27 de Novembro de 2021
20º/30º
Notícias - Região

Autor de feminicídio em 2019 é condenado a mais de 14 anos de prisão em regime fechado

Samuel Marcos Carriel confessou ter matado a facadas sua companheira "Celina"

O autor do homicídio de Aurélia Lopes, conhecida pelo apelido de "Celina", morta a facadas em Assis na tarde de 17 de outubro de 2019, Samuel Marcos Carriel, foi condenado em júri a 14 anos, 4 meses e 24 dias de reclusão em regime fechado.

Segundo se apurou, Samuel e "Celina" viviam maritalmente e após discussão ele a atingiu com três golpes de faca, que atingiram o fígado, o rim e a aorta. Após o crime, Samuel fugiu e vizinhos que ouviram o pedido de socorro da vítima, que estava deitada na calçada, acionaram a polícia. Ela foi socorrida, mas não resistiu aos ferimentos.

Divulgação - Rua onde aconteceu o crime em 2019 - Foto: Internet
Rua onde aconteceu o crime em 2019 - Foto: Internet


O crime ocorreu na Rua Pedro Álvares Cabral na Vila São Benedito em Assis e a motivação da discussão foi a suspeita que ela tivesse atendido ao pedido de outro rapaz para usar droga em troca de relação sexual, porém, esse fato não ocorreu.

Samuel foi localizado, preso e confessou o crime, relatou com detalhes a prática do homicídio. Em seu depoimento ainda, Samuel informou que eles viviam maritalmente há cerca de seis meses e confessou que ambos eram usuários de droga e bebida alcoólica, sendo que as brigas sempre ocorriam por esse motivo.

A Justiça de Assis informa não ser cabível a substituição da pena privativa de liberdade por restritiva de direitos e nem a suspensão de seu cumprimento, tendo em vista a quantidade da pena e a reincidência.
Redação AssisCity
+ VEJA TAMBEM