03 de Março de 2021
20º/30º
Notícias - Local

Assis e região regridem para a fase vermelha do Plano SP

O Departamento Regional de Saúde de Marília já havia sido reclassificado para fase laranja na última sexta-feira

*Atualização 15/01/2020, às 16h48*

Em nova reclassificação do Plano São Paulo devido ao aumento excessivo de casos, internações e mortes, o governador João Dória rebaixou a região de Marília para a fase vermelha, que exige restrições de atividades não essenciais. As demais regiões estão na fase a laranja.

Com a medida, ocorre a suspensão de atendimento presencial em comércios e serviços não essenciais a partir da próxima segunda-feira, 18.

"É uma medida preventiva e extremamente necessária neste momento para proteger vidas dos brasileiros em São Paulo. Há uma indicação clara que a pandemia acentuou essa segunda onda em nosso país. Nós temos que tomar medidas de cautela e prevenção para proteger vidas. É muito importante que a população tenha consciência disto. A situação vem se agravando a cada semana", disse Doria.

Divulgação - Assis e região regridem para a fase vermelha do Plano SP
Assis e região regridem para a fase vermelha do Plano SP


O prefeito José Fernandes, por sua vez, informa que o Município de Assis vai seguir todas as recomendações sanitárias do Plano São Paulo.

"Nós percebemos um aumento muito grande de casos na nossa região e precisamos seguir o Plano São Paulo à risca. Não podemos ser negligentes nesse momento em que a pandemia ganha força na nossa região, que está praticamente com leitos em UTI lotados, como é o caso de Marília, Ourinhos e Paraguaçu Paulista. Nós, como gestores públicos vamos fazer a nossa parte, intensificar a fiscalização, falar com Vigilância, entre outras medidas que vamos tomar, mas a população precisa também ter consciência e evitar que o vírus se dissemine mais ainda", diz o prefeito.

Com a regressão para a fase vermelha, 62 municípios do DRS (Departamento Regional de Saúde) de Marília só podem permitir o funcionamento de atividades essenciais como farmácias, mercados, padarias, lojas de conveniência, bancas de jornal, postos de combustíveis, lavanderias e hotelaria. Comércios e serviços não essenciais só podem atender em esquema de retirada na porta, drive-thru e entregas por telefone ou aplicativos. O Centro de Contingência também recomendou que todos os 645 municípios paulistas endureçam regras para reuniões de trabalho em locais fechados, como limite máximo de 25 pessoas e distanciamento mínimo de 1,5 metro. Eventos sociais e familiares também devem ser evitados devido ao recrudescimento da pandemia. O uso de máscaras em todos locais de acesso público é obrigatório.

Fase vermelha

Podem funcionar apenas os serviços considerados essenciais, sendo:
Hospitais;
Clínicas de saúde;
Farmácias;
Mercados;
Padarias;
Açougues;
Postos de combustíveis;
Lavanderias;
Meios de transporte coletivo, como ônibus, trens e metrô;
Transportadoras, oficinas de veículos;
Atividades religiosas;
Hotéis, pousadas e outros serviços de hotelaria;
Bancos;
Pet shops.
Assessoria PMA
+ VEJA TAMBEM