01 de Dezembro de 2022
20º/30º
Entretenimento - Colunistas

Como está seu aparelho ungueal?

Colunista - Magali Nascimento

Olá.

Se você digitar no Google, saberá ou se lembrará, que estou falando sobre… unhas.

Vou resumir algumas informações para sua curiosidade e conhecimento.

Seu aparelho ungueal é formado por: leito ungueal (pele que fica logo abaixo da lâmina); Matriz da unha, tecidos periungueais e pela lâmina ungueal, que é a unha propriamente dita. Vou falar sobre essa última.

As unhas humanas são placas córneas de células mortas, compactas, resistentes e translúcidas, constituídas especialmente por queratina (ou ceratina), proteína sintetizada por muitos animais, que ajuda a formar diversas estruturas do corpo. Só para dar um exemplo, a queratina que entra na composição das unhas - a queratina dura - é um subtipo diferente da encontrada nas camadas superficiais da pele e nos cabelos (fonte: site Drauzio Varella).

As unhas crescem aproximadamente 1mm por mês nos pés e 3mm nas mãos. Quando perdemos a unha dos pés, ela demora em torno de oito meses para crescer novamente, e quatro meses, no caso das mãos. Isso pode variar a cada pessoa.

São formadas a partir da nona semana de gestação, e crescem até o fim da vida. A propósito, não há consenso na comunidade média de que unhas (e cabelos) continuam a crescer após a morte. Portanto, não vou me aventurar a confirmar ou negar essa informação (risos).

Divulgação - Magali Nascimento, Podóloga - Foto: Divulgação/Arquivo Pessoal
Magali Nascimento, Podóloga - Foto: Divulgação/Arquivo Pessoal


Considerando que você tem vida, e está lendo este texto, aproveite para lhe fazer algo de bom agora. Cuidar bem de suas unhas é uma ótima opção.

Elas servem para proteção das extremidades de seus dedos. E, quando normais, possuem alguns aspectos comuns: transparente, lisa, mole, convexa, leito róseo e extremidade branca.

Nem sempre as unhas estão saudáveis e alterações podem significar falta de nutrientes, ou doenças dermatológicas como psoríase. Mal funcionamento da glândula tireóide também pode afetar as unhas. E, como sempre tenho falado, os portadores de diabetes precisam redobrar cuidados com os pés e as unhas.

Problemas nas unhas podem ser doloridos, ou nem sempre perceptíveis. Principalmente, se considerarmos que nossa correria diária privada de certos cuidados.

Ou seja, suas unhas também podem dizer muito sobre sua saúde.

Meu conselho: procure uma podóloga especializada. Antecipe situações que podem causar desconfortos futuros. Previna-se. Cuide da higiene e da boa saúde de suas unhas.

Ah, cuidar das unhas também pode ser questão de estética, mas isso não é assunto de podologia. Vale a pena ter unhas bonitas, para mulheres e homens.

Beijo, e até a próxima semana.
Divulgação Colunista
+ VEJA TAMBEM