11 de Abril de 2021
20º/30º
Notícias - Local

Mulheres ganham espaço no mercado de investimentos

Na semana da mulher, que tal conhecer uma área que até pouco tempo atrás era predominantemente masculina e agora o cenário é outro?

É fato que existam certas profissões que sempre foram vistas como um ambiente masculino. Porém, com o passar dos anos e a mudança de comportamento das pessoas, essas visões se tornaram banais. Um desses locais é o mercado de investimentos, que até pouco tempo atrás era predominantemente masculino e atualmente está muito diferente. Formada em economia pelo Insper (Instituto de Ensino e Pesquisa), uma das faculdades mais tradicionais na área, a assisense Mariana Hauer, 39 anos, é uma entre milhares de mulheres espalhadas pelo país que se apaixonaram pela área de investimentos.

Durante sua carreira na capital, Mariana presenciava um ambiente repleto de homens. Eram raras às vezes que encontrava mulheres em entrevistas de emprego.

"Quando fazia entrevistas, só tinham homens na sala e na empresa. O ambiente era totalmente masculino. Eram raras às vezes que mulheres buscavam pela vaga" comentou Mariana, em entrevista ao Portal AssisCity.

A assisense, que tem um vasto currículo, com passagens por empresas como a Bolsa de Valores, Banco Itaú, Banco ABC Brasil, Thomson Reuters e XP Investimentos, afirma nunca ter sofrido situações de machismo, porém, já presenciou e eram comuns em casos de gestação.

"Nunca sofri nenhuma situação de machismo. Porém, já trabalhei em locais que quando as mulheres engravidavam e tiravam licença maternidade, quando voltavam eram demitidas. Atualmente esse cenário mudou, o que é um ponto positivo", afirmou a economista.

O mundo mudou, o setor de investimentos cresceu e a visão da mulher na área também. Se antes muitas possuíam receio em entrar em uma área totalmente masculina, de uns tempos para cá isso não existe mais. Tanto é que Mariana recebe diversas propostas para ensinar jovens universitárias ou interessadas na área de investimentos para que ela as auxilie.

"A visão feminina com o investimento mudou. Muitas me procuraram para ensinar e indicar os melhores caminhos para entrarem na área. Se em 2001, apenas 15% das mulheres investiam, em 2021 é uma em cada três, isso dá 33%" , disse Mariana de maneira otimista com o crescimento feminino na área nos próximos anos.

Os desafios ainda existem para as que querem ou entram na área. Apesar do aumento do número de mulheres, ainda é um ambiente com maioria masculina, porém, a competência é algo exclusiva de cada pessoa.

"A dica que posso dar para mulheres que buscam entrar no mercado de investimentos é que elas se imponham e mostrem seus méritos. A competência vai trazer coisas boas", afirmou Mariana.

Atualmente, Mariana é sócia do escritório GR Capital em Assis e atua como assessora de investimentos. O local, filiado a XP, uma das maiores corretoras independentes do Brasil, atende os clientes da empresa na cidade.

Divulgação - Mariana, investidora com experiência na área
Mariana, investidora com experiência na área

Redação AssisCity
+ VEJA TAMBEM