29 de Maio de 2020
17º/33º
ENTRETENIMENTO » COLUNISTAS

Páscoa: o triunfo do Amor e da Esperança

COLUNISTA - Padre Alan da Cruz Joaquim

A Igreja celebra todos os anos a Páscoa de Cristo, trata-se da solenidade de maior importância para todos os cristãos, pois celebramos a Ressurreição do Senhor, a passagem da morte para a vida que renova a nossa esperança. A Páscoa é o fundamento da fé cristã, pois como nos afirma o apóstolo são Paulo: "se Cristo não ressuscitou, vazia é a nossa pregação, vazia também é a vossa fé” (1Cor 15, 14), cremos que Deus se fez Homem em Jesus Cristo para nos resgatar do pecado, de modo que celebrar a Ressurreição é celebrar a Vitória de Cristo sobre o pecado e a abertura para uma vida plena com Deus para toda a humanidade.

Devido à grandiosidade desta festa nos preparamos durante os quarenta dias da Quaresma, revivemos no Tríduo Pascal: a Última Ceia, com a instituição da Eucaristia do sacerdócio e o exemplo de humildade no lava-pés; os sofrimentos, a cruz e a morte d’Aquele que se fez vítima para o sacrifício perfeito e santo; e a noite da salvação, noite do grande acontecimento do triunfo do Amor, a vitória da vida sobre a morte que enche o coração de cada ser humano de uma alegre esperança! Como nos ensina o Papa emérito Bento XVI: "A Morte e Ressurreição do Verbo de Deus encarnado é um acontecimento de amor insuperável, é a vitória do Amor que nos libertou da escravidão do pecado e da morte. Mudou o curso da História, infundindo um indelével e renovado sentido e valor à vida do homem”.

divulgação - Padre Alan da Cruz Joaquim
Padre Alan da Cruz Joaquim


Neste ano, diante de tantos acontecimentos, sobretudo da pandemia do novo Coronavírus, não foi possível nos reunirmos, como de costume, para celebrar tão grandiosa festa, pois a Igreja, sobretudo em nossa Diocese, seguiu as orientações públicas de saúde e as determinações do Papa Francisco e do nosso Bispo Dom Argemiro de Azevedo, desta forma, os sacerdotes de todas as paróquias e comunidades se adaptaram às novas mídias sociais para estarem próximos de seu povo, assim podemos celebrar a Páscoa em família e acompanhar as celebrações. Nesta Páscoa, nós, que contemplamos a cruz do Senhor, somos convidados a olhar para o Cristo Ressuscitado, para suas chagas gloriosas, como os primeiros discípulos, e compreender que com Ele todo sofrimento pode ser superado, bem como o ódio, o egoísmo e a morte; hoje somos convidados a ouvir as mesmas palavras proferidas por Cristo na manhã da Ressurreição: "Não tenhais medo” (Cf. Mt 28, 10) e ter a certeza de que não estamos sozinhos e que podemos converter o nosso coração a cada dia, pois Aquele que venceu no amor e reavivou nossa esperança nos diz: "Eis que estou convosco todos os dias, até o fim dos tempos” (Mt 28, 20).

Lembremo-nos das palavras do Papa Francisco em sua primeira entrevista sobre esta crise mundial: "Preparem-se para tempos melhores, porque nestes tempos lembrar isso que temos passado nos ajudará. Cuidem-se para um futuro que está por vir. E quando ele chegar, lembrar o que se passou lhes fará bem. Cuide do agora, mas para o amanhã”.

Feliz e Santa Páscoa!

Divulgação
Padre Alan da Cruz Joaquim
Padre Alan da Cruz Joaquim é reitor do Seminário Diocesano São José, em Assis
+ VEJA TAMBÉM