Buscar no site

Uma data pra comemorar, mas muito mais para refletir.

Colunista - Thiago Hernandes

Divulgação

  • 15/10/22
  • 12:00
  • Atualizado há 71 semanas

Hoje, 15 de outubro, é comemorado o Dia do Professor.

Palavra mágica. É por meio dele que descobrimos as primeiras letras para depois navegar no oceano de tantos conhecimentos.

A trajetória do processo educacional brasileiro é marcada por avanços e recuos, deixando rastro de perdas e atrasos.

O embrião da educação no Brasil data de 1549, com a chegada dos primeiros jesuítas que tinham por tarefa catequizar os índios seguindo posteriormente o ensino nos moldes europeus aos meninos brancos das colônias.

Logo, já se vê seu traçado eletista, de acesso a pouco, excluindo os negros e pardos, além das mulheres.

Com a chegada da familia real em 1808, o ensino é impulsionado com a criação de escolas e bibliotecas, buscando promover a cultura e aproximar a sociedade local aos moldes dos europeus.

divulgação - Professor e mestre Thiago Hernandes - Foto: Divulgação
Professor e mestre Thiago Hernandes - Foto: Divulgação

Embora muito tenha avançado, somente no século XX é criada a primeira Universidade Brasileira.

Outro período de expansão do ensino se dá após a segunda guerra mundial, quando o parque industrial desponta e ensino técnico profissionalizante é necessário para atender as demandas do mercado consumidor.

Entretanto, pela sua imensa extensão territorial e a precariedade de políticas adequadas, a educação brasileira ainda caminha a passos lentos.

Da falta de recursos a baixa remuneração dos profissionais, do abandono dos alunos a necessidade de propostas exequíveis, o

Brasil ocupa o 53 lugar no quesito educação no ranking de 65 paises avaliados.

Muito ainda precisa ser feito. Esses números dão a triste imagem da pobreza social, da exclusão de crianças e jovens que com certeza terão seu futuro comprometido.

Muito ainda precisa ser feito. Uma luta contínua para que a nação progrida.

A educação tem que ser reconhecida como veio essencial na construção de uma sociedade mais justa, mais crítica, mais ativa, propiciando oportunidades.

A educação também precisa ser valorizada como processo de não só de formação, mas de libertação.

Uma sociedade só é justa quando todos têm acesso garantido aos seus direitos básicos fundamentais. A educação de qualidade é um desses direitos.

Comemoramos a data de hoje aplaudindo todos os professores, os que fazem da profissão a rica oportunidade da transformação.

Receba nossas notícias em primeira mão!

Veja também
Mais lidas
Ver todas as notícias locais
Colunistas Blog Podcast
Ver todos os artigos