31 de Maio de 2020
11º/26º
ENTRETENIMENTO » COLUNISTAS

O tempo e os relacionamentos

"Para tudo há uma ocasião certa; há um tempo certo para cada propósito debaixo do céu". (Eclesiastes 3:1)

*Por Pastor Luis Alberto Sanches


A importância das coisas e das pessoas em nossas vidas pode ser medida pelo tempo que estamos dispostos e investir nelas. Quanto mais tempo você dedica a alguma coisa, ou a alguém, demonstra a importância e o valor que ela tem para você.
Se você quiser conhecer as prioridades de uma pessoa, observe a forma como ela utiliza o tempo. A essência do nosso amor não é o que pensamos ou falamos, mas o quando damos de nós mesmos. Os relacionamentos, e não as realizações ou a compra de bens, são o que mais importa na vida. Então, por que permitirmos que os nossos relacionamentos fiquem com a pior parte? Quando a nossa agenda fica sobrecarregada ou desorganizada, corremos o risco de tratar de forma superficial os nossos relacionamentos, diminuindo o tempo, a atenção e a energia que os mesmos demandam ou exigem de nós.
Tempo, atenção, presença, são palavras chaves quando temos a intenção de investir nos relacionamentos. Nada pode substituir isso. Na família, por exemplo, o mais desejado presente de amor não são os diamantes, brinquedos caros ou uma casa bonita, é a atenção. Em casa, as pessoas querem você! Seus olhos, seus ouvidos, seu tempo, sua atenção, sua presença, seu interesse. Quanto tempo você dá a quem ama? O tempo que dedicamos demonstra a importância e o valor que ela tem para nós.
Paulo, o apóstolo, diz que nós precisamos aprender a remir o tempo, resgatar o tempo. Percebemos esse rápido passar dos anos quando olhamos no espelho e notamos a transformação ocorrida em nossa aparência. Quanto tempo vale um minuto? Depende onde você está. Uma madrugada no hospital, cuidando de um doente, parece que o dia nunca vai amanhecer...
O tempo não para! Mas esse passar do tempo nos traz alguns benefícios. O tempo nos amadurece, nos enriquece com sabedoria e experiência. O tempo cicatriza feridas, é um santo remédio para a cura das mágoas e das decepções. Porém, é preciso permitir que tudo isso aconteça, usando o tempo a nosso favor. Não alimente mágoas e frustrações. Vire a página e dê a volta por cima.
Quando um relacionamento não vai bem, o tempo o piora a cada dia, desgasta, agrava os conflitos e provoca mais estragos. É preciso buscar ajuda.
Então, vamos remir o tempo. Casais, sejam mais positivos e criativos. Pais, curtam mais seus filhos. Irmãos em casa, vivam em paz. Namorados, o tempo passa e o relacionamento muda, sofre transformações. Pode melhorar ou piorar. Dá para perceber até no celular... Encontrar o equilíbrio entre relacionamentos, trabalho, lazer e saúde é o grande segredo para viver com qualidade de vida. Que o bom Deus nos ajude a administrar melhor o tempo, dosar tudo isso na balança. Vamos remir, resgatar o tempo, porque ele não volta.
Reverendo Luís Alberto Sanches

+ VEJA TAMBÉM