18 de Junho de 2021
20º/30º
Notícias - Local

Sobrinho-neto de Antônio Ermírio de Moraes e mais quatro pessoas morrem em acidente


O casal Letícia e José Eduardo Ermírio de Moraes sobrinho-neto de Antônio Ermino de Moraes, presidente do grupo Votorantin



Atualizada às 13h08 - 04/02/2013

Monomotor aterrissa em Assis e leva o corpo de jovem empresário morto em queda de avião

Um avião de pequeno porte, modelo King Air C90B, prefixo PP - AJV caiu na noite deste domingo (03), em uma propriedade rural de Cândido Mota, a 432 quilômetros de São Paulo. A rota pretendida era Maringá (PR)/ São Paulo.

O avião era ocupado por cinco pessoas que morreram na hora, entre eles, José Eduardo Ermírio de Moraes, 29 anos, que morava em São Paulo, sobrinho-neto do empresário Antônio Ermirio de Moraes, presidente do Grupo Votorantin. Também estava no avião, a noiva dele, Letícia Piveta Assunção, de 25 anos e a mãe dela, Elizete Piveta, de 44 anos ambas de Maringá.

O piloto Luis Henrique Marcondes, de 58 anos e a co-pilota, a esposa Luciana Aguiar da Costa e Souza, 35 também morreram na hora.

O Corpo de Bombeiros deixou o local por volta das 4horas da madrugada desta segunda-feira (04). O avião caiu em meio a uma plantação de soja e em decorrência da chuva do domingo a estrada rural estava com muito barro e prejudicou a chegada do Corpo de Bombeiros e Policia Militar

Uma pane pode ter sido responsável pela queda do avião. Momentos antes do acidente o piloto comunicou a torre de Curitiba(PR) que iria fazer um pouso forçado no Aeroporto Estadual de Assis, cidade mais próxima a Cândido Mota e que possui aeroporto. Técnicos do Cenipa (Centro de Investigação e prevenção de acidentes da Aeronáutica) vai apurar as causas do acidente. Paralelamente, a Polícia Civil de Cândido Mota também já instaurou um inquérito.

Um avião fretado pela família de José Eduardo Ermírio de Moraes, decolou às 11h30 desta segunda-feira, do Aeroporto de Assis, levando o corpo do jovem empresário para a cidade de São Paulo, onde haverá o velório e sepultamento.

Já os corpos de Elizete Piveta e da filha, Letícia foram liberados por volta das 3h da manhã e seguiram de carro funerário até a cidade de Maringá/PR para velório e sepultamento. Dois tios de Letícia vieram a Assis e fizeram o reconhecimento no IML local. Todos os corpos ficaram mutilados.

O corpo do casal, o piloto Luis Rodrigues Marcondes Filho, de 58 anos e a esposa, a co-pilota, Luciana Aguiar da Costa e Souza foram liberados nesta segunda-feira às 11h15. Eles foram levados para São Paulo e serão cremados.

Nota

Em nota, o Grupo Votorantim lamentou o acidente. Veja a íntegra:

"O Grupo Votorantim confirma, com profundo pesar, que uma das vítimas do acidente aéreo ocorrido na noite de domingo (4), em Cândido Mota (SP), era José Eduardo Ermírio de Moraes, filho de José Ermírio de Moraes Neto, membro do conselho de administração da Votorantim.

A companhia lamenta o acidente e estende seus sentimentos aos familiares das demais vítimas."


Sargento Alexandre Gracioso, do Corpo de Bombeiros de Assis


O cheiro de combustível no local do acidente era muito forte. De acordo com o sargento do Corpo de Bombeiros Alexandre Gracioso, não há probabilidade da aeronave se incendiar. "Apesar do cheiro de gasolina o local está preservado e não há risco do avião pegar fogo."

Testemunhas


Vice-prefeito de Cândido Mota e proprietário das terras onde o acidente foi registrado


A queda do avião foi registrada na plantação de soja do vice-prefeito de Cândido Mota, Luiz Antônio Bonini de Paiva que fica a aproximadamente 3 km das margens da rodovia Benedito Pires, em Cândido Mota.

Na hora da queda do avião, moradores das redondezas disseram que ouviram um barulho muito alto seguido por um estrondo. O candidomotense Carlos Delantonia foi um dos voluntários que ajudou o Corpo de Bombeiros e a Polícia Militar a chegar até o local. "Eu estava la em casa e escutei um barulho muito forte, ele estava meio girando. Aí quando a gente foi ver era isso aí. Não tive nem coragem de chegar perto. Nós estamos dando uma mão para os policiais né, choveu e tá muito difícil. É a primeira vez que eu estou vendo isso. Muito triste".


O candidomotense Carlos Delantonia foi um dos voluntários que auxilou a PM e Corpo de Bombeiros a chegarem no local


Por ficar a aproximadamente 3km da rodovia, a chegada até o local foi muito difícil. Natan Oliveira, também foi um dos primeiros a chegar no local. Ele tem um carro modelo pick-up e inclusive auxiliou a equipe do Assiscity.com chegar até o local do acidente e fazer todo o registro . O barro deixou a pista muito escorregadia e por pouco não ficamos atolados.

Natan levou a equipe de reportagem do Assiscity até o local do acidente




Avião modelo modelo Air King prefixo PP - AJV que provavelmente decolou de Maringá e caiu em Cândido Mota


,
Redação Assiscity.com/ Fotos: Bruna Fernandes
+ VEJA TAMBEM