19 de Maio de 2022
20º/30º
Entretenimento - Colunistas

É coisa de menina SIM!!!

COLUNISTA - Claudia Bueno

Hoje não é dia da mulher, mas é dia das mães, ou quem sabe de uma tia, de uma amiga, uma prima ou de uma avó... Sempre tem uma mulher por perto que cuida, que zela e que sente por nós, e hoje dedicarei esta coluna à elas.

Qual mulher nunca ouviu a frase: ISSO NÃO É COISA DE MENINA!!! Seja nova, ou madura, já passamos por algum desconforto parecido ou com alguma desinformação a respeito do que somos capazes ou não de realizar.

Quero compartilhar com vocês os benefícios de uma modalidade nada convencional para as mulheres, porém, muito conhecida e que quando digo que a pratico sempre observo um "entre-olhares", não que seja ruim, apenas um espanto ou quem sabe até uma curiosidade.

Entre e idas e vindas da vida, totalizo aproximadamente 2 anos praticando Jiu Jitsu, e confesso que já pensei até em competir, porém, a rotina acaba me engolindo e hoje levo muito mais como "terapia" do que algo voltado para competição.

Divulgação - Cláudia Bueno, educadora física - Foto: Divulgação
Cláudia Bueno, educadora física - Foto: Divulgação


O Jiu Jitsu é uma modalidade de arte marcial e esporte de combate e foi muito difundido na década de 90, em resumo, os alunos podem ir se graduando por faixas, como no judô, e com isso vão ampliando seu repertório de movimentos e golpes.

O Jiu-Jitsu Brasileiro tradicionalmente é lutado com quimono trançado (embora haja a modalidade "jiu-jítsu sem quimono") e suas técnicas visam levar o adversário a uma posição chamada de "finalização", o que significa que, se levada adiante, causaria a fratura de um osso ou a morte por estrangulamento/esganamento.

Você pode pensar, credo que horror, mas a arte sempre visará a autodefesa, especialmente para as mulheres, e como o próprio nome diz, é um esporte de combate, então, o fim sempre será a vitória, ou seja, alguém vai "sofrer".

Dentre os inúmeros benefícios do Jiu Jitsu, quero destacar os de maior impacto na nossa saúde: melhora da condição cardiorrespiratória, aumento de força, flexibilidade, mobilidade articular, perda de peso, definição muscular, entre outros.

Uma coisa que acho incrível, é que como dependemos do outro para evoluir, é lindo de ver como todos se ajudam, e isso no âmbito social, físico e mental não há NADA QUE SUBSTITUA.

Essas capacidades físicas acima citadas são INDISPENSÁVEIS para a plenitude física do ser humano, e diminui inúmeras vezes os riscos de doenças cardiovasculares, por exemplo.

Procure informação antes de dizer se gosta ou não de uma determinada prática esportiva, se informe a respeito dos professores e mestres responsáveis, pois há muita conversa paralela e desinformação correndo por aí, e você pode estar perdendo uma GRANDE OPORTUNIDADE de se descobrir, se desafiar e acima de tudo de ter muito mais SAÚDE através do Jiu Jitsu, e lembre-se: É COISA DE MENINA SIM!!!
Redação AssisCity
Cláudia Bueno
Cláudia Bueno, Educadora Física - CREF/PR: 017404
+ VEJA TAMBEM