28 de Novembro de 2020
20º/30º
ENTRETENIMENTO » COLUNISTAS

Remédio para emagrecer. Decifrando as composições

Por : Dr. Luciano M Arantes, Farmacêutico das empresas Biofórmula & Bioanálise

Dúvidas sobre os ingredientes com nomes estranhos que estão na receita ou nos rótulos dos remédios para emagrecer? Saiba o que pode estar dentro das drágeas:

SUBSTÂNCIAS NATURAIS
Muitas já surgiram e continuam aparecendo, mas, segundo Dr. Luciano M Arantes, poucos possuem comprovações científicas sobre sua eficácia. De qualquer forma, são poucas as reações adversas relatadas. E, de acordo com Dr. Luciano, há uma tendência para a ingestão dessas substâncias naturais e um número maior de estudos realizados. "Elas também não têm um prazo limite para o consumo. Isso deve ser resolvido entre a paciente e o especialista. Porém, vale lembrar que os resultados costumam surgir depois de umas oito semanas", comenta Dr.Luciano M Arantes.

FASEOLAMINA:
Trata-se de uma glicoproteína retirada do feijão-branco.
Segundo Dra. Daniella, além de favorecer o funcionamento do intestino, por suas fibras solúveis, e ajudar na redução da absorção de gordura, inibe a ação da enzima responsável pela digestão do carboidrato ingerido. Ou seja, o organismo não absorve parte deste nutriente, reduzindo o acúmulo de calorias. Ajuda a evitar a elevação da glicemia (açúcar no sangue), que é um dos fatores que favorecem o acúmulo de gordura no corpo. Em doses elevadas, pode provocar gases e diarréia.

ÁGAR-ÁGAR:Extrato de algas marinhas que tem atividade laxativa suave e faz o espessamento de alimentos. Utilizada pela indústria alimentícia ou na culinária, aumenta a sensação de saciedade e costuma ser indicada no processo de emagrecimento e em casos de intestino preso. Por ser insolúvel em água, quando ingerido, aumenta de volume, preenchendo o estômago. Assim, quem faz uso da fórmula fica satisfeita com uma porção menor de comida. É contra-indicado para pessoas com problemasgastrointestinais.

CÁSCARA SAGRADAPlanta medicinal que age no intestino com efeito laxativo e contra prisão de ventre. Faz com que os alimentos digeridos sejam eliminados rapidamente, o que também reduz a absorção de vitaminas, minerais, aminoácidos e ácidos graxos essenciais para a saúde. Ou seja, a perda de peso ocorre pela desidratação e não pela diminuição do tecido gorduroso. Seu efeito se dá depois de seis a oito horas da ingestão. O uso contínuo da cáscara sagrada pode levar a problemas intestinais, como inflamações e dependência. Alerta o Dr. Luciano M Arantes.

GARCÍNIA:Planta asiática que possui uma substância chamada ácido hidrocítrico, que induz à quebra da gordura. Segundo Dra. Daniella, diminui a conversão de carboidratos em gorduras, tem efeito laxativo, e reduz a vontade de comer, principalmente doces. Além disso, a garcínia protegeria a parede estomacal, ajudaria a reduzir o colesterol ruim (LDL) e a aumentar o colesterol bom (HDL). Não há relatos de efeitos colaterais.

CITRUS AURANTIUM:Extraído da laranja amarga, acelera o metabolismo e estimula a queima de gordura. Tem propriedades digestivas e diuréticas e é uma fonte de vitamina C (antioxidante). O ativo também seria útil no aumento da musculatura, pois facilitaria a formação de proteína, nutriente importante para tonificar os músculos. Por conter sinefrina - cuja estrutura é semelhante à efedrina, porém mais segura -, estimularia a liberação de adrenalina e, assim, funcionaria como um "energético", melhorando a disposição. Não constam reações adversas.

REMÉDIOS ALOPÁTICOS Os resultados podem aparecer mais rápido com tal uso, mas, por outro lado, apresentam efeitos colaterais, exigem mais cuidado na prescrição e, dependendo do tipo, devem ser utilizados por um tempo determinado. Segundo Dra. Daniella, os alopáticos mais usados para emagrecer são divididos em três grupos:

Inibidores da absorção de gordura:
Representado pelo Orlistat, impede a absorção de cerca de 30% da gordura ingerida. isso pode ser significativo, se a pessoa conseguir controlar o que come. Do contrário, a tendência é que não haja perda de peso, pois os 30% de gordura que deixa de ser absorvido pode não representar uma diminuição calórica suficiente para levar ao emagrecimento. O uso em excesso pode causar carência de vitaminas.

Sacietógenos (Sibutramina e Fluoxetina):
Reúne os medicamentos que têm como principal mecanismo de ação o estímulo da sensação de saciedade. "A pessoa sente fome, mas com uma menor quantidade de alimentos já fica satisfeita e pára de comer mais cedo", comenta a Dra. Daniella. A sibutramina pode apresentar uma segunda ação: o aumento do gasto energético. Já a fluoxetina costuma ser indicada em situações como obesidade associada à depressão ou à compulsão alimentar. Efeitos colaterais: boca seca, prisão de ventre, taquicardia.

Anorexígenos (Femproporex, Anfepramona e Mazindol):
Possuem substâncias que atuam no cérebro, inibindo o apetite. "elas são usadas há várias décadas e antigamente eram conhecidas como anfetaminas. O inconveniente deste grupo é o risco de dependência, apesar de ser relativamente rara quando utilizado adequadamente. A tendência atual é de indicação só para pacientes que não possam usar outras substâncias ou não consigam emagrecer com elas", explica Dra. Daniella, efeitos colaterais: taquicardia, boca seca, insônia, ansiedade, depressão e dependência.

Naturais na farmácia
Ter cuidado na escolha de uma farmácia para manipular fórmulas é imprescindível para a segurança de qualquer medicamento, até mesmo os naturais.
Mas, e aqueles que são vendidos prontos nas prateleiras, sem a exigência de receita médica? Não arrisque: a orientação de um médico, nutrólogo, nutricionista ou um Farmacêutico especializado em Nutrição Clínica continua valendo.

Só profissionais especializados são capazes de avaliar os benefícios e a indicação de certas substâncias para cada caso. São eles também que recomendam as doses adequadas. Caso contrário, você perde dinheiro e arrisca a saúde. Sim, pois apesar de naturais, eles podem, por exemplo, interagir ou até anular o efeito de outro medicamento em uso. E mais: mulheres grávidas ou que estão amamentando não devem ingerir esses compostos. Verifique sempre se o medicamento possui a aprovação do Ministério da Saúde.

Comentários:
Dra. Daniella Simões Bandiera, Dr. Luciano Messias Arantes, Consultores Farmacêutico das empresas Biofórmula & Bioanálise.

Biofórmula Farmácia de Manipulação.
Avenida Paraguaçu, 31
Paraguaçu Paulista SP
Fone 18 3361 2450

+ VEJA TAMBÉM