20 de Janeiro de 2021
20º/30º
Notícias - Região

Caso de padre tupãense que teria sofrido racismo em Adamantina é citado em reportagem de site da BBC Brasil

Reportagem do site BBC Brasil mostra casos de intolerância racial contra padres.

Um caso polêmico que 'dividiu' a comunidade católica em Adamantina, em 2014, volta a ocupar espaço, desta vez no site da BBC Brasil, que nesta segunda-feira (4) publicou a reportagem 'Os padres alvo de ataques racistas dos próprios fiéis no Brasil'. O site, destinado ao público brasileiro, é um serviço da BBC de Londres.

A publicação faz um panorama sobre casos de racismo cometidos contra padres negros. O texto cita um episódio envolvendo o frei franciscano David Raimundo dos Santos, em 1976, no interior de São Paulo (sem informar a cidade), que foi alvo de preconceito por um seminarista.

Padre Wilson Luis Ramos.
Padre Wilson Luis Ramos.


Em seguida, cita o caso envolvendo o padre Wilson Luis Ramos, negro, que em fevereiro de 2013 foi nomeado pároco na Igreja Matriz de Santo Antônio, em Adamantina, onde ficou até o final de 2014, sucedido pelo padre Rui Rodrigues da Silva, atual pároco.

O padre Wilson Luís Ramos alegou ter sido vítima de discriminação por parte de alguns fiéis. Houve quem dissesse que deveriam trocar o galo de bronze do alto da igreja por um urubu, diz o site BBC Brasil. Depois de um ano e dez meses na paróquia, o sacerdote foi transferido para o Santuário Nossa Senhora de Fátima, em Dracena, onde assumiu como pároco e reitor. Procurado pela reportagem, o padre Wilson não quis dar entrevista, continuou o site.

Outro caso de preconceito racial citado pela BBC foi registrado na Paróquia Nossa Senhora do Bom Conselho, em Serra Preta, a 150 km de Salvador (BA). A vítima da vez foi o Padre Gilmar Assis. No dia 3 de junho de 2017, ele disse ter tomado um susto ao ouvir um áudio no WhatsApp com ofensas e ameaças, como 'negão', 'burro' e 'animal'.

Ainda segundo o site BBC Brasil, uma recente demonstração de intolerância racial veio de Alfenas, a 335 km de Belo Horizonte (MG). Em setembro, o padre Riva Rodrigues de Paula, de 42 anos, assumiu como vigário da Paróquia São José e Nossa Senhora das Dores. Logo, a secretaria paroquial começou a receber os primeiros telefonemas pedindo que a matriz avisasse com antecedência quando ?o padre preto fosse celebrar a Santa Missa?.
Siga Mais
+ VEJA TAMBEM