25 de Maio de 2020
17º/33º
ENTRETENIMENTO » COLUNISTAS

Certamente você não faz milagres!

COLUNISTA - Professor Thiago Hernandes

No último dia 28 de abril de 2020, data em que o Brasil teve mais de 450 óbitos registrados em 24 horas, o senhor presidente da República Federativa do Brasil, em declaração aos presentes nos portões do palácio disse ao ser indagado sobre o expressivo número de falecimentos: "apesar de ser Messias (alusão ao seu sobrenome), não faço milagres".

Presidente, que vossa excelência não faz milagres, isso nós já sabemos há muito tempo.

Como esquecer presidente, quando o senhor ainda era deputado e durante o processo de impeachment da então presidenta Dilma o senhor sustentou seu posicionamento fazendo alusão honrosa ao então general Ustra, que durante o período da Ditadura Militar era um forte nome atuante nos órgãos de repressão política à opositores.

Como não lembrar presidente das políticas de sua equipe econômica que com o aval do Congresso Nacional aprovou a "Reforma” do sistema previdenciário, fato este que fará com que os trabalhadores tenham que se submeter há muitos anos a mais de atividade laboral até conseguir a honrosa e mísera aposentadoria.

Enfim, esses fatos falam por si.

Presidente, o termo milagre conforme dicionário, é um substantivo masculino que significa " ato ou acontecimento fora do comum, inexplicável pelas leis naturais".

Desta forma, usar a expressão "não faço milagre” no momento que o país está mergulhado no mar de tragédias, basta ver sistema saúde pública das regiões entrando em colapso na fase mais aguda de contágio e óbitos decorrentes do avanço do COVID 19 – enfermidade que até a presente data não tem vacina ou remédio específico para seu enfrentamento – é brincar com a realidade que está destruindo famílias!

Presidente, ao invés de "milagres”, que o senhor mesmo disse que não faz, que tal voltar a ampliar os investimentos em saúde, pesquisa, educação. Que tal deixar de ir a eventos que pessoas fazem alusão à atos voltados a Ditadura Militar, como por exemplo um novo "AI-5” e fechamento das casas democráticas como o congresso. Ou então, que tal deixar de ir propositalmente à padarias num momento em que as aglomerações não são orientadas por todas os órgãos sérios de saúde e pesquisa!

Enfim, confesso a vocês que estou cada mais atônito com todos os fatos, mandos e desmandos que ocorrem em nosso país! Lideranças políticas que ao invés de focarem no real problema, ficam conduzindo seus atos com vistas eleitorais.

Ganhar dinheiro é bom, perder não é! Mas tenho a certeza que estar vivo, e acima de tudo, com saúde, é algo que dinheiro nenhum para.
Afinal, a vida segue, e podemos sim, aprender, reavaliar e recomeçar!

COLUNISTA - Professor Thiago Hernandes
Prof. Me. Thiago Hernandes
graduado e mestre em geografia, professor de ensino médio e ensino superior. Dono do canal no youtube, GEOEXPLICA
+ VEJA TAMBÉM