociedade como um todo.

Outro ponto é o da liberdade de poder se exercitar em diferentes lugares, sem as limitações trazidas pelas paredes e também com maior disponibilidade de horários, interessante para quem precisa de horários diferentes dos oferecidos pelas academias.

A economia também merece ser destacada outra vez, já que se exercitar sem ter que gastar nada a mais por isso é um atrativo e tanto para quem se interessa em ter uma vida saudável.

Comece a se exercitar em uma academia ao ar livre, em corridas e caminhadas em seu bairro ou com as alternativas que desejar. Assim, você obterá todos os benefícios citados e poderá comprovar como são reais e capazes de fazer a diferença positivamente em sua vida!

Divulgação - Quando se está ao ar livre, a paisagem variada ajuda a se distrair e, assim, permite que você consiga se exercitar por mais tempo sem sentir aquele cansaço
Quando se está ao ar livre, a paisagem variada ajuda a se distrair e, assim, permite que você consiga se exercitar por mais tempo sem sentir aquele cansaço


Descubra já o seu estilo ideal de make!

Por Larissa Reigato

Todos nós sabemos como a maquiagem transforma nossos rostos. São inúmeras técnicas usadas pelos maquiadores para deixar a pele e o rosto mais uniforme e harmonizado. 

Para inspirar vocês ainda mais, separei algumas makes da rainha das makes, Kylie Jenner, em diferentes estilos para vocês se identificarem! 

Confie nos clássicos

Divulgação Kylie Jenner


Não tenha medo de apostar nos clássicos. Uma pele bem feita + batom vermelho é o combo perfeito para não errar! 

Use a make a seu favor!

Divulgação Kylie Jenner


Uma super lição para aprendemos com a Kylie é SEMPRE usar a make a seu favor. Realçando as partes que mais gosta de si mesma, como na imagem acima, colocando um ponto de luz (rosa) e uma boca bem feita. 

Divirta-se!

Esteja à vontade para se divertir, mudar, sair dos padrões e OUSAR! Isso vai te ajudar a conhecer melhor seus traços, pontos fracos e pontos que sempre vai desejar destacar. 

Divulgação Kylie Jenner


Para inspirar vocês ainda mais, escolhi uma maquiadora muito talentosa da cidade, a Lara Giovana do Ateliê Lidiane Morita, que faz uma pele incrível e maquiagens artísticas maravilhosas! 

Preparamos para vocês 2 estilos de make produzidas pela Lara.

Divulgação


Nesta make apostamos em tons terrosos, pois são tons clássicos que estão em alta tanto em roupas, sapatos, quanto decoração desde o inverno passado e vai continuar no próximo verão. Essa inspiração mostra que mesmo sem o batom vermelho - como a make da Kylie Jenner- também é possível fazer uma make clássica.

Divulgação


Já na make despojada fizemos um olho degradê bastante esfumado com gatinho + boca chamativa!

Divulgação


Amei a make, pois, apesar de não ser tão colorida, colocamos cor no olho e na boca, que muitas pessoas acham over, aqui mostramos que não existem regras. 

Divulgação


E você? Conta pra gente com qual estilo você mais se identifica!

Alerta aos pais: golpe online usa Turma da Mônica para obter dados de cartões de crédito

O perigo da vez é uma imagem inofensiva convidando as crianças a fazerem parte da Turma da Mônica - para isso elas precisam passar dados do cartão de crédito "da mamãe”

Um post falso da Turma da Mônica está rodando grupos de WhatsApp e redes sociais. No golpe, que tem como alvo crianças, os personagens Cebolinha, Mônica, Magali e Cascão dizem estar buscando um "novo amigo" e, para fazer parte da turma, os pequenos precisam comentar "o número de cartão de crédito da mamãe", "os 3 numerozinhos atrás" e a "data de expiração". De acordo com a Mauricio de Sousa Produções (MSP), a imagem viralizada se trata de um fake news.

Não é de hoje que os golpes estão tomando a internet e cada vez mais os pais se preocupam com perigos, como a temida Dark Web e os desafios sombrios lançados no Youtube. Mas, afinal, é possível manter as crianças seguras no mundo digital? Luiza Mendonça, Educadora Parental em Disciplina Positiva e CEO do AppGuardian - app de controle parental que conecta pais e filhos -, elenca 4 dicas que podem ajudar na rotina online.

Diálogo em primeiro lugar: converse com seu filho

O primeiro passo para manter a criança segura na internet é o diálogo entre pais e filhos. Para se conectar melhor com a garotada é essencial que os pais saibam o que eles andam fazendo na internet e fora dela também. Uma dica importante: procure saber quais são os youtubers que seu filho mais curte, além de hobbies, gostos musicais e quais séries e programas ele gosta de assistir. Não deixe de passar um tempo com seu filho e procure estar sempre atento às suas atividades (online e offline). Vale sempre alertá-los a nunca enviarem dados pessoais, informações de cartões de crédito, fotos a estranhos.

Disciplina: estipule limites de horário

Na hora do diálogo é importante definir os horários em que as crianças e, principalmente, os adolescentes poderão ficar conectados. Um levantamento realizado pela empresa AppGuardian em junho deste ano mostra que a garotada fica, em média, 5,7 horas por dia no celular, número referente aos dias da semana (segunda a quinta-feira), no fim de semana o tempo ao celular sobe 20%, chegando a 6,9 horas/ dia. Com os adolescentes é preciso ficar atento ao tempo que passam em seus quartos só usando celular. Educadores e psicólogos garantem que o quarto trancado é um dos maiores perigos de hoje em dia, já que na web o adolescente pode ter acesso a conteúdos inapropriados e, muitas vezes, perigosos. Caso seu filho use lan houses, procure saber onde é esse local e estipule dias e horários que ele poderá ir até o estabelecimento.

Seja parceiro: navegue junto com a criança

É muito importante que os pais "surfem” a mesma onda dos filhos e também se conectem. Portanto, estejam nas mesmas redes sociais que eles, conheça os canais que a criançada assiste e separe um tempinho do seu dia para acessar à web junto com as crianças, deixe que eles mostrem o que gostam de acessar e fique por dentro do dia a dia do seu filho na internet.

Aposte em tecnologia: use o controle parental

Para auxiliar os pais a organizarem melhor a rotina digital dos filhos ao celular (e tablets), uma alternativa é apostar em apps de controle parental. Um exemplo é o AppGuardian (http://bit.ly/appguardian2) que permite que os pais bloqueiem o acesso dos filhos a alguns apps e até mesmo a toda e qualquer funcionalidade do smartphone. Com a tecnologia é possível também ter acesso a um relatório informando o tempo que a criança passou no Youtube e demais redes sociais.

Outra ferramenta que ajuda bastante é o "Tempo de Tela”, que permite aos responsáveis determinarem (antecipadamente) quanto tempo querem que os filhos fiquem conectados ao longo da semana - de forma personalizada. Com suporte 100% em português e feito por pais e mães brasileiros, o AppGuardian também disponibiliza um navegador que bloqueia qualquer tipo de conteúdo adulto, como pornografia, no celular e tablet do seu filho.

Divulgação - Imagem inofensiva convida as crianças a fazerem parte da Turma da Mônica - para isso elas precisam passar dados do cartão de crédito
Imagem inofensiva convida as crianças a fazerem parte da Turma da Mônica - para isso elas precisam passar dados do cartão de crédito "da mamãe"


Bem-Estar

Filósofo desconstrói dito popular ‘Gentileza gera Gentileza’

Para o filósofo e pesquisador Fabiano de Abreu, ser gentil é muito além de falar a verdade, mas ter a sensibilidade de saber como dizê-la

Há alguns anos atrás no Rio de Janeiro, nascia um mito e com ele um dito popular: 'Gentileza gera Gentileza'. A frase, que estampava diversos murais desenhados pelo icônico e quase mítico ‘profeta’ Gentileza nas pilastras da antiga Perimetral, que era uma via expressa elevada sobre a Avenida Brasil, nos anos 2000 virou um mantra social, sendo reproduzido à exaustão em camisetas, outdoors e na rede social. Mas será que o pitoresco pregador urbano José Datrino, conhecido como Gentileza, tinha razão?

O filósofo e pesquisador Fabiano de Abreu acredita que existem alguns pontos a serem considerados quando o assunto é falar sobre ser gentil. ”Gentileza gera gentileza? Gentileza não gera gentileza se o interlocutor for estúpido, se não tiver inteligência emocional e não for sensível. Ser Gentil é ser bom e sentir-se do bem, mas não é algo humano, é uma conquista. Gentileza é uma virtude que tem a ver com a cultura local, um protocolo social, onde nada mais é do que uma espécie de obrigação dentro de uma educação, uma obrigação que, instalada em nosso cotidiano, passa a ser inconsciente. Assim, as consequências da gentileza também são saudáveis e podem ser percebidas como algo que nos traz qualidade de vida. Ser gentil é ser bom e sentir-se do bem, mas nem sempre gera de volta a gentileza”.

Verdade x Gentileza

Fabiano aponta que ser gentil não necessariamente tem a ver com falar a verdade: "É importante entender que a gentileza não quer dizer falar a verdade e, sim, saber como falar a verdade. Ser gentil não é ser humano e, sim, sociável. O ser humano carrega defeitos e qualidades e ser sociável é um aprendizado que visa a convivência, a vida em sociedade. Praticar a virtude de ser gentil é uma conquista de consciência e é a conquista de um conhecimento. Dizer a verdade sem precisar ferir o próximo é a verdadeira gentileza”.

Tipos de gentileza

O filósofo também classifica os "tipos” de gentileza existentes: "primeiramente, existe a gentileza superficial, que se refere apenas ao tratamento comum em sociedade. Depois a Gentileza impregnada, que se manifesta através daquele que não mede esforços em ajudar. E há também o gentil de natureza, que tem tranquilidade e inteligência emocional apuradas a ponto de não se importar com a resposta ignorante”.

Como ser gentil?

Fabiano ressalta que há quem não responda à gentileza e também há aqueles que podem se irritar com a gentileza alheia como se fosse uma afronta à sua arrogância. Então, como ser gentil mesmo em meio a um ambiente hostil? O filósofo responde: "Quando se tem ciência das consequências de ser gentil e se tem uma segurança de si mesmo e dos seus valores, é possível experimentar a gentileza mesmo recebendo como retorno a arrogância constante. Faça com que a gentileza seja natural e constante sem determinar um tempo, pois, os resultados, quanto mais tarde aparecerem, mais apaixonantes serão”.

Como suportar um estúpido?

Na opinião do pesquisador, só quem consegue ser gentil alcança a plenitude, e com paz e plenitude somos capazes de organizar melhor a vida e meditar sobre suas consequências e caminhos: Assim, a gentileza é uma consultoria gratuita para o bem do próximo. A gentileza não é só um tratamento polido, mas um caminho para sermos plenos em nossas vidas”.

E como proceder diante da incompreensão e da estupidez alheia? Fabiano aconselha: "O gentil também é o antônimo (contrário) de egoísta e imprestável. Ser gentil é uma pré-disposição a agir em prol do outro. O gentil espontâneo, quando age ao lado de um arrogante, fere na alma dessa arrogância mesmo que o egoísta não queira admitir. O arrogante que mantém a arrogância é um desprovido de intelecto ou uma pessoa que não tem o conhecimento do equilíbrio e sentido das consequências. Não consegue, sem treino e vontade de mudar, entender a gentileza. Se sua gentileza foi respondida com estupidez ou arrogância, mantenha-se calmo e encontre seu equilíbrio. Trabalhe sua mente em outros afazeres e esqueça isso. As consequências negativas não serão suas”.

Tenho sido ignorante mas quero mudar. O que fazer?

Fabiano aponta que é possível ter bons resultados na vida procurando ser gentil. Segundo o filósofo, é possível abandonar práticas e costumes ignorantes e se tornar uma pessoa mais gentil, colhendo frutos e benefícios desta decisão: "Busque o equilíbrio e medite para um autoconhecimento e descubra suas qualidades para buscar seus objetivos. Assim, não terá mais tempo de ser arrogante. Também verás que não leva a nada ser assim, aliás, leva, sim, a pontos negativos na própria vida. Ser gentil é ser generoso mesmo que sua generosidade seja apenas pelo bom trato.Ser gentil não é uma virtude com a necessidade de criar vínculos. São atitudes que precisam ser espontâneas pelo bem próprio, do outro e de toda uma sociedade”.

Segundo ele, a gentileza tem a ver com o exercício dos mais nobres e evoluídos sentimentos: "O gentil é altruísta, é aquele que desenvolveu o nível evoluído em prol do bem comum. De todos os defeitos do mundo, o egoísmo é o que mais trouxe consequências ruins à humanidade e ao ser humano. Ser gentil é tratar o próximo como gostaria de ser tratado. Se você não trata alguém bem, está penalizando a si mesmo por não aceitar a si próprio”.

Divulgação - Fabiano de Abreu aponta que ser gentil não necessariamente tem a ver com falar a verdade
Fabiano de Abreu aponta que ser gentil não necessariamente tem a ver com falar a verdade


Tutora busca por cachorra desaparecida no Parque Universitário em Assis

Fêmea é da raça Pinscher e atende pelo nome de Rebeca

A tutora de uma cachorra que atende pelo nome de Rebeca está à sua procura após ela fugir no Parque Universitário, em Assis.

Rebeca é da raça Pinscher, tem a pelagem marrom clara e é de pequeno porte.

A família tem uma criança que está chorando muito pelo desaparecimento da cachorra.

Caso alguém tenha informações sobre seu paradeiro pode entrar em contato pelo telefone (18) 99737-2175 (Rita) ou (18) 99692-6949 (Tatiane).

Divulgação - Cachorra atende pelo nome de Rebeca e é da raça Pinscher
Cachorra atende pelo nome de Rebeca e é da raça Pinscher


Bem-Estar

Mindful Eating: Os benefícios da alimentação consciente

Como o padrão mental é capaz de mudar nosso relacionamento com a comida, favorecendo uma alimentação mais consciente

Nos últimos tempos, temos ouvido falar bastante em Mindfulness, ou Atenção Plena. Trata-se de um conjunto de práticas que desenvolvem a capacidade de estar plenamente presente, sem julgamentos. Ela nos permite sair do piloto automático, favorecendo entrar em contato com a nossa sabedoria interna e desta forma conquistar inúmeros benefícios, cientificamente comprovados, como, entre outros: redução do estresse, da insônia, da ansiedade, diminuição da irritação, melhora a memória, estimula a criatividade, promove o foco e a concentração, diminui as dores crônicas e gera inteligência emocional. Tudo isso com o simples passo de desacelerar e trabalhar a respiração, realizando uma tarefa por vez.

Existe uma série de práticas que podem ser realizadas, para que haja essa mudança de padrão mental, a partir da meditação. É possível se perceber como indivíduo e isso influenciará em todas as suas relações, desde as coisas que acontecem ao seu redor, até seu relacionamento consigo mesmo e com as outras pessoas. Entre essas vertentes práticas do Mindfulness, está o Mindful Eating, ou Comer Consciente, que tem por objetivo trabalhar a alimentação consciente, para respeitar o próprio corpo, para se respeitar, conectar melhor o corpo com a alimentação, entre outros importantes conceitos. O Mindful Eating promove atenção plena na alimentação, permitindo escolhas e experiências alimentares mais conscientes, o que é fundamental para a promoção da saúde. Sua prática, na verdade, não é para emagrecimento, mas isso pode ser eventualmente uma consequência.

O Mindful Eating pode promover uma "nova abordagem” dos nossos hábitos alimentares, tanto do ponto de vista nutricional, quanto neurocientífico e de engenharia comportamental. É preciso, livre de julgamentos, testemunhar as muitas sensações e pensamentos que surgem à medida que comemos. A Alimentação Consciente envolve a experiência de beber e comer, com toda a atenção necessária para sentir os efeitos sobre o corpo, atenção para os aromas, cores, sabores, texturas e temperatura do alimento.

Mais do que comer devagar, o Mindful Eating trabalha a consciência dos sinais físicos e emocionais da alimentação. Permite reconhecer os sinais de fome, vontade, saciedade e os "gatilhos” que despertam o desejo de comer. Com sua prática, aos poucos, percebemos nossas outras necessidades e trabalhamos para satisfazê-las, além do ato de comer.

Colocando em prática

Alguns passos para colocar o Mindful Eating em prática, são:

- Sentar-se confortavelmente em uma cadeira e mesa adequadas para refeição;
- Manter todos os dispositivos/ celulares/ televisores longe de você;
- Não ter pressa para comer;
- Trabalhe a respiração e observe os alimentos que irá ingerir;
- Descanse os talheres para que se sinta confortável;
- Sinta cada sabor, textura, aroma, maneira como o alimento lhe agrada;
- Feche os olhos para sentir com mais intensidade o momento;
- Imagine todo o percurso do alimento até chegar à sua mesa;
- Não pense nas calorias;
- Avalie sua fome x saciedade e veja se foram equilibradas;
- Agradeça pelo momento e por sua refeição.

Divulgação - Mindful Eating promove atenção plena na alimentação, permitindo escolhas e experiências alimentares mais conscientes, o que é fundamental para a promoção da saúde
Mindful Eating promove atenção plena na alimentação, permitindo escolhas e experiências alimentares mais conscientes, o que é fundamental para a promoção da saúde


*Dr. Andrea Bottoni, especialista em nutrologia e em medicina esportiva, mestre em nutrição e doutor em ciências pela UNIFESP, instrutor de Mindful Eating, é coordenador de nutrologia do IGESP.

Bem-Estar

Como diminuir os efeitos colaterais causados pelas vacinas?

Além de seguir o calendário de vacinação, é importante cuidar das possíveis reações que podem acontecer após a imunização

Tão importante quanto estar atento às datas da carteirinha de vacinação, para que as doses sejam administradas na idade correta, é preciso conhecer formas de amenizar possíveis efeitos colaterais. Muitos pais se preocupam em preparar a criança para receber a vacina, para evitar qualquer tipo de trauma, mas também é importante pensar no que pode acontecer depois da imunização. O que deve ou não ser feito para amenizar possíveis dores e inchaços? A vacina dá reação? O que fazer nessas situações?

A técnica de enfermagem do Colégio Marista Pio XII, de Ponta Grossa (PR), Camila Obrezut, sugere tranquilizar as crianças antes de receber a vacina e também explicar a elas sobre possíveis reações, que podem surgir em até 48 horas após a imunização. "Podemos aliviar os sintomas colocando uma pedrinha de gelo no local, não esquecendo que gelo queima se for colocado diretamente sobre a pele, então é necessário colocá-lo em um saco plástico e envolvê-lo em uma toalha”, explica a enfermeira.

Vacinas são substâncias com a função de estimular nosso corpo a produzir respostas imunológicas a fim de proteger contra determinada doença. São produzidas a partir do próprio agente causador da enfermidade, que é colocado no corpo de forma enfraquecida ou inativada.

Veja as dicas da enfermeira Camila de como tratar possíveis reações:

Vermelhidão, inchaço e dor: aplicar gelo no local da vacina com uma fralda de algodão durante 15 minutos, pelo menos três vezes ao dia, até que os sintomas desapareçam por completo.

Febre ou dor de cabeça: é essencial diminuir a febre ou a dor de cabeça que podem ocorrer com a aplicação. Para isso, os pediatras receitam antitérmico e analgésico. No entanto é importante seguir a dose indicada pelo médico, pois a quantidade varia de acordo com o peso da criança ou mesmo o tipo de remédio - se é xarope ou comprimido, por exemplo. Se a criança precisa ser medicada no período de aula, os responsáveis podem deixar a medicação sob os cuidados da enfermeira responsável.

Indisposição e cansaço: é normal sentir mal-estar, cansaço ou sonolência, além de alterações gastrointestinais como enjoos, diarreia ou falta de apetite. Para melhorar esses sintomas, é preciso comer alimentos mais leves, como sopa de legumes e frutas cozidas, ou dar a criança pequenas quantidades de leite ou alimentos moles para evitar a indisposição. Também é importante dormir bem nos três primeiros dias após a vacina.

Divulgação - Aplicar gelo no local da vacina com uma fralda de algodão durante 15 minutos ajuda a tirar a vermelhidão, o inchaço e a dor
Aplicar gelo no local da vacina com uma fralda de algodão durante 15 minutos ajuda a tirar a vermelhidão, o inchaço e a dor


Conservantes em rações não influenciam nas causas de doenças em pets

Médica veterinária esclarece a utilização dessas substâncias em alimentos industrializados

Você sabia que os pets têm necessidades nutricionais diferentes de nós, humanos. Para garantir a qualidade de vida do seu gato ou cão, a alimentação deve ser feita com ração. Mas, muitos tutores se preocupam com alimentos industrializados devido aos conservantes químicos.

A médica veterinária e coordenadora de Comunicação Científica das rações Nero e Líder (Total Alimentos), Bárbara Benitez, explica que os conservantes artificiais são substâncias que estão presentes nas rações para retardar a alteração do alimento para aumento do tempo de vida útil. Os conservantes artificiais são sintéticos e acabam sendo mais utilizados em razão da pureza e qualidade ser relativamente maior.

"Existem evidências científicas que, comprovam que o excesso de conservantes químicos em rações industrializadas não causa doenças, como câncer. As empresas de nutrição animal passam por certificações rigorosas e utilizam conservadores químicos em baixíssima quantidade.”, explica a médica veterinária.

Benitez também afirma que a associação de outras doenças com os conservantes é muito comum por parte dos tutores, porém, é necessário esclarecer que a nutrição é somente um dos possíveis fatores. "As doenças têm causas multifatoriais. Portanto, afirmar que o pet sofreu de alguma síndrome em consequência da alimentação é errônea.”, esclarece.

Para evitar qualquer enfermidade, a médica veterinária orienta aos tutores para se informar a respeito sobre a fabricação das rações e consumir aquelas que são livres de corantes, conservantes e aromatizantes artificiais. "Além disso, conversar com um médico veterinário de confiança é importante, pois ele vai indicar a melhor dieta alimentar para o seu pet. Eu recomendo as rações com fibras de qualidade, na medida certa, que contenham cereais integrais, extrato de frutas e vegetais incorporados nas partículas.”, explica Bárbara

Por fim, a médica veterinária alerta sobre a comida caseira, que pode levar à desnutrição e como consequência causar algumas doenças, como obesidade, problemas cardíacos, ósseos e de desenvolvimento entre outras. Por isso, evite ao máximo oferecer ao seu animal de estimação esse tipo de alimento.

Divulgação - Segundo médica veterinária, os conservantes artificiais são sintéticos e acabam sendo mais utilizados em razão da pureza e qualidade ser relativamente maior
Segundo médica veterinária, os conservantes artificiais são sintéticos e acabam sendo mais utilizados em razão da pureza e qualidade ser relativamente maior


Divulgação - Médica veterinária Bárbara Benitez
Médica veterinária Bárbara Benitez


Bem-Estar

Grupos de pais no WhatsApp afetam relacionamento família x escola

Questão abre espaço para refletir sobre como as redes sociais têm contribuído para escancarar comportamentos precipitados e até insensatos

Uma conversa entre amigos com filhos em idade escolar, ou então uma rápida busca na internet são suficientes para mostrar o quão controversos se tornaram os grupos de WhatsApp de pais de crianças de uma mesma escola. A questão abre espaço para refletir sobre como as redes sociais, em especial o WhatsApp, têm contribuído para escancarar comportamentos precipitados e até insensatos.

"Vive-se em uma era em que a internet empoderou a todos, indistinta e simultaneamente. E assim, no auge dessa sensação de poder, a falta de educação fica evidenciada e a intolerância é, infelizmente, a palavra que revela o comportamento em alta na sociedade de hoje”, expõe Acedriana Vicente, diretora pedagógica do Sistema Positivo de Ensino.

Segundo ela, essa falta de educação brota em mensagens de aplicativos e, rapidamente, evolui no mundo real, chegando até as páginas policiais. "A velocidade com que algumas reações e julgamentos se espalham assusta quando se observa o potencial de estragos que são capazes de provocar e a quantidade de provas que são produzidas”, afirma.

Dentro do universo escolar os grupos de pais no WhatsApp surgem com a intenção de melhorar a comunicação entre a escola e família. "O fato é que tais grupos se multiplicam entre si, ganham vertentes paralelas e se transformam em tribunais inquisidores. Pequenos detalhes são aumentados, fatos são deturpados, gerando um barulho muitas vezes descabido e desnecessário”, ressalta a pedagoga. Para ela, basta uma imagem ou palavra mal interpretadas e tudo vira combustível que inflama pessoas, revelando a incapacidade de transitar com educação diante da divergência.

Historicamente, o ato coletivo sempre confere mais poder que o gesto individual. Essa é uma das justificativas pela qual os pais preferem se articular antes nos grupos de WhatsApp, reunindo outras vozes em torno de si e só então levar a questão para o colégio. "O problema dessa estratégia é que, em boa parte das vezes, as situações poderiam ser fácil e amigavelmente resolvidas com uma boa conversa com coordenadores e direção da escola, em vez de jogar o assunto para debates acalorados nas redes sociais”, explica a especialista.

Falta, segundo Acedriana, serenidade para conseguir enxergar que toda história tem dois lados e mais de uma parte interessada. "Praticar a empatia (capacidade de se colocar no lugar do outro) e a alteridade (entender que o outro é o outro, portanto diferente de nós) é que nos permite avaliar a situação com calma e, porque não dizer, rever posições que julgávamos imutáveis”.

A especialista alerta que é preciso enxergar que os filhos não estão sozinhos no mundo.
"Felizmente, eles estão cercados por outras crianças e adultos e, desde cedo, devem aprender que se relacionar bem com as pessoas requer controle, desprendimento e generosidade. E cabe a nós dar o exemplo e ensiná-los essa importante lição de vida”, orienta.

Ilustrativa - Grupos de pais no WhatsApp afetam relacionamento família x escola
Grupos de pais no WhatsApp afetam relacionamento família x escola


Voluntários de Assis pedem ajuda para custear tratamento de cachorro atropelado

Os custos com o tratamento de Peter ficará em torno de R$ 2,5 mil

A ONG Coisa de Bicho está pedindo o auxílio da comunidade para custar o tratamento do cachorro Peter.

As voluntárias contam que o animal foi atropelado no final da tarde de segunda-feira, 26 de agosto, em Cândido Mota. Segundo elas, quem o atropelou, deixou o cachorro no meio da rua, porém com muito sacrifício o animal conseguiu ir até a sarjeta.

Uma das voluntárias que estava próxima ao local foi ao socorro de Peter, verificando uma possível fratura na pata dianteira esquerda.

Peter foi levado até uma clínica de Cândido Mota, onde é acompanhado por um veterinário, porém ele necessita passar por uma cirurgia para que possa se recuperar.

O cachorro precisa fazer a cirurgia o mais rápido possível e que custará R$ 1,8 mil, além dos custos com medicamentos. Os primeiros atendimentos, medicações e internação já representam gastos de R$ 425. Os custos totais ficarão em torno de R$ 2,5 mil.

As voluntárias ressaltam que qualquer ajuda é bem vinda. Quem puder colaborar, pode ir diretamente na Clínica Agromotta, na Rua Ângelo Pipolo, 218, ou depositar as doações nas seguintes contas:

Bradesco: agência 0004, conta corrente 823-0, CPF 300.571.898-03
Banco Brasil: agência 6570-6, conta corrente 25901-2.

Mais informações pelos telefones (18) 99608-3418 ou (18) 99726-2181.

divulgação - O cachorrinho Peter precisa fazer uma cirurgia na pata dianteira
O cachorrinho Peter precisa fazer uma cirurgia na pata dianteira


Bem-Estar

Startup permite que viajantes transformem hobby no próprio negócio

App de compartilhamento de bagagens possibilita renda extra para viajantes que trouxerem encomendas no espaço vago da mala

Guardar um espaço na mala para as encomendas de parentes e amigos já é uma prática comum para quem costuma viajar ao exterior. E, com os avanços da tecnologia e surgimento de novos mercados é possível transformar esse hobby em negócio próprio. Uma boa alternativa para assumir a "profissão viajante” é apostar na economia compartilhada - iniciativa que tem crescido muito nos últimos anos. Para se conectar ao maior número de pessoas ao redor do mundo o viajante pode se cadastrar em apps de compartilhamento de bagagens.

Um exemplo no Brasil, é o Grabr, aplicativo disponível em mais de 120 países que conecta viajantes a compradores e possui mais de 1,3 milhões de usuários cadastrados em sua plataforma. O Grabr conta com um programa de "recompensas”, que permite ao viajante monetizar suas viagens: ao trazer produtos dentro do espaço livre de suas bagagens, o viajante recebe uma bonificação, que é calculada pelo app com base no preço do produto e pode ser diretamente negociada com a outra parte, o comprador.

"De acordo com dados da nossa plataforma, o Brasil é um dos destinos que mais recompensa os viajantes, com uma média de ganhos em torno de US$ 500 por viagem. E, como incentivo, a cada dez itens transportados em uma única viagem, a Grabr ainda oferece um prêmio de US$ 100”, explica Ivan Castro, gerente de marketing da Grabr.

Com a palavra, a compradora que virou viajante

A professora Talita Pazeto utiliza o aplicativo há dois anos. "Eu comecei a usar o app como compradora - fazia diversas encomendas de artigos infantis pelo site para viajantes que estavam indo para fora do país, principalmente para os EUA. O custo-benefício vale muito à pena. Quando viajei para fora do país para passar férias, me cadastrei como viajante para poder testar o outro lado e também trazer alguns itens para os brasileiros. Deu tudo certo e a experiência foi bem bacana. Com a recompensa dos pedidos consegui pagar uma parte das compras da viagem”, conta.

Viajante chegou a receber mais de R$2,5 mil ao trazer encomendas na mala

"Eu amo viajar, mas os gastos com passagem, hospedagem e passeios acabam pesando no bolso, ainda mais com a alta do dólar, mas quando descobri o Grabr fiquei mais aliviado, pois eu acabo lucrando quando viajo”, explica o professor Tassio Luz. Ele começou usar a plataforma como comprador e depois decidiu se cadastrar também como viajante, pois conheceu diversos usuários que transformaram o espaço vago na mala em negócio. "Conheci muitas pessoas por meio do app, fiz ótimos contatos e me diverti. Algumas pessoas me contaram que gostaram tanto da experiência que hoje vivem disso”, finaliza.

Como funciona para o comprador

Para gerar um pedido na plataforma é necessário inserir alguns dados do produto como a descrição do item e link de onde ele pode ser comprado no país do exterior. Com isso, viajantes indo ou voltando destas localidades podem trazer o produto, com uma taxa de recompensa, negociada dentro do app, com base no preço do produto. O valor da comissão só é liberado para o viajante após a entrega ser efetuada, garantindo a segurança do acordo. Em caso de problemas com o pedido e entrega da compra, a startup reembolsa os valores pagos, garantindo a segurança das transações. O comprador além de economizar, não precisa pagar altas taxas de frete nem esperar meses para receber o produto.

4 cores que você não esperava que fossem tendência!

Por Larissa Reigato

Tivemos Azul Serenity, Rosa Quartzo, a onda do Millenial Pink e Living Coral, entre outras cores que foram ditadas por tendências pela Pantone. Muitas vezes, tons inesperados ou fora do que estamos acostumados a ver como trend.

Nesta temporada veremos cores inusitadas como protagonistas! Não por serem cores fora do óbvio, mas sim por serem cores básicas para nós. Essas cores também nunca são as "principais”, digamos. Verde, laranja, pink e amarelo serão as cores da vez, podendo muito serem combinadas entre si!

E para você abusar das cores em looks monocromáticos, fashion, ou combinando entre si, nós te mostramos as principais inspirações das it girls mundo afora, confira:

Gigi Hadid, Kendall Jenner e Thassia Naves


O amarelo chegou no inverno em tons puxados para o mostarda, e no verão ele continua firme e forte com um tom solar "golden”. Aposte no tom mais vibrante que encontrar em seu closet!

Gigi Hadid, Camila Coelho e Bella Hadid


Vamos combinar que laranja nunca foi a cor mais falada no mundo da moda, mas a situação mudou e inesperadamente ela virou protagonista, principalmente em seu tom mais vibrante. O laranja deu as caras no verão do ano passado em tom neon, e agora assume a cor em sua naturalidade. Aposte em looks monocromáticos para causar o efeito fashion nas produções e alegrar qualquer ocasião!

Olivia Palermo, Hailey Baldwin, Meghan Markle e Kate Middleton


Esta cor é a menos inusitada de todas, pois o verde militar tem aparecido com frequência e seu tom neon também bombou no último verão. A cor continuará em alta em todas as suas tonalidades: pistache, menta, neon, militar e por aí vai! Se quiser ousar na produção para torná-la mais fashion, faça uma mistura monocromática com diferentes tons de verde e arrase no look super cool e diferentão!

Gigi Hadid, Camila Coelho, Jacquemus, Hailey Baldwin


O rosa, depois de um tempo off do auge da moda, retornou sua volta em 2016, quando a Pantone o escolheu como "a cor no ano” no tom rosa quartzo. Desde então só vieram novos tons, como o tons de rosa Millenial. Agora, na temporada 2019/20 temos o auge do tom mais vibrante e impactante. O power pink à lá Barbie vira um ponto poderoso para looks exuberantes e chamativos!

Gostou? Então participe do nosso grupo de WhatsApp e seja a primeira a saber de novidades e tendências do mundo da moda!

Bem-Estar

Terapia para todos: ida ao psicólogo é fundamental em qualquer período da vida, diz especialista

Nesta terça-feira, 27 de agosto, é comemorado o Dia do Psicólogo, profissional responsável por estudar e orientar o comportamento humano, lidando com os sentimentos, traumas e crises

A saúde mental tornou-se uma preocupação visível e comum no mundo. A depressão, por exemplo, afeta 300 milhões de pessoas em todo mundo, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), índice que cresceu 18% em dez anos. Ainda segundo a Organização, o Brasil é o país com o maior número de casos em toda a América Latina, com um total de 11,5 milhões de depressivos, ou seja, 6% dos brasileiros.

E não para por aí. Uma pesquisa, divulgada no mês passado pela Vittude, plataforma online voltada para saúde mental, revelou que 86% dos brasileiros respondentes sofrem com algum transtorno mental, como a depressão ou a ansiedade. De acordo com o estudo, 37% das pessoas estão com estresse extremamente severo e 59% em estado severo de depressão. As taxas da ansiedade são ainda maiores. Conforme o levantamento, a doença atinge 63% da população.

A psicóloga especialista em saúde mental Andréa Chaves destaca que a rotina intensa do dia a dia pode ocasionar danos em algumas áreas da vida. Por isso, para ela, uma das soluções apontadas é a terapia, que é um auxílio para todos, não apenas para quem está em crise. "Este é um momento de pausa para avaliar como está a saúde mental do paciente e o que pode ser feito em determinados momentos", afirma.

Conforme a especialista, a terapia é aconselhável em qualquer momento da vida, mas principalmente em tempos de mudanças de ciclos e fases. "Ela pode amenizar a dor e fazer com que o paciente tenha mais estratégias para passar por etapas dolorosas da vida", comenta.

Andréa explica ainda que durante anos fazer terapia era considerado coisa de gente "louca" ou "fraca", o que trouxe uma barreira para alguns processos terapêuticos. "Temos que ter em mente que a ida ao consultório é uma forma de treinarmos novos repertórios comportamentais, inclusive, para sermos nós mesmos, independente do que a sociedade nos impõe", finaliza.

Ilustrativa - Pesquisa da Vittude revelou que 86% dos brasileiros sofrem com algum transtorno mental, como a depressão ou a ansiedade
Pesquisa da Vittude revelou que 86% dos brasileiros sofrem com algum transtorno mental, como a depressão ou a ansiedade


Toc: transtorno compulsivo em cães

Alguns comportamentos de cachorros podem ser de origem psicológica, o que implica na realização de tratamentos que devem incluir, acima de tudo, a atenção total ao corpo e à mente de um cão

O tutor deve ficar sempre atento aos comportamentos do seu pet para ser capaz de perceber sinais que extrapolam o contexto de simples manias e indicam quadros que merecem tratamentos mais específicos.

O desenvolvimento de manias e comportamentos obsessivos pode estar relacionado a históricos de abuso físico ou emocional. Se o cão foi resgatado, era vítima de maus tratos ou das ruas, deve prestar atenção em suas funções sensoriais.

Sintomas

Os primeiros sintomas decorrem da intensificação do comportamento canino. Isso quer dizer que as atividades que o pet desempenha são muito mais potencializadas.

Dessa forma, os latidos são mais frequentes, assim como o ato de se coçar é realizado em uma intensidade além do normal. O mesmo serve para escavar e arranhar excessivamente.

Destruir as coisas

Quem tem cachorro em casa já se deparou, pelo menos uma vez, com móveis, sapatos, roupas ou outros objetos destruídos. Esse comportamento, muito comum em filhotes, pode acompanhar o pet ao longo da vida.

O que ocorre é que, ao perceber que não tem ninguém com quem interagir, o cachorro desenvolve um quadro de ansiedade e ele precisa extravasar. Essa situação de estresse em cães, geralmente, é acometida pela chamada ansiedade de separação.

O termo diz respeito ao comportamento que o pet desenvolve ao sentir que está sozinho. Para ele, isso pode significar abandono. Por isso, pode latir por muito tempo, chorar, uivar ou destruir seus objetos.

Essa mania tende a diminuir quando ele percebe que há uma rotina na casa e sabe que você irá chegar.

No entanto, se for um comportamento persistente, é necessário levá-lo ao veterinário para que seja realizada uma avaliação mais detalhada e prosseguir com o tratamento adequado.

Correr atrás do rabo

Existem diversos fatores que podem levar a esse tipo de comportamento. Por isso, é importante identificar as reais causas para proceder com as intervenções mais adequadas.

Caso seu pet corra atrás do rabo com muita frequência, leve ao veterinário para que ele seja capaz de fazer a avaliação e encontrar o real motivo. Cães podem fazer isso por predisposição genética a comportamentos compulsivos.

Perseguir o rabo também pode estar relacionado à idade do cão. Filhotes o fazem como forma de brincadeira. Se esse comportamento for identificado nos idosos, pode ser indício de problemas relacionados à senilidade ou demência, afirma a veterinária Livia Romeiro, especialista em comportamento canino da Vet Quality Centro Veterinário 24h.

A falta de exercícios físicos e brincadeiras também podem fazer com que os pets corram atrás do rabo porque eles têm tendência a ficarem entediados por conta do excesso de energia acumulada.

Quadros de ansiedade, necessidade de atenção do dono, vermes e machucados na região também podem ser a causa desse comportamento. Outro ponto que importante é que raças com instinto muito forte de caça tendem a ver no rabo uma espécie de presa.

Lamber as patas

Esse comportamento é uma estratégia que o pet utiliza para informar que está entediado e precisa de uma atividade que o entretenha. Em outras palavras, é um sinal que indica que ele precisa de uma distração.

Nesse caso, o melhor a ser feito é proporcionar momentos de interação. Pode ser com brinquedos, levando ele para passear ou fazendo carinho. A rotina desses tipos de atividades deve ser sempre mantida para evitar outros problemas.

Apesar de ser um comportamento relativamente comum, o ato de lamber as patas é uma das manias que devem ser observadas com atenção para que não se transforme em compulsão.

Caso perceba que o cão está se lambendo além dos limites a ponto de provocar ferimentos, um especialista veterinário deve ser procurado.

Os veterinários serão capazes de fornecer um diagnóstico preciso a partir da avaliação clínica e exames laboratoriais. Se o comportamento indicar que ele apresenta um quadro de ansiedade, os profissionais prescreverão o tratamento mais adequado.

Fazer xixi em lugares inapropriados

Alguns cães fazem xixi na cama ou no travesseiro de quem lhe deu bronca. Isso não acontece porque eles são desaforados. Na verdade, trata-se de um sintoma que pode estar relacionado ao medo.

Após receber uma bronca ou correção, é comum que o cachorro trema e encolha o rabo. Nesse processo, o xixi acaba vazando.

Além disso, fazer xixi pode ser sinônimo de marcação de território. Se o pet estiver em um contexto que faça com que ele se sinta desafiado, pode sentir a necessidade de deixar seu cheiro em lugares específicos.

É importante lembrar que a punição só é eficaz quando o pet é pego em flagrante. Sua memória não é como a nossa e ele não é capaz de associar a bronca ao ocorrido. Além disso, ele pode entender que o erro está no próprio ato de urinar.

Tratamentos

Nunca deixe de lembrar que um cachorro com transtorno compulsivo apresenta um desequilíbrio emocional e isso exige muita paciência e dedicação para que ele possa se recuperar em um ambiente que forneça equilíbrio e bem-estar.

Do ponto de vista da saúde física, é preciso intervir com soluções que tratam os sintomas. Em casos de feridas pelo corpo causadas por mordidas ou lambedura, pode ser que o médico veterinário prescreva medicamentos para inflamação.

Além disso, talvez seja necessário o uso de ataduras ou colar elizabetano.

Do ponto de vista comportamental, é necessário que o pet passe por um processo de reeducação e socialização. Isso é fundamental para que ele seja capaz de fortalecer a autoconfiança e se sentir seguro no ambiente onde ele vive.

Todos os tratamentos devem ser acompanhados de perto por um especialista em neurologia veterinária.

Como evitar transtornos compulsivos em cães

É necessário que o tutor forneça um ambiente saudável e aconchegante para seu pet. Ele deve se sentir protegido e amado. Caso ele faça xixi fora do lugar ou destrua algum objeto, jamais use a violência física ou emocional como corretivo.

É necessário promover a realização de atividades físicas regularmente. Caminhar, pular, brincar e correr são exercícios que aliviam a tensão acumulada e previnem depressão e ansiedade.

Ofereça uma dieta equilibrada. Mantenha o calendário de vacinas e vermifugação sempre atualizado e não deixe de fazer consultas regulares com o veterinário.

Ilustrativa - Lamber as patas é um sinal que indica que seu pet precisa de uma distração
Lamber as patas é um sinal que indica que seu pet precisa de uma distração


Tutor procura por cachorro que desapareceu no Park Colinas em Assis

O cachorro sumiu no dia dois de agosto

Welinton Diniz, tutor do cachorro da raça Yorkshire, Fred, está a sua procura.

Fred desapareceu no dia dois de agosto da casa da família no Park Colinas.

Quem tiver informações que ajudem a localizá-lo deve entrar em contato pelos números (18) 99736-5916 e (18) 99824-2021.

arquivo pessoal - Fred é a raça Yorkshire
Fred é a raça Yorkshire


Tutores buscam por cachorra que desapareceu em Assis

A cachorrinha Luna faz um tratamento e precisa tomar seus medicamentos com frequência

Desapareceu neste sábado, 24 de agosto, por volta das 12 horas, a cachorrinha da raça schnauzer Luna.

Ela vive com a família na rua Senhorinha de Souza, próximo ao cruzamento com a avenida Armando Sales de Oliveira na vila Xavier.

Seus tutores contam que estão muito preocupados com o sumiço de Luna, pois ela faz um tratamento e toma medicamentos com frequência.

Eles pedem que quem tenha notícias que ajudem na sua localização para que entre em contato com Rafael pelos números (18) 99759-1798 e (18) 3323 2325. A família gratificará quem a encontrar.

arquivo pessoal - Luna tem pelagem clara
Luna tem pelagem clara


Tutora busca por cachorra que sumiu na vila Xavier em Assis

Sássi sumiu na tarde desta sexta-feira, 23 de agosto

A tutora da cachorrinha Sássi, da raça Pinscher, está a sua procura.

Roseli conta que Sássi sumiu por volta das 14 horas, desta sexta-feira, 23 e agosto nos arredores da rua Emílio de Menezes, na vila Xavier.

Ela pede que se alguém tiver informações que ajudem na localização de Sássi para que entre em contato pelo número (18) 99822-5831.

divulgação - Sássi é da raça Pinscher
Sássi é da raça Pinscher


Meu cachorro come as próprias fezes. E agora?

Por Renata Basile Medina

Você já ouviu falar em coprofagia? A prática do animal comer as próprias fezes parece assustadora, mas é preciso cautela para identificar as causas e buscar ajuda. Vários fatores podem estar envolvidos, como desnutrição, verminoses, deficiência de vitaminas e até mesmo problema comportamental.

Nos casos de desnutrição ou má nutrição, o tutor deve ficar atento se não está alimentando o pet com uma ração de má qualidade. Acontece também em cães resgatados, que demoram a recuperar o score corporal. Em ambos os casos, o cão tenta buscar mais nutrientes para o organismo, então, reage comendo as próprias fezes.

O tutor deve ficar atento também na rotina de alimentação do cachorro. Não se deve dar uma única dose de ração, mesmo que seja a quantidade diária recomendada pelo veterinário. Essa prática pode desenvolver uma sobrecarga do sistema digestório, o que leva as fezes a terem um alto grau de produtos alimentares não digeridos. O ideal é alimentar em pequenas doses durante todo o dia.

A apresentação da coprofagia pode ser também uma reação comportamental. Muitas vezes, quando o tutor repreende de forma rígida o local em que o pet defecou, ele pode entender que defecar é errado. Assim, começa a comer as fezes para "esconder o erro grave".

As verminoses, causadas por parasitas gastrointestinais, são causas muito comuns para o desenvolvimento da coprofagia. Em casos mais raros, há também a possibilidade do pet estar com pancreatite exócrina ou deficiência de vitaminas.

A procura por um profissional especializado em saúde animal é indispensável em todos os casos. Desta forma evitamos tomar medidas equivocadas que podem piorar o quadro do seu animal de estimação. O tutor e o médico veterinário devem entender as causas juntos. Com o diagnóstico preciso, é possível prescrever vermífugo, ajustar a dieta, solicitar exames e obter a solução do problema com mais agilidade e menos sofrimento para seu melhor amigo.

Divulgação - Vários fatores podem estar envolvidos neste hábito, como desnutrição, verminoses, deficiência de vitaminas e até mesmo problema comportamental
Vários fatores podem estar envolvidos neste hábito, como desnutrição, verminoses, deficiência de vitaminas e até mesmo problema comportamental


Bem-Estar

Saiba mais sobre as frutas que estão na época em agosto

Dentre os destaques estão a banana nanica, a manga e a laranja lima

Viver em um país tropical tem diversas vantagens e uma das principais é a variedade de alimentos que se adaptam ao nosso clima e ao nosso solo. Afinal, isso possibilita termos uma gama de opções para investir em um cardápio farto e nutritivo. No entanto, cada fruta, verdura e legume se desenvolve melhor em determinada época do ano.

Por essa razão a Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, irá iniciar uma série mostrando os alimentos da época. No mês de agosto existe uma variedade de alimentos da estação. Hoje iremos falar sobre as frutas.

Os benefícios de se consumir as frutas da época são sentidos tanto no paladar, quanto no bolso. Os alimentos da estação têm como principal trunfo o fato de serem mais frescos e nutritivos em comparação com os outros. Isso acontece porque quando cultivados em seu período natural, esses produtos captam melhor os nutrientes do solo em que são plantados.

A nutricionista Katlly Evillim Sousa, da Coordenadoria de Desenvolvimento dos Agronegócios (Codeagro), da Secretaria, recomenda que "as frutas da época são ideais para consumo, pois o seu desenvolvimento é melhor, por estarem em condições climáticas ideais, oferecendo uma qualidade nutricional maior, no qual os nutrientes estão em quantidades mais adequadas, além de sabor e aroma mais fortes”.

As frutas desta época do ano são:

Banana nanica: Tem o sabor mais adocicado, tornando-se uma das variedades preferidas da fruta. Possui fibras que auxiliam no bom funcionamento intestinal, além de fósforo que ajuda na saúde dos dentes e ossos e a vitamina C, que atua no sistema imunológico e é antioxidante.

Banana prata: Fonte de energia a banana prata é um dos tipos que contém maior quantidade de potássio em sua composição, prevenindo câimbras musculares e auxiliando no controle de pressão arterial. Além disso, possui triptofano, aminoácido precursor do hormônio serotonina que está associado com a sensação de bem-estar.

De acordo com o Instituto de Economia Agrícola (IEA), o Estado de São Paulo produziu em 2018 um pouco mais de 53 mil hectares de banana, totalizando 1,069 milhão de toneladas da fruta. A regional da Coordenadoria de Desenvolvimento Rural Sustentável (CDRS) de Registro foi a principal produtora da fruta, com mais de 726 mil toneladas.

Carambola: Fruta rica em sais minerais, vitaminas A, C e do complexo B. Auxilia no sistema imunológico além de ser antioxidante, ajudando na prevenção do envelhecimento.

Dados do IEA apontam que no ano passado a carambola foi produzida em quase 323 hectares, chegando à 90 mil pés. A regional da CDRS de Jaboticabal é a principal região produtora da fruta.

Laranja lima: É menos ácida que os outros tipos. É bastante suculenta, rica em vitamina C, potássio, ferro e vitaminas do complexo B, além de possuir características anti-inflamatórias.

Laranja pera: A laranja é uma fruta fonte de vitamina C, além de conter fibra, ácido fólico, potássio e antioxidantes, possui diversos benefícios, entre eles ação preventiva contra gripes e resfriados, melhora função do sistema digestivo e auxilia na prevenção de anemia, pois aumenta a absorção do ferro. A melhor forma a ser consumida é in natura.

As variedades de laranjas tiveram sua produção em quase 166 milhões de pés. O IEA também informou que o total produzido no Estado foi de 319 milhões de caixas de 40,8kg. A principal região produtora do citrus é a de Barretos, com um total de 33 milhões caixas de 40,8kg.

O Instituto Agronômico (IAC) realiza um trabalho árduo de pesquisa sobre as variedades de laranjas. Marinês Bastianel, pesquisadora do IAC explica que "a laranja Pera é uma das principais variedades plantadas no Estado de São Paulo, graças a sua aptidão tanto para a indústria de suco, quanto para o consumo in natura. Além de fornecer o material genético básico para o setor citrícola, pesquisadores da SAA vêm desenvolvendo estudos relacionados ao manejo cultural, como adubação e nutrição dos pomares, interação roçadora ecológica e programas de aplicação de herbicidas, visando sempre o aumento da produção, produtividade e qualidade final da fruta.”

De acordo com a pesquisadora, a laranja pera é incompatível de enxertia em trifoliatas e seus híbridos, porta-enxertos cada vez mais utilizados na citricultura comercial, pela sua capacidade em agregar qualidade e boas características físico-químicas ao suco e fruta da variedade copa.

"Uma interessante linha de pesquisa desenvolvida atualmente no Centro de Citricultura Sylvio Moreira é a obtenção e seleção de citrandarins, híbridos de tangerina com trifoliatas, que têm se mostrado compatíveis com a variedade copa, que podem resultar na redução do porte de plantas, resultando ao produtor ganhos significativos.”

Hoje as pesquisas de laranja lima no IAC estão focadas na avaliação de variedades precoces e tardias que permitam ampliar o período de oferta da fruta nas prateleiras.

Mamão papaia: O Brasil é o primeiro produtor mundial de mamão e situa-se entre os principais exportadores. É rico em vitaminas C e A, auxiliando na prevenção de doenças além de possuir ação antioxidante.

Em 2018 o Estado produziu por volta de 578 mil pés de mamão, que rendeu um milhão de caixas duplas com 25kg cada. A regional de Dracena é a principal produtora da fruta com um resultado de 543 mil caixas duplas com 25kg cada.

Manga: Grande fonte de carotenoides e carboidrato, fornecendo energia para o organismo. Contém cálcio e fibras, auxiliando no bom funcionamento intestinal.

A regional de Jaboticabal é a principal produtora de manga, com quase cinco milhões de caixas K com 22kg cada. Já o Estado de São Paulo possui dois milhões de pés, que produziram um total de oito milhões de caixas K com 22kg da fruta cada.

Tangerina Poncã: Fruta cítrica é fonte de vitamina C, atuando na prevenção de doenças. Contém cálcio e fósforo, minerais importantes para a saúde dos ossos, além de ser pouco calórica, em 100g possui 38kcal.

A tangerina poncã teve um pouco mais de dois milhões de pés produzidos, totalizando 4,9 milhões de caixas com 40,8kg cada uma. A regional de Bragança Paulista é a principal produtora da variedade no Estado, totalizando uma produção de 750 mil caixas com 40,8kg.

O IAC também realiza pesquisas sobre a tangerina poncã, considerada rainha das tangerinas no mercado brasileiro, focando em variedades precoces e tardias que permitam ampliar o período de oferta da fruta nas prateleiras. Os estudos também focam a seleção de variedades resistentes a doenças como a mancha marrom de alternaria.

Divulgação - A banana nanica tem fibras que auxiliam no bom funcionamento intestinal, além de fósforo, que ajuda na saúde dos dentes e ossos, e a vitamina C
A banana nanica tem fibras que auxiliam no bom funcionamento intestinal, além de fósforo, que ajuda na saúde dos dentes e ossos, e a vitamina C


Família de Assis procura por cachorro que fugiu no Parque Colinas

Neguinho, como é chamado, fugiu na manhã desta quarta-feira, 21 de agosto

O cachorro que atende pelo nome de Neguinho fugiu na manhã desta quarta-feira, 21 de agosto, da casa de sua tutora, em Assis. O imóvel fica na Rua Grisantos Barchi, no Parque Colinas.

O animal é de porte grande, tem a pelagem preta e possui uma macha branca no peito. Segundo a tutora, ele estava usando uma coleira de corrente.

A tutora Gislaine pede que, caso alguém tenha informações sobre o cachorro, entre em contato pelo telefone (18) 99769-8256.

divulgação - O cachorro é preto e possui uma mancha branca no peito
O cachorro é preto e possui uma mancha branca no peito


Bem-Estar

Como fazer as compras do mês gastando pouco e sem ser enganado no supermercado

por Aline Soaper

Hoje eu quero falar com você sobre um assunto que sempre me pedem, que é um dos campeões dos gastos mensais das famílias: como fazer as compras do mês gastando pouco.

Os gastos de supermercado para famílias com menor renda, representam o maior gasto da família, e impacta diretamente a qualidade de vida.

Já nas famílias com renda maiores de 5 salários, esse impacto é menor e pode variar de acordo com as escolhas por produtos mais caros ou mais baratos.

Mas o fato é que muitas pessoas desperdiçam dinheiro por não se planejar para ir ao supermercado.

Se você tiver um bom planejamento e souber aproveitar o que você já tem em casa, evitando desperdício, dá até para voltar com dinheiro para casa.

Mas você precisa ter um valor determinado para gastar e se desafiar a gastar menos do que isso e é sobre isso que vamos falar no artigo de hoje!

Quer fazer as compras do mês gastando pouco, mas sempre extrapola?

Vamos ao supermercado para comprar o que precisamos, mas durante o passeio pelos corredores e prateleiras, nos sentimos tentados a comprar várias coisas que não precisamos, ou até mesmo coisas que já temos em casa e esquecemos de usar porque estão lá no fundo da prateleira.

Mas existem fatores principais que impactam nas compras, e o principal é a necessidade e o desejo.

Fatores como ir ao Supermercado com fome, sem uma lista, sem olhar a dispensa antes, quando você está triste ou com pressa, geralmente faz com que você gaste mais do que necessário.

Afinal, o objetivo da compra não ficou claro e o impulso domina nessa hora.

Os folhetos digitais podem ajudar a economizar

Aqui está uma dica que ninguém conta: olhe os folhetos digitais antes de ir ao supermercado.

Com os folhetos digitais é possível pesquisar os preços sem precisar ir até o supermercado.

Não sei se você é dessa época, mas muitas pessoas iam de mercado em mercado para pegar folhetos e comparar os preços.

No final das contas, gastava mais com combustível do que economizava nas compras.

Mas hoje você pode saber quais são os dias de oferta em cada estabelecimento e escolher de acordo com a necessidade para comprar com preço menor e sem sair de casa.

E existe uma estratégia para conseguir boas ofertas no mercado!

Para conseguir os melhores preços e fazer as compras do mês gastando pouco, é necessário pesquisar os melhores dias de cada supermercado para cada setor.

Não sei se você já percebeu, mas o supermercado faz campanhas com dias de ofertas específicas em setores como carnes, beleza, limpeza e nesses dias esses itens estão realmente com preço mais baixos.

Mas atenção: o supermercado compensa o lucro em produtos de outros departamentos.

Por isso, é preciso ter cuidado para não pagar menos em um produto na oferta, mas pagar a mais em outro produto e sair perdendo na hora de pagar a conta.

Você pode acompanhar os preços por aplicativos

Para acompanhar as ofertas sem precisar sair de casa e poder escolher onde a sua compra terá realmente o melhor preço, os supermercados criaram aplicativos, facilitando ainda mais a sua busca por ofertas.

Eu aproveitei para listar 3 dicas para você aproveitar esses aplicativos ao máximo e fazer as compras do mês gastando pouco:

- Baixe os aplicativos dos principais supermercados que você frequenta e confira os produtos em promoção de acordo com o que você precisa na semana.
- Baixe apps de comparação de preços de supermercados da sua região, ele vai mapear as melhores ofertas.
- Faça a sua lista baseada nesses produtos e não esqueça de comprar com a lista nas mãos e evitar ao máximo o que não está nessa lista.

Seus hábitos de consumo também podem ajudar na sua economia no mercado

Para economizar nas compras é preciso fazer escolhas mais inteligentes, e a minha sugestão é que você opte por produtos de boa qualidade com preço mais acessível.

Mas lembre-se também de testar marcas novas para conferir se vale a pena trocar a marca famosa por uma outra que esteja entrando no mercado com preço menor, mas com qualidade equivalente.

E se você quer fazer as compras do mês gastando pouco, mas não sabe o que reduzir da sua lista, reduza gastos com produtos de limpeza e opte por formas mais alternativas de limpeza, como água e detergente líquido que servem para limpar praticamente tudo em casa.

Outra dica para ajudar na sua economia é comprar frutas e verduras apenas nos dias de promoção de hortifrúti, comprar carnes para a semana toda no dia da promoção de carne e reduzir o consumo de produtos industrializados.

Há muita promessa falsa de desconto também!

As principais armadilhas de desconto estão nas promoções compre 2 e leve 3 ou compre isso e ganhe aquilo.

Mas na maioria das vezes o produto está mais caro do que o valor normal e o desconto está disfarçado de cobrança pelo terceiro ou segundo produto que aparentemente sairia de graça.

E para fechar com chave de ouro as dicas sobre como fazer as compras do mês gastando pouco, vou te contar os 5 segredos para não cair nos falsos descontos na hora de ir ao supermercado:

- Para evitar cair em armadilhas de falsos descontos, faça sempre as contas do valor total e dívida pela quantidade unitária para saber se o preço está realmente menor do que o valor unitário.
- Pense se realmente você vai consumir essa quantidade de produto, mesmo que o último seja de graça.
- Cuidado para não comprar além do que você precisa só porque está em promoção.
- Se você vai pagar um pouco mais caro para levar um produto de brinde, pense se você realmente vai usar esse brinde ou se ele vai apenas ocupar mais espaço na sua casa.
- Compare o preço da oferta do supermercado com o valor de outros supermercados e não apenas com o produto vendido no mesmo estabelecimento.

Gostou desse conteúdo sobre economia na hora de ir ao supermercado? Comente qual é a principal ideia que você teve com esse artigo e vai aplicar na sua próxima compra!

Ilustrativa - Terapeuta financeira alerta que há muita promessa falsa de desconto também
Terapeuta financeira alerta que há muita promessa falsa de desconto também


ONG Pets Feliz realiza bazar beneficente neste sábado em Assis

Evento será realizado a partir das 9h

A ONG Pets Feliz realiza neste sábado, 24 de agosto, um bazar beneficente em prol dos animais abandonados em Assis. As peças de roupas serão vendidas pelo valor de R$ 1,00 cada.

A entidade atua em Assis fazendo trabalho de resgate, castração e vacinas. Todos os dias, os voluntários alimentam mais de 100 animais de rua com água e ração. Duas vezes ao mês, a Pets Feliz organiza o bazar arrecadando fundos para ajudar neste trabalho social.

O evento será na Rua cruz e Souza, 145, Vila Xavier, a partir das 9h da manhã.

A organização aceita doações de roupas até o dia do evento no mesmo endereço.

Mais informações pelo telefone (18) 99708-7656.

O que podemos esperar para o verão? Confira as tendências

Por Larissa Reigato

O clima ainda não está propício, mas mesmo com o inverno presente, a moda está sempre à frente, ditando novas tendências e costumes. Portanto, reuni para vocês as maiores tendências que já estão bombando lá fora e prometem continuar nas próximas estações.

Você que está na dúvida se tal cor ou estampa vai continuar usando, em que deve apostar na hora de fazer suas compras e quais acessórios deve usar, esse post é seu!

A seguir, confira as tendências para apostar nesta Primavera/Verão. Vem comigo:

Constanzi, Deusa, Steal The Look


Dúvidas sobre o xadrez no verão? Muitas pessoas fazem analogia de usar xadrez somente no inverno, às vezes somente e tons escuros. Se você pensa assim, já pode desconstruir essa ideia. A estampa xadrez vichy é hit real e promete bombar nas estações quentes. Vestidos, saias, blusas, croppeds, conjuntos, pantacourt... Estou amando!

FHits, Edie


O lenço voltou de mansinho, como um detalhe na bolsa, no cós da calça, ou como
acessório de cabelo tipo laço. Porém, para esta próxima estação, a peça vem protagonista
das produções. Babushka é o nome desse estilo e é usado como na foto da Dolce & Gabbana acima, remetendo o estilo usado por avós russas de antigamente, cobrindo toda a cabeça.

Vanilze, Steal The Look


Essa é pra você que gosta de estar sempre antenada na moda. Coloque já o tecido como parte do look do dia. Chic na medida certa, o linho garante todo o conforto que o verão pede. Combine o tecido com peças de modelagem alfaiataria + lingerie.

Fashionismo


Conhecido lá fora como design square-toe, hit das it girls, os bicos quadrados chegaram bombando nas passarelas de grandes marcas. No Brasil, Schutz e Luíza Barcelos fizeram grandes apostas dessa tendência! Bico quadrado + sandálias de tiras = combo perfeito! <3

Pinterest


Tendência forte que viemos conhecendo e nos adaptando. O animal print teve força maior no ano de 2018 e 2019, vimos em diversos modelos e peças, adaptando-se ao estilo de casa persona. Já para 2020 a trend virá repaginada, muito forte nos acessórios e em estampas mais "desconstruídas”, fugindo do obvio oncinha e cobra, por exemplo.

Gostou? Então clique aqui, entre no grupo e receba as novidades e tendências do mundo da moda e de Assis direto no seu celular!

Bem-Estar

Técnicas e terapias que ajudam no tratamento de depressão, vícios e traumas

Para trabalhar medos, transtornos e ansiedade, psicóloga utiliza métodos da Terapia Cognitiva (TC)

Traumas, distúrbios, vícios, fobias e depressão são temas bastante comentados nos últimos tempos, cada vez mais as pessoas estão perdendo suas características e com dificuldade em lidar com a realidade. Em algumas situações, a angustia e a frustração pode ser o gatilho de diversas doenças psicológicas.

A psicóloga Célia Siqueira utiliza técnicas diferenciadas em suas terapias para auxiliar no autoconhecimento e tratamentos complexos. Para trabalhar medos, transtornos e ansiedade, utiliza métodos da Terapia Cognitiva (TC), aplicada para identificar pensamentos distorcidos e interpretar situações específicas, ou seja, busca a raiz do problema e assim cria a estratégia ideal para solucioná-lo.

A Programação Neolinguística (PNL) é um tratamento muito eficiente para a depressão. Também utilizado por profissionais de diversas áreas, além de ampliar a percepção sobre o que acontece ao redor, amplia a capacidade de comunicação e contato interpessoal, faz com que a pessoa compreenda a si mesmo e descubra seus pontos positivos.

Segundo Célia, a Terapia de Vidas Passadas (TVP), pode até curar a depressão. É muito utilizada nas buscas de soluções mais profundas, através da memória inconsciente, normalmente um evento traumático ou chocante do passado que está gerando sofrimentos e problemas no presente. Através das sessões, a "revivência” de vidas passadas, passando até pelo útero, podem auxiliar na solução tanto de casos simples até os mais graves.

Tutora procura por cachorro que desapareceu na Vila Central em Assis

Zeus, como é chamado, tem uma mancha marrom nas costas

A tutora do cachorro da raça pitbull e que atende pelo nome de Zeus está a sua procura desde a semana passada.

O cachorro sumiu da casa da família, localizada na Rua Campos Novos, Vila Central, em Assis.

Zeus tem a pelagem toda branca e uma mancha marrom nas costas.

Meire pede que quem tiver informações que ajudem na localização do animal entre em contato através do telefone (18) 99765-2881.

divulgação - Zeus está desaparecido desde a semana passada
Zeus está desaparecido desde a semana passada