06 de Outubro de 2022
20º/30º
Notícias - Região

Dia de Luta das Pessoas com deficiência: empresas de Assis valorizam a inclusão

Em boa parte da história, a rejeição e o preconceito foram atitudes tomadas pela sociedade, em relação às pessoas com deficiência (PcD), dificultando ainda mais sua inclusão em espaços públicos

Nesta quarta-feira, 21 de setembro é comemorado no Brasil, o Dia Nacional de Luta das Pessoas com Deficiência. Essa data foi oficializada em 2005, pela Lei nº 11.133/2005, com o objetivo de conscientizar sobre a importância do desenvolvimento de meios de inclusão dessas pessoas na sociedade.

Em boa parte da história, a rejeição e o preconceito foram atitudes tomadas pela sociedade, em relação às pessoas com deficiência (PcD), dificultando ainda mais sua inclusão em espaços públicos. Pensando nisso, o Portal AssisCity conversou com algumas empresas de Assis e região que investem e valorizam na promoção e inclusão dessas pessoas no mercado de trabalho.

A Energisa é maior grupo privado do setor elétrico e já conta com 117 anos de história. A empresa foi uma das primeiras a abrir capital no Brasil. A companhia controla 11 distribuidoras pelo país.

Já, a NovAmérica, é uma empresa de Gestão Agrícola, sediada no município de Tarumã e atua desde 1944 no ramo do agronegócio, produzindo cana de açúcar e grãos, no Vale do Paranapanema.

Oportunidades

Em entrevista, sobre a obrigatoriedade à empregabilidade dessas pessoas, a Energisa afirma que uma parte dos colaboradores são PcD's, mas que o real objetivo é priorizar pessoas pela habilidade e capacidade profissional e não pela deficiência.

"Muitas organizações contratam apenas por cotas, para manter a determinação e não serem penalizados. Aqui na Sul Sudeste, a pessoa não é uma cota, é um profissional", afirma Tais Ricci, analista de RH na Energisa Sul-Sudeste.

"Por isso, muitos colaboradores não sabem que o outro possui deficiência, esses são integrados às equipes de forma natural, como todos", completa.

A empresa tem o trabalho interno de engajar os colaboradores, para mostrar que eles são pessoas que podem desenvolver habilidades como qualquer outro, sem distinção de gênero, deficiência, raça, religião ou qualquer outra característica.

Com o objetivo de instituir uma cultura de inclusão de PcD's, a NovAmérica iniciou a implantação de práticas estruturadas com base nos valores da empresa.

Em 2021 foi criado um Comitê responsável pelo acompanhamento da implantação do "Programa de Inclusão e Diversidade" na empresa, focado inicialmente na inclusão de profissionais com deficiência e posteriormente abordando demais temas acerca da diversidade.

Divulgação - Colaboradora Vanessa (PcD) - Foto: Divulgação NovAmérica
Colaboradora Vanessa (PcD) - Foto: Divulgação NovAmérica


"A pessoa com deficiência, assim como qualquer minoria, deve ser alvo de ações afirmativas nas organizações, de maneira que estes profissionais tenham oportunidades de demonstrar seus talentos, compreendendo que para tal, todos devem ser tratados com equidade", diz Vinícius, supervisor da área de Desenvolvimento Humano e Organizacional.

Integração

Questionada sobre a integração e as garantias dadas aos PcD's no trabalho, a analista da Energisa conta que a conduta de inclusão, começa no processo seletivo, conduzindo sempre com respeito e empatia.

"Uma vez que contratamos as pessoas por suas habilidades, temos o cuidado de certificar que a pessoa com deficiência poderá exercer a função para a qual foi contratada com segurança, dentro de suas restrições físicas", comenta.

"Além disso, líderes e colaboradores são estimulados a participarem desse ambiente de trabalho inclusivo, que não limita a pessoa com deficiência. O profissional PcD pode ter algumas restrições, mas ele é plenamente capaz de ser colaborativo, proativo, inovador e são essas características que esperamos de todos os nossos profissionais", finaliza Thaís.

A NovAmérica contratou recentemente uma consultoria, especializada na inserção de PcD's no mercado de trabalho e com isso todo o time de Desenvolvimento Humano Organizacional (DHO), juntamente com o Comitê de Diversidade e gestores, foram capacitados e sensibilizados ao tema.

"Foi realizada uma revisão na nossa plataforma de cadastro de currículos no site, para preenchimento e informações mais específicas para esses candidatos", afirma Bete, Coordenadora da área de Desenvolvimento Humano Organizacional.

"Implantamos ferramentas de acessibilidade em nosso site. Realizamos divulgações de vagas exclusivas para PcD's e formamos um banco de talentos para oportunidades futuras, até o momento conseguimos absorver 50% dos talentos mapeados", finaliza.

Divulgação - Colaborador James (PcD) - Foto: Divulgação NovAmérica
Colaborador James (PcD) - Foto: Divulgação NovAmérica


Curiosidades

O Grupo Energisa tem uma rede social corporativa, onde todos colaboradores têm voz e podem postar fotos, vídeos, textos, comentar.

Então, a empresa teve a ideia de convidar colaboradores PCDs a postarem vídeos, falando da sua rotina de trabalho e experiência na Energisa.

Divulgação - Rede social corporativa da Energisa /
Rede social corporativa da Energisa / "Fala aí" - Foto: Divulgação Energisa


Neste mesmo canal, uma colaboradora PcD, divulgou o livro que ela mesma escreveu, contando sua experiência de vida e desafios na luta contra a escoliose.

"Essa rede social interna, é mais uma ferramenta de integração e estímulo à diversidade e respeito que devem estar presente na rotina de todos os nossos profissionais, da liderança ao operacional", finaliza Thaís.

Assim sendo, a luta deve ser constante, e o Dia Nacional de Luta das Pessoas com Deficiência é uma oportunidade para demonstrar força na busca pelos direitos dessas pessoas.
Redação AssisCity
+ VEJA TAMBEM