25 de Maio de 2022
20º/30º
Entretenimento - Colunistas

Cadê o meu bebê?

COLUNISTA - Poliana Possati

E do nada você acorda e se pega escovando os dentes sozinha. Vai até a cozinha, faz o café, arruma a mesa e aquele bebê que pedia colo e tirava tudo do armário está sentando brincando sozinho, sem precisar da mamãe.

De repente você vai estranhar ao ter tempo de ler um livro no meio da tarde ou tomar aquele banho demorado. Vai ser perguntar cadê ele enquanto almoça tranquilamente uma refeição quentinha. Quando você se dá conta, aqueles longos meses do neném que chorava pelas manhãs e que ficava na barra da sua saia cresceu e já não precisa mais tanto de você.

Aquela criança que se pendurava no 'tetê' e que parecia que só sairia do peito quando chegasse na faculdade, vai dispensar o seu colo para ficar com os amiguinhos. Os dias mais tranquilos chegam e você irá se perguntar se ele não te ama mais ou porque está tão apegado com o papai? Colocará sua educação em jogo e perguntará "onde foi que eu errei?"

Divulgação - Poliana Possati, jornalista - Foto: Divulgação
Poliana Possati, jornalista - Foto: Divulgação


Sabe o mantra "vai passar" que a gente repete constantemente desde que eles nascem: Pois, é. Ele é verdadeiro. Os filhos crescem, outros campos da sua vida entram no lugar novamente e o que fica é a saudade dos dias em que eles eram completamente dependentes de nós. Os dias de cansaço e exaustão nem serão lembrados. Você vai morrer de saudades dos bebês que cresceram e que agora já se viram sozinho e não precisam mais de você.

Eu sou a mãe que não tem medo de reclamar dos dias difíceis, do quanto estou cansada e do quanto a maternidade pode ser complexa. Mas também me pego pensando com frequência que talvez eu não consiga alcançar a maturidade de viver cada etapa e saborear alguns momentos ao lado da minha filha.

Neste dia das mães desejo que todas nós tenhamos sabedoria suficiente para desfrutar os bons momentos com nossos filhos sem nos sentir julgadas. Venho do futuro pra dizer o clichê que você já está cansada de ouvir: Aproveita, porque passa muito rápido.

Feliz Dia das Mães.
Redação AssisCity
+ VEJA TAMBEM