09 de Agosto de 2022
20º/30º
Notícias - Região

Criança de 4 anos é esquecida dentro de ônibus escolar de Pedrinhas Paulista, Prefeitura abre sindicância

Prefeitura de Pedrinhas Paulista afasta monitora e motorista e abre sindicância

Na última quinta-feira, dia 23 de junho, uma criança de 4 anos foi esquecida dentro de um ônibus escolar da Prefeitura de Pedrinhas por uma monitora e pelo motorista. Ela permaneceu sozinha dentro do veículo por mais de 4 horas, sem alimentação e sem água.

O Portal AssisCity teve acesso ao boletim de ocorrência registrado nesta segunda-feira, dia 27, e para preservar a identidade da criança, a mãe não será identificada. Ela conta que na última quinta-feira, por volta das 6h30, deixou sua filha no ônibus, que passa em frente sua casa, para ir à escola, assim como faz todos os dias.

Porém, por volta das 14h30, a mãe foi informada que sua filha havia ficado dentro do ônibus, sozinha, mas que ela já tinha recebido atendimento e estava bem.

A mãe da menina ficou assustada e muito nervosa, e como nunca havia tido problema anteriormente com transporte resolveu questionar e saber detalhes do fato. Assim, ela foi informada que sua filha havia ficado sozinha, das 6h40 até às 12h10 dentro do transporte escolar.

Ela contou ainda que a sorte maior foi que no dia do ocorrido, uma das escolas que o transporte passa acabou dispensando os alunos mais cedo, o que contribuiu para que o motorista voltasse para a garagem mais cedo e encontrasse a menina trancada.

"Graças a Deus o pior não aconteceu. Se não ela poderia ter ficado até às 15h trancada dentro do ônibus, sem oxigênio, quem sabe até sem vida. Minha filha ficou mais de 4 horas sozinha, com fome, sede e vontade de ir no banheiro" desabafa.

O outro lado

Tão logo teve conhecimento do caso, o prefeito de Pedrinhas, Fred Nicolau, que estava em São Paulo, determinou no dia seguinte aos fatos, antes mesmo do registro do Boletim de Ocorrência, o afastamento da monitora e do motorista das suas atividades e instaurou uma sindicância administrativa para apuração dos fatos. "No momento que tomei ciência do ocorrido pedi para que a família recebesse todo o suporte necessário e principalmente para que a criança fosse encaminhada para atendimento psicológico. Estamos dando todo o respaldo à família e acompanhando a criança. Os responsáveis vão responder pelo ato", diz o prefeito.
Redação AssisCity
+ VEJA TAMBEM