08 de Julho de 2020
20º/30º
ENTRETENIMENTO » COLUNISTAS

Geólogo: o principal cientista da natureza, homenageado pelo seu dia, 30 de maio

COLUNISTA - José Reynaldo Bastos da Silva

O Geólogo está presente na sua casa, a partir do tijolo; que é feito de argila queimada; na tubulação de água, que é feita de ferro, aço ou cobre e da fiação elétrica, que são feitas de cobre ou alumínio e plástico derivado do petróleo e leva a luz às lâmpadas e luminárias, que se acendem devido ao tungstênio; no gás de cozinha e na água que você bebe e usa para tomar banho.

O Geólogo atua também na definição segura da área urbana e do solo onde sua casa pode ser construída sem correr riscos de enchentes e alagamentos por chuvas excessivas ou transbordamentos de córregos e lagos das proximidades.

O Geólogo é o planejador territorial urbano que define para onde deve expandir uma cidade sem riscos de erosão do solo, assoreamento de córregos ou inundações.

O Geólogo é o planejador rural que define o local ideal para se construir usina hidroelétrica, metrô, ponte, viaduto, rodovia, ferrovia, aeroporto, hidrovia e distrito industrial.

Todas as obras da engenharia civil, para serem bem sucedidas, devem antes submeterem-se ao estudo, pesquisa, análise, interpretação e recomendação de um Geólogo.

Geólogo é aquele profissional que não deixa faltar petróleo e urânio como principais combustíveis não renováveis atualmente promotores da economia mundial.

Com o trabalho do Geólogo, temos a garantia da água mineral de beber ou para fabricar refrigerantes, cervejas e outras bebidas fermentadas ou destiladas; ferro e manganês para fabricar o aço, de ampla aplicação industrial da humanidade, como na indústria metal-mecânica, automobilística e de grandes prédios habitacionais.

A indústria tecnológica de ponta como a de computadores e seus componentes ou de transmissão de dados de comunicação, como os chips e fibra ótica que essencialmente usam o mineral quartzo, só conseguem esta matéria prima pela prospecção e pesquisa de jazidas feitas pelo Geólogo.

Com o serviço imprescindível do Geólogo é que se descobrem jazidas de metais preciosos da joalheria, como ouro, prata e preciosidades de diamante, esmeralda, rubi, topázio, etc.

Com a dedicação do Geólogo é que se tem à disposição o chumbo, o zinco, o estanho, o molibdênio, o titânio, o nióbio, o tântalo, o tungstênio, o cromo, o mercúrio, o flúor, o cloro, o iodo; os ácidos, as bases, os sais e os óxidos, substâncias estas de variados usos industriais e medicinais.

A agricultura só alcança os níveis avançados de produção e produtividade atualmente porque o Geólogo a provem de nitrogênio, fósforo, potássio e enxofre, calcário e gesso, bem como inúmeros micronutrientes vegetais elaborados nas indústrias de adubos e fertilizantes.

A indústria só consegue se enquadrar nas exigências ambientais legais com o trabalho do Geólogo, descontaminando o solo e a água do seu entorno e evitando poluições proibitivas, como também nos projetos de implantação de novos cemitérios.

O tripé do desenvolvimento econômico e sustentável do Brasil – agricultura, indústria e mineração – depende basicamente da atuação profissional do Geólogo.

O sal da terra e do mar é proveniente da pesquisa e indicação de jazidas originadas a partir dos vulcões e localizadas pelo Geólogo.

O cascalho, a brita, a areia, a argila e a cal são materiais básicos indispensáveis para a construção civil que não faltam devido à dedicação laboral do Geólogo; assim como o caulim utilizado na indústria papeleira e de tintas e vernizes.

O Geólogo é o teórico que explica os terremotos, tsunamis e vulcões; o movimento das placas tectônicas e as rupturas da crosta terrestre e oceânica formando as montanhas, vales, mares e oceanos; a origem dos solos, das rochas, das águas, e as medidas preventivas contra enchentes, alagamentos e deslizamentos de encostas íngremes ocupadas pelas habitações de risco nas serranias costeiras do Brasil tropical.

O Geólogo ensina como se formaram as belezas naturais contempladas pelo turismo, como cavernas, rios, cachoeiras, lagos, pântanos, fósseis e sítios arqueológicos.

Ensina também, o Geólogo, como se originou o nosso planeta Terra, demais planetas e satélites naturais como a lua; as estrelas como o sol e as constelações galácticas que formam o universo infinito.

Como professor, o Geólogo, conscientiza a humanidade sobre a necessidade de se conservar ou preservar o meio ambiente e a própria vida.

Neste sábado, 30 de maio de 2020, comemoramos mais um "Dia do Geólogo”; mais do que o estudioso da Terra, o principal cientista da natureza!

Divulgação
José Reynaldo Bastos da Silva
cândido-motense, é graduando em Direito pela Fundação Educacional do Município de Assis (FEMA)
+ VEJA TAMBÉM