Buscar no site

Tarcísio anuncia estrutura de secretarias do próximo governo de SP

Apenas uma pasta não teve titular anunciado

Agência Brasil

  • 22/12/22
  • 17:00
  • Atualizado há 61 semanas

Tarcísio anuncia estrutura de secretarias do próximo governo de SP (Foto © Marcelo Camargo/Agência Brasil)
Tarcísio anuncia estrutura de secretarias do próximo governo de SP (Foto © Marcelo Camargo/Agência Brasil)

O governador eleito de São Paulo, Tarcísio de Freitas, anunciou hoje (21) a nova estrutura de secretarias do governo estadual e os nomes que devem ocupar as pastas a partir do ano que vem. A única secretaria que ainda não tem o nome definido é a de Ciência e Tecnologia. De acordo com Freitas, o titular já foi escolhido, porém ainda precisa se descompatibilizar do cargo que ocupa atualmente.

O próximo governo terá 23 secretarias, mesmo número que o atual. No entanto, foram criadas novas pastas e algumas atuais foram fundidas ou extintas. Entre as mudanças está a criação da Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação, que deverá gerir, além da política habitacional, o planejamento das regiões metropolitanas.



"Região metropolitana não pode ser só um arranjo político e administrativo, tem que efetivamente nos ajudar a desenhar políticas públicas, principalmente aquelas que interagem, que conversam entre si, como é o caso da política de habitação, de transportes e de saneamento. O planejamento integrado é fundamental", ressaltou o governador eleito ao explicar as funções da nova secretaria. A pasta será comandada por Marcelo Cardinale Branco, que já foi presidente da Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano do Estado (CDHU).

Foi criada também uma Secretaria de Políticas para as Mulheres que, como destacou Freitas, foi uma promessa de campanha. A secretária da pasta será Sonaira Fenandes, vereadora da cidade de São Paulo pelo Republicanos.

Entre os nomes anunciados para ocupar o comando das secretarias estaduais, cinco são de mulheres. Freitas disse que apesar de ter poucas mulheres e pessoas negras no primeiro escalão do governo, as políticas públicas estaduais terão foco nos grupos vulnerabilizados. "Você não pode olhar a cor do secretariado, você tem que olhar a qualidade da política pública, é ali que mora a inclusão", defendeu.

Sabesp

Para comandar a Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp), o governador eleito diz que procura um nome capaz de trazer uma avaliação sobre os possíveis benefícios da privatização da empresa estadual. "Perfis ligados à privatização e ao setor privado na área de saneamento", enfatizou.

Segundo Freitas, a estatal de saneamento será privatizada se os estudos indicarem que o processo vai permitir redução na tarifa e universalização dos serviços de tratamento e água e esgoto.

Cracolândia

Sobre o papel que o vice-governador eleito, Felício Ramuth, terá no futuro governo, Freitas disse que ele deverá atuar nas ações que envolvem diversas secretarias, como na Cracolândia, região do centro da capital paulista conhecida pela grande população em situação de rua e pelo consumo de drogas.

"A questão da Cracolândia envolve a atuação de várias secretarias, não é uma questão de polícia, não é uma questão só de saúde pública, não é uma questão de habitação, de assistência social, é uma questão de todas elas", exemplificou.

Secretariado

Os nomes anunciados para os cargos de secretário no futuro governo são:

Secretaria de Saúde - Eleuses Paiva

Secretaria de Educação - Renato Feder

Secretaria de Governo e Relações Institucionais - Gilberto Kassab

Casa Civil - Arthur Lima

Secretaria de Meio Ambiente, Infraestrutura e Logística - Natália Resende

Secretaria de Segurança Pública - Guilherme Derrite

Secretaria de Administração Penitenciária - Marcello Streifinger

Secretaria de Comunicação - Lais Vita

Secretaria de Fazenda e Planejamento - Samuel Kinoshita

Secretaria de Desenvolvimento Econômico - Jorge Lima

Secretaria de Negócios Internacionais - Lucas Ferraz

Secretaria de Parcerias em Investimentos - Rafael Benini

Secretaria de Gestão e Governo Digital - Caio Paes de Andrade

Secretaria de Turismo e Viagens - Roberto de Lucena

Secretaria de Políticas para as Mulheres - Sonaira Fernandes

Secretaria de Justiça e Cidadania - Fábio Prieto

Secretaria de Transportes Metropolitanos - Marco Assalve

Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação - Marcelo Branco

Secretaria de Cultura e Economia Criativa - Marília Marton

Secretaria de Agricultura e Abastecimento - Antônio Junqueira

Secretaria de Desenvolvimento Social - Gilberto Nascimento Júnior

Secretaria de Esportes - Helena Reis

Além desses também foram anunciados os seguintes nomes para cargos chave no próximo governo:

Secretaria Especial de Projetos Estratégicos - Guilherme Afif Domingos

Chefe do escritório de representação em Brasília - José Vicente Santini

Secretaria Extraordinária da Casa Militar e Defesa Civil (compõe a SSP) - Henguel Pereira

Superintendência do DER (compõe a Sec. de Meio Ambiente, Transportes e Logística) -Sérgio Henrique Codelo Nascimento

Procuradoria Geral do Estado - Inês dos Santos Coimbra

Instituto Butantan - Esper Kallás

Receba nossas notícias em primeira mão!

Mais lidas
Ver todas as notícias locais
Colunistas Blog Podcast
Ver todos os artigos