11 de Agosto de 2020
20º/30º
ENTRETENIMENTO » COLUNISTAS

Novo ciclo, novas possibilidades

COLUNISTA - Arildo Almeida

Hoje, a FEMA dá início a um novo semestre; um novo ciclo, cheio de novas possibilidades. Não, a pandemia não foi embora, mas, nem por isso, vamos deixar de produzir.

No primeiro semestre, fomos atingidos em cheio por ela. O coronavírus fez com que tudo se fechasse: lojas, bares, restaurantes, escolas, faculdades, escritórios, empresas. Todo mundo se reinventando, aprendendo como fazer a mesma coisa mas de forma diferente, se adaptando ao "novo normal”. A educação também teve que aprender e se lançar no virtual. Alunos e professores dormiram no mundo presencial e acordaram no on-line. Os prédios escolares, antes movimentados e cheios de vida, ficaram vazios. Todo mundo em casa, aprendendo a ministrar e a ter aula pelo modo virtual. Os professores entraram na área dos youtubers e tiveram que aprender a lidar com sistemas de áudio e vídeo que não usavam; e os alunos também passaram por aprendizado de trabalhar com programas e aplicativos, além de ficarem ainda mais atentos, focados e disciplinados nas aulas. Cada instituição implantou sistemas e tecnologias de acordo com seu tempo. Na FEMA, a mudança do presencial para o virtual aconteceu em cinco dias. Isso só foi possível graças a uma rápida organização das direções acadêmica e executiva, do Núcleo de Educação à Distância da instituição, dos coordenadores dos cursos e do departamento de T.I. da instituição, que estruturaram a plataforma para aulas on-line, capacitaram professores, prepararem e entregarem todas as normativas exigidas para os conselhos Nacional e Estadual de Educação. Tudo isso em cinco dias, garantindo o ensino para seus alunos. Além das aulas, a FEMA também levou o FEMA Cidadania para o virtual: realizou lives de assuntos variados para a comunidade e um Drive Thru Solidário, que arrecadou e encaminhou para o Fundo Social de Solidariedade comida, produtos de higiene pessoal e de limpeza, roupas e cobertores.

Agora um novo semestre começa. Vamos retomar nossas atividades acadêmicas de forma on-line, ainda. Mas continuamos com o mesmo propósito e ânimo do presencial. Hoje, retomamos as aulas, nas semanas seguintes promoveremos as semanas acadêmicas (em agosto tem a de Química, com palestrantes de renome nacional) – e como elas serão virtuais, a comunidade também poderá assistir e participar, assim como nossos alunos) –, a terceira edição do Concurso de Fotografia, qualificações de TCCs, vestibulares, início de novas pós-graduação em Enfermagem e em Informática, lançamento dos cursos presenciais de Educação Física, Engenharia Civil e Arquitetura e Urbanismo, e o de Pedagogia em EaD, além de outras atividades.

A FEMA não parou e não vai parar por conta do coronavirus. Ela se adaptou, se reinventou e, parafraseando Mário Sérgio Cortella, fazendo o melhor dentro do seu melhor. E não vai parar por aí. A FEMA vai continuar essa trajetória ao lado de seus professores, funcionários e alunos, esperando que o "velho normal” volte, mas junto com ele venha aprendizado, crescimento, transformação e adaptação.


Bom dia, Assis!!!

*Colaborou Andreia Alevato

Divulgação
Arildo Almeida
Arildo Almeida é arquiteto formado pela Universidade de Taubaté (UNITAU) e o atual presidente da Fundação Educacional do Município de Assis (FEMA).
+ VEJA TAMBÉM