18 de Setembro de 2021
20º/30º
Notícias - Destaque

Roma Bike dá dicas para não abandonar o pedal durante o inverno

Confira as dicas especiais preparadas pela empresa


É certo que muitos ciclistas resolvem dar um tempo dos pedais durante o período de frio, e para ajudar quem não quer parar com o esporte a Roma Bike preparou uma série de dicas especiais.

A empresa lembra que há até quem não consegue voltar a pedalar depois de um tempo parado pelo simples fato de perder o ritmo ou por preguiça mesmo.

Para que isso não aconteça, o melhor é nunca parar, nem mesmo quando estiver muito frio.

Confira algumas das dicas da Roma Bike, para que você tenha o máximo conforto para pedalar durante o período do inverno.

1.Use roupas especiais para controlar a temperatura do corpo

Existem roupas especiais, como as chamadas de segunda pele, que são muito confortáveis e uteis para ajudar a aquecer o corpo. Se não for suficiente, pode colocar mais camadas de roupas, o importante é se manter aquecido.

Para ser mais exato, três camadas é o ideal para dias de muito frio: Uma base, feita com material respirável, uma intermediária que pode ser uma camiseta normal de ciclismo e outra que fará o acabamento, a cobertura principal, que pode ser uma jaqueta corta-vento.

As peças internas lhe manterão aquecido e o corta-vento, impedirá que o ar frio penetre em seu corpo e o ar interno aqueça, mantendo sua temperatura estável. Hoje, os corta-ventos tem uma tecnologia excelente, com zíperes super vedados e materiais totalmente impermeáveis.

O importante é sempre usar roupas específicas para o ciclismo, já que elas ajudam a manter seu corpo longe da umidade e são de secagem rápida. Outra vantagem das peças específicas, é que são compactas e fáceis de carregar, caso tenha que tirá-las se esquentar, durante o pedal.

A camada que forma a base, chamada de segunda pele, não tem a necessidade de ser tirada, pois sua função é manter a temperatura corporal e expulsar a umidade, conforme as camadas externas. Se esquentar, basta tirar apenas as camadas superiores.

Procure nunca usar tecidos que retém a umidade do suor, pois podem esfriar seu corpo, mesmo que em mais camadas. Caso não tenha condições de comprar uma segunda pele com material especial, uma de nylon poderá suprir essa necessidade perfeitamente.

2.Por que corta-vento é indispensável?

As bikes se movimentam em velocidades elevadas e mesmo que você utilize várias camadas de roupas, sem o corta-vento, fica impossível segurar o calor. Assim como ele não deve faltar, será a primeira camada a ser retirada, caso esquente muito. As outras camadas, por terem tecidos mais respiráveis e de secagem rápida, irão ajudar a equilibrar a temperatura corporal.

A maior parte dos modelos são leves e fáceis de guardar, podendo ser enrolados e guardados no próprio bolso traseiro da camisa. Os modelos são diversos, com manga longa, curta ou até mesmo em formato de coletes.

Ciclistas costumam abri-los durante as subidas longas e íngremes e fechá-los durante as descidas. Há modelos que possuem funções que permitem a respiração do corpo e a evaporação do suor, sem comprometer sua função principal, que é de evitar a entrada de vento.

Use roupas especiais para controlar a temperatura do corpo. Foto: Roma Bike
Use roupas especiais para controlar a temperatura do corpo. Foto: Roma Bike


3.A diferença da capa de chuva e corta-vento

Apesar de alguns corta-ventos servirem para evitar a entrada de água durante a chuva e a capa de chuva evitar a entrada de vento, nem sempre funcionam bem fora de suas funções.

Alguns modelos de capas de chuva são mais espessas e, assim, ficam difíceis de guarda-las no bolso na camisa de ciclismo. Também não possuem boa evaporação e só é possível encontrar com mangas longas. Já os corta-ventos, não são 100% impermeáveis, permitindo a penetração de água durante chuvas mais fortes. Portanto, o ideal é escolher o modelo certo para cada ocasião.

Divulgação - Roma Bike oferece todos os equipamentos necessários para pedalar com segurança e conforto - Foto: Roma Bike
Roma Bike oferece todos os equipamentos necessários para pedalar com segurança e conforto - Foto: Roma Bike


4.Mantenha a parte superior aquecida

A cabeça e o pescoço são as partes do nosso corpo que mais perdem calor. Assim, é importante mantê-los aquecidos durante o pedal. Você pode optar por um boné de ciclismo, um gorro ou até uma balaclave, conhecida como touca-ninja.

Já para o pescoço, existe as famosas bandanas Eco Head, que possuem inúmeras funções. São confortáveis, quentes e muito fáceis de transportar e lavar, além de extremamente elegantes.

5.Experimente também os manguitos, pernitos, capas e luvas

Para as mãos, você encontra luvas de dedo compridas, forradas e super confortáveis. Para os braços, manguitos de todos os tipos, lisos, com desenhos e coloridos. Já para os pés e pernas, existem as capas térmicas de sapatilha e os pernitos, excelente para os mais friorentos.
Muitos desses produtos vêm com proteção para raios UV, no entanto, são mais caros.

Alguns ciclistas sofrem com dores nos joelhos durante o período de frio, portanto, aconselhamos o uso dos pernitos, mesmo que sinta um pouco de calor, pois cuidar das articulações é prioridade para quem quer continuar pedalando o ano todo.

Há quem prefira comprar luvas comuns e mais baratas para se proteger, mas não aconselhamos, pois essas luvas podem não proporcionar o conforto e flexibilidade desejada. Opte pelas luvas próprias de ciclismo, elas possuem corvaturas, acolchoamento e proteção ideal para pedalar.

Na Roma Bike você encontra luvas de dedo compridas, forradas e super confortáveis. Foto: Roma Bike
Na Roma Bike você encontra luvas de dedo compridas, forradas e super confortáveis. Foto: Roma Bike

São muitas opções pra você. Foto: Roma Bike
São muitas opções pra você. Foto: Roma Bike


6.Organização na hora de pedalar

Para um pedal mais confortável no inverno, é possível fazer algumas mudanças na organização da sua bike. Um dos conselhos mais úteis para enfrentar o frio é liberar espaço no bolso da camisa. Portanto, invista em uma bolsa de selim ou um porta-ferramentas que se encaixe no suporte de garrafinha. Assim, você libera espaço nos bolsos para guardar as roupas que você for tirando durante o pedal. Também ganhará espaço para armazenar mais alimentos que nos dias quente, imprescindível nos dias frios.

7.Hidratação e alimentação no inverno

Todos sabem que durante o frio, nosso corpo gasta muitas calorias para manter o corpo aquecido. Então, além do gasto energético para pedalar, você precisa pensar na energia e calorias gastas no processo de aquecimento. Por isso, uma alimentação correta, durante os períodos de frio, é extremamente importante para evitar a exaustão e a fome durante o percurso. A falta de uma alimentação adequada, poderá afetar seu sistema imunológico, derrubando sua temperatura e, consequentemente, seu rendimento.

Não há uma receita que sirva para todos, pois cada atleta vai precisar de uma alimentação diferente do outro. Mas, via de regra, o ideal é ingerir alimentos a cada meia hora de atividade, caso o pedal seja longo e mais intenso. O aconselhável, é que você procure um(a) nutricionista que poderá criar o cardápio ideal para o seu caso.

Há quem pense que no inverno precise menos água que no verão. É um grande engano, pois no inverno também perdemos muita água durante atividade física, só não sentimos tanto como no verão. A ingestão de líquido, principalmente nos dias mais secos do inverno, é fundamental para quem quer se manter firme até o fim do pedal. Uma garrafinha de água por hora, é uma boa medida para se manter hidratado o tempo todo.

Pés e pernas aquecidos também são importantes. Foto: Roma Bike
Pés e pernas aquecidos também são importantes. Foto: Roma Bike


8.Aqueça antes de pedalar

Sempre antes de iniciar uma atividade física, como pedalar, procure aquecer bem seu corpo inteiro, já que durante o frio as chances de se lesionar são grandes. Você pode aquecer aumentando o giro e a potência, sem colocar muito força nas pernas. Aumente a rotação das pernas e faça alguns tiros curtos. Lembre de fazer isso sozinho, pois alguns atletas tendem a demorar mais que outros para se aquecer.

9.Evite suar muito

Ao escalar montanhas ou pedalar em terrenos difíceis, pode aumentar muito a temperatura e produzir muito suor. Essa sensação pode ser boa, porém, muito cuidado, pois ficar ensopado em dias de muito frio, pode lhe trazer alguns problemas. O ideal é, sempre que o corpo começar a suar, abrir o corta-vento e baixar os manguitos durante as subidas para a evaporação do suor e o equilíbrio da temperatura corporal. Assim você evitará de ficar molhado e nas descidas e retas, sua temperatura baixar muito.

10.O macete do jornal

Wagner, proprietário da Roma Bike, nos passou um truque muito comum para aqueles desavisados pegos de surpresa em duas de frio. Vale apostar naquele jornal guardado num canto de sua casa para manter o corpo aquecido. A ideia é abrir as páginas e vestir por baixo da camiseta e da calça. Mas cuidado para não suar, pois assim, sairá com muitas tatuagens pelo corpo.

Para quem quer pedalar com qualidade, conforto, charme e segurança em todos os climas, o importante é sempre investir em roupas e assessórios específicos para o ciclismo. Foto: Roma Bike (Antes da pandemia)
Para quem quer pedalar com qualidade, conforto, charme e segurança em todos os climas, o importante é sempre investir em roupas e assessórios específicos para o ciclismo. Foto: Roma Bike (Antes da pandemia)


11.Finalização

Para quem quer pedalar com qualidade, conforto, charme e segurança em todos os climas, o importante é sempre investir em roupas e assessórios específicos para o ciclismo, pois são produtos pensados especialmente para essa prática. As roupas são mais leves, compactas e com tecnologia para proporcionar toda segurança e conforto para o ciclista, como expelir o suor do corpo, por exemplo.

Serviço:
Roma Bike
Av. Valter Antônio Fontana, 1155 - Vila Claudia
WhatsApp: (18) 99628-4542
Redes Sociais
Facebook: @romabikeassis
Instagram: @roma.bike

Divulgação - RomaBike fica localizada na Av. Valter Antônio Fontana, 1155 - Vila Claudia
RomaBike fica localizada na Av. Valter Antônio Fontana, 1155 - Vila Claudia

Divulgação
+ VEJA TAMBEM