20 de Setembro de 2021
20º/30º
Notícias - Região

Declarações de vereadores contrários ao PL da causa LGBTQI+ viralizam nas redes sociais

Votação do Projeto de Lei N° 75/2021 que Instituiria o "Dia da Luta contra a LGBTfobia" no município de Assis teve 12 votos contra

Após votado e rejeitado o Projeto de Lei N° 75/2021 que Instituiria o "Dia da Luta contra a LGBTfobia" no Município de Assis, as declarações dos vereadores Fernando Vieira e Vanessa Eugênio, tiveram grande repercussão.

O projeto de lei tinha como proposta incluir a data no calendário oficial de eventos do município, com atividades para conscientização, prevenção, orientação e combate à LGBTfobia.



O Vereador Fernando Vieira em sua declaração pós voto alegou ter sido eleito pela família e que sua luta é voltada a ela.

"Não podemos permitir que verba pública seja destinada para ações desse tipo, isso vai contra a família, sem família não existem filhos, não existem crianças sãs", completando ainda com uma fala onde afirmava que a aprovação do projeto levaria "ideologização de gênero nas escolas, colocando isso no currículo escolar".

Já a vereadora Vanessa Eugênio minimizou em suas palavras a luta da classe LGBTQI+, quando afirmou que a luta das mulheres vai muito além da luta das pessoas LGBTs, afirmando ainda que a maior parte da violência contra homossexuais vem de seus parceiros.

"A comparação é desleal, a violência contra a mulher ela é gritante em todos os aspectos, já a violência contra os LGBT's, em 70% das vezes que isso ocorre é do próprio parceiro", declarou a vereadora.

Os vereadores foram procurados pela redação do Portal AssisCity, mas optaram por não se pronunciar.

Divulgação - Vereador Fernando Vieira e Vereadora Vanessa Eugênio
Vereador Fernando Vieira e Vereadora Vanessa Eugênio


Nas redes sociais muitos ativistas se pronunciaram após a 31° Sessão Ordinária desta segunda-feira, 13 de setembro.

Em entrevista ao Portal AssisCity, o assisense Thiago Colzini declarou "Nós queríamos informação, passar informação sobre a luta LGBTQI+, a luta que enfrentamos diariamente, queríamos que a população entendesse que sofremos, que somos agredidos física, verbalmente e psicologicamente, mas, infelizmente a bancada conservadora do nosso município nos coloca distante dos direitos que deveríamos ter", relatou Thiago.

Além da entrevista, Thiago acompanhou ao vivo a votação na Câmara e em suas redes sociais desabafou sobre vereadores que argumentaram contra o projeto.
"Falar que queremos sexualizar as crianças é ridículo. Nós queremos passar informação. Mas que eles também não se esqueçam que nós, LGBTs, somos eleitores, também vamos às urnas e escolhemos quem nos representa", finalizou o jovem.

Confira o nome dos vereadores que votaram contra a PL:

Alexandre Cachorrão, Dioniso de Genova, Douglas Azevedo, Edson de Souza, Fabio Alex Nunes, Fernando Vieira, Gerson Alves, Jonas Campos, Luís Antônio Ramão, Pastor Nivaldo, Rogerio Nascimento e Vanessa Eugenio.
Redação AssisCity
+ VEJA TAMBEM