01 de Dezembro de 2022
20º/30º
Entretenimento - Colunistas

Outubro Rosa o ano inteiro

COLUNISTA - Cláudia Bueno

Último domingo do mês de outubro, e quero hoje falar com as mulheres devido ao OUTUBRO ROSA, que não deixemos para nos cuidar apenas neste mês, mas sim o ano inteiro.

Sabemos que o câncer de mama pode matar e que algumas medidas simples de PREVENÇÃO podem ajudar e MUITO com essa doença que leva tantas mulheres embora antes da hora, coisas simples que muitas vezes nem damos tanta atenção e é justamente aí que mora o perigo.

O que ingerimos, nossa genética e nosso estilo de vida são fatores que contribuem para o desenvolvimento desta doença que afeta e mata mulheres pelo mundo inteiro e como profissional da área da saúde, tenho o dever de vir aqui hoje e falar um pouco a respeito disso.

Falando sobre PREVENÇÃO, temos muitos estudos disponíveis que trazem a relação do exercício físico atuando diretamente na PREVENÇÃO e no TRATAMENTO para a doença, sendo que sua prática regular e devidamente prescrita apresenta relação direta com a DIMINUIÇÃO dos fatores de riscos no desenvolvimento de várias doenças e até na REDUÇÃO em 30% desse tipo e câncer.

Já no TRATAMENTO do câncer, o exercício atua na manutenção do peso corporal, nas funções neuromusculares, no fortalecimento e manutenção do tecido ósseo e muscular (caquexia) e na fadiga.

Divulgação - Cláudia Bueno - Educadora Física - Foto: Divulgação
Cláudia Bueno - Educadora Física - Foto: Divulgação


A prática de exercícios atua diretamente no bem-estar e na qualidade de vida dessas pacientes, sendo que todas podem se beneficiar da mesma, sem contar nas relações sociais e mentais que os tratamentos de câncer podem impactar negativamente, sendo assim o exercício também beneficiaria tais situações.

Ainda falando sobre prevenção, o acompanhamento ao GINECOLOGISTA pelo menos uma vez ao ano para exames de rotina é o que pode determinar o sucesso ou não de um possível tratamento. Eu aprendi isso com minha mãe em casa desde cedo e levo para minha vida: prevenir é melhor que remediar.

É importante salientar que é necessário o acompanhamento e liberação do médico que esteja acompanhando essa paciente caso seja detectada a doença pois ele é o responsável pela liberação ou não da prática de exercícios, e há uma equipe multidisciplinar envolvida que indicará quais caminhos você deverá seguir.

Eu espero que você, mulher, se ame ao ponto de se cuidar diariamente, e que o exercício físico regular seja uma demonstração de amor próprio, seu e com seus familiares. O exercício físico talvez seja uma das únicas coisas que fazemos por nós mesmas, e nada nem ninguém pode nos tirar isso. Faça suas consultas regularmente com seu médico e não deixe sua saúde para depois, se PRIORIZE!!! Coragem: amanhã é SEGUNDA-FEIRA!!!
Divulgação
+ VEJA TAMBEM