25 de Maio de 2020
17º/33º
ENTRETENIMENTO » COLUNISTAS

Não é uma "gripezinha", senhor Presidente!

COLUNISTA - Professor Thiago Hernandes

Em meio a cenário de caos, medo e desencontros, mais uma vez nos brasileiros fomos surpreendidos com declaração, no mínimo infeliz, do senhor Presidente da República Federativa do Brasil.

Além de ter desobedecido TODAS as recomendações médicas e científicas no combate a transmissão da doença, esse senhor, em pronunciamento em rede nacional disse em claro e bom tom que "este Coronavírus não passa de uma gripezinha, um resfriado, e que por seu histórico de ex-atleta tem plenas condições de enfrentar os efeitos caso seja acometido deste mal". Vale lembrar que TODOS, sem nenhuma exceção, estamos suscetíveis a sermos acometidos pelos efeitos decorrentes do referido vírus.

Caso uma declaração como esta viesse de pessoa leiga, pouco esclarecida sobre o COVID 19, poderia ser compreensível. Mas convenhamos, o chefe do poder executivo de um país não pode ser entendido como algo normal ou aceitável.

Ante a este ambiente, pergunto: antes de proferir tais declarações, será que o presidente desse país não olhou os números de contaminados e de mortos na China, na Europa, nos Estados Unidos e até mesmo no Brasil?

Por falar em Estados Unidos, país que nosso presidente tanto "ama e se espelha" a ponto de indicar um de seus filhos como embaixador, dizendo que ele sabia até "fritar hambúrguer e que morou lá", será que também ele não poderia copiar algumas medidas que já estão sendo adotadas pelo governo americano ao injetar cifra trilionária de dólares na economia? Estímulo de US$ 1.200,00 dólares por cidadão de classe média e baixa e mais US$ 500,00 dólares por filho dos mesmos?

Mas aí alguns dos leitores deste artigo podem se questionar: aqui no Brasil o governo esta agindo, prorrogando alguns vencimentos de débitos, debatendo o envio de R$ 600,00 para famílias de baixa renda e até mesmo desenvolvendo medidas de auxílio aos empresários para enfrentar a crise.

Porém, quero aqui destacar que, apesar de saber que as coisas devam ocorrer sempre de forma ponderada e ao seu tempo, o que vemos é a morosidade do governo que além de chamar o COVID 19 de uma gripezinha, tem focado suas declarações tão somente no viés econômico, deixando em segundo plano aquilo que é essencialmente importante, a vida.

Tal postura tem promovido no meio político profunda manifestação de indignação, revolta, descontentamento em vários personagens, incluindo importantes aliados que declararam ruptura, como é o caso do governador de Goiás.

As consequências econômicas desta pandemia serão trágicas. O momento pede que, enquanto membros de uma sociedade, venhamos reinventar e aprender sermos mais solidários, mais juntos, mais HUMANOS!

Divulgação
Prof. Me. Thiago Hernandes
graduado e mestre em geografia, professor de ensino médio e ensino superior. Dono do canal no youtube, GEOEXPLICA
+ VEJA TAMBÉM