01 de Dezembro de 2022
20º/30º
Notícias - Local

Moradora de Paraguaçu embarca com grupo de dançarinas para apresentar musical na Disney

Zeine Roça Almeida, de 60 anos, moradora de Paraguaçu Paulista (SP), também terá aulas de dança com coreógrafos da Broadway, em 10 dias de viagem pra os EUA.

"Os sonhos existem para se tornarem realidade" é uma das frases mais marcantes de Walt Disney. Ela representa o atual momento de 44 idosas que integram um grupo de dança e apresentam um musical em um dos palcos do parque temático de Orlando, nos Estados Unidos.

Uma das dançarinas é Zeine Roça Almeida, de 60 anos, moradora de Paraguaçu Paulista (SP). Zeine contou que o grupo mal vê a hora de levar o ritmo brasileiro ao território norte-americano, no dia 15 de outubro.

Divulgação - Idosa de Paraguaçu Paulista embarca com grupo de dançarinas para apresentar musical na Disney — Foto: Zeine Roça Almeida /Arquivo pessoal
Idosa de Paraguaçu Paulista embarca com grupo de dançarinas para apresentar musical na Disney — Foto: Zeine Roça Almeida /Arquivo pessoal


"Esse convite veio direto de uma empresa de caça-talentos. A Disney prontamente concordou por nunca ter tido um grupo de senhoras dançando. Somos o primeiro grupo sênior a dançar nesses palcos. Então, é um privilegio muito grande. Vai ser encantador", diz.

Ainda sem acreditar que embarcará para a Disney nesta segunda-feira (10), Zeine lembrou que, além de se apresentar nos palcos na "terra da magia", ainda terá uma aula de dança com coreógrafos da Broadway, em Nova Iorque.

"Muita alegria, muito aprendizado. Sempre gostei muito de dançar, desde novinha, mas nunca em grupo. Agora tenho aprendido as coreografias com o grupo. Quando a gente dança, se transporta para um estágio de alegria e isso é muito bom", conta.

Divulgação - Grupo de dançarinas da
Grupo de dançarinas da "melhor idade" se reúne para dançar e viajar juntas — Foto: Divas Dance /Divulgação


As brasileiras planejam ficar em Orlando de 12 a 17 de outubro para a apresentação e aulas de teatro nos parques da Disney. De 17 a 22 do mesmo mês, embarcam para Nova Iorque, onde também levam a bandeira do Brasil às ruas da cidade para apresentações.

Criação do projeto
O projeto Divas Dance foi criado em Brasília por Roberta Marques, em 2010, à pedido da avó, Hilda Alonso. O intuito foi juntar duas grandes paixões da idealizadora: dança e viagem.

Ela conta que a avó havia perdido o marido e queria retornar à rotina de exercícios. À época, Roberta era professora de dança já há 15 anos.

Divulgação - Moradora de Paraguaçu Paulista integra grupo de idosas que se reúne para dançar e viajar, desde 2012 — Foto: Divas Dance /Divulgação
Moradora de Paraguaçu Paulista integra grupo de idosas que se reúne para dançar e viajar, desde 2012 — Foto: Divas Dance /Divulgação


Para atender à família, Roberta criou o grupo e, ao longo da trajetória, percebeu que existiam mulheres da "melhor fase""que se interessariam em fazer parte.

"É um projeto que une a dança e viagens que, em minha opinião, são as melhores coisas da vida. Em janeiro, eles soltaram a programação de seis viagens ao ano. Cada uma decide qual quer fazer. No ano passado nós fomos para Angra dos Reis em 60 pessoas e foi uma delícia", ressalta.

Segundo Zeine explicou, o projeto se expandiu tanto que, hoje, possui salas em Salvador (BA), Palmas (TO) e em São Paulo.
Divulgação - Grupo de idosas em viagem para Angra dos Reis — Foto: Divas Dance /Divulgação
Grupo de idosas em viagem para Angra dos Reis — Foto: Divas Dance /Divulgação

G1
+ VEJA TAMBEM