02 de Junho de 2020
13º/27º
NOTÍCIAS » EDUCAÇÃO

Curso de Direito na FEMA tem mais de 11 mil livros disponíveis

Coordenação apostou na criação de grupos online para que a relação entre alunos e professores não fosse prejudicada em tempos de pandemia de coronavírus

O curso de Direito da Fundação Educacional do Município de Assis (FEMA), assim como os demais cursos da instituição, em consonância com recentes
resoluções do Ministério da Educação e Cultura (MEC), bem como do Conselho Estadual de Educação (CEE) alterou suas atividades presenciais por regime de atividades acompanhadas, durante a vigência da quarentena decretada no Estado de São Paulo.

De acordo com Fernando Sá, coordenador do curso de Direito, a FEMA conta com aparato tecnológico por meio do ambiente online Moodle que permite aos professores postarem videoaulas gravadas por eles próprios, além de poderem disponibilizar materiais escritos, atividades como exercícios,
avaliações, pesquisas e ainda manterem-se em contato online com os alunos por meio de chats, vídeo conferências, entre outros.

Segundo a coordenação, os alunos contam também com duas bibliotecas online, que podem ser acessadas por meio de celulares, notebooks e afins,
sendo que o sistema abrange a biblioteca virtual chamada Minha Biblioteca, que reúne cerca de 10 mil títulos de 12 grandes editoras acadêmicas do
Brasil. Os alunos têm acesso também a biblioteca jurídica Proview, que conta com mais de 1000 títulos de conteúdos exclusivamente jurídicos.

divulgação


Além disso, o curso também se organizou em grupos de whatsapp com os professores e alunos para informações e esclarecimento de dúvidas, o que
também contribui para a aproximação da relação professor-aluno.

Para Fernando, "tem sido uma experiência e um desafio incrível para todos nós, já que o volume de trabalho e atividades têm se mostrado muito maior
do que o esperado, pois a tecnologia de comunicação tem aproximado consideravelmente os estudantes dos professores que ficam disponíveis por
mais tempo e por maior número de canais, o que contribui para ganho de produtividade garantindo a manutenção da qualidade do ensino. O veículo
pedagógico foi alterado temporariamente seguindo as orientações das autoridades de saúde e políticas do país, porém, sem suspensão da
prestação de serviços e principalmente mantendo-se o conteúdo e boas práticas de ensino a fim de assegurar formação hábil a nossos estudantes”, finaliza o coordenador.

Assessoria FEMA
+ VEJA TAMBÉM