02 de Junho de 2020
13º/27º
NOTÍCIAS » REGIÃO

Empresas desrespeitam decreto e Polícia Militar faz fiscalização em Assis

Denúncias devem ser feitas pelo 190

Na manhã desta terça-feira, 7 de março, algumas empresas que estão proibidas de funcionar durante a quarentena do coronavírus desrespeitaram o decreto estadual e abriram suas portas em Assis.

De acordo com o documento, assinado pelo governador João Doria nesta segunda-feira, 6 de abril, os estabelecimentos que prestam serviços considerados não essenciais deverão permanecer fechados até o dia 22 de abril, com exceção para os locais que vendem chocolates para a Páscoa e que devem atender de acordo com as orientações.

Leia mais: Quarentena será prorrogada até o dia 22 de abril, anuncia o governador João Doria

Fiscalização

A Polícia Militar de Assis está orientando a população sobre como denunciar as empresas e comércios que estão em funcionamento durante a quarentena, contrariando o decreto do governo estadual.

De acordo com Trigésimo Segundo Batalhão de Polícia Militar do Interior, sediado em Assis e responsável pelo policiamento ostensivo preventivo na região, a PM manterá o apoio à fiscalização, inclusive durante a prorrogação da quarentena, que segue até o dia 22 de abril.

O Batalhão informou, por meio de nota, que grande parte das ocorrências atendidas atualmente são devido ao não cumprimento das medidas incluídas no decreto e que a Policia Militar estará sempre à disposição da população para averiguar tais denúncias, agindo preventivamente e sem prejuízo do policiamento.

Divulgação - Lojas de serviços não essenciais devem permanecer fechadas até 22 de abril, segundo decreto estadual
Lojas de serviços não essenciais devem permanecer fechadas até 22 de abril, segundo decreto estadual


Como denunciar

A PM informou que as denúncias contra comerciantes, que ferem o decreto em questão, o proprietário do local é orientado. Também é registrado um boletim de ocorrência no local, que é encaminhado posteriormente à Polícia Civil.

No caso de persistir em desobedecer ao decreto, o responsável pelo estabelecimento será conduzido até a Delegacia da Polícia Civil, para as devidas providências legais, além do boletim de ocorrência da Polícia Militar.

A orientação é que o cidadão que ligue para o 190 ao invés de tentar resolver no local, o que pode gerar discussão, tomando maiores proporções e gerar outra ocorrência.

Outra orientação importante é para que todos se atentarem às higienes básicas preventivas, além de se atentarem ao decreto, em questão de data e possíveis mudanças, pois o combate é responsabilidade de todos.

A nota também afirma que, desde que não prejudique o planejamento policial, se solicitada, a PM apoiará agentes da prefeitura, desde que esteja alinhada com o decreto estadual.

"Em todas ocorrências, recomendamos, posterior ao atendimento, higienização das áreas de contato, de preferência com álcool em gel”, reforça.

Assista à entrevista da TV AssisCity com o Major PM Carbonari:



Devem seguir funcionando durante a quarentena:

• Hospitais, clínicas, farmácias e clínicas odontológicas;
• Transporte público;
• Transportadoras e armazéns;
• Empresas de telemarketing;
• Petshops;
• Deliverys;
• Supermercados, mercados e padarias;
• Limpeza pública;
• Postos de combustível;
• Lojas de peças e acessórios veicular, e oficinas mecânicas de automóveis.

Deverão seguir fechados:

• *Bares;
• *Restaurantes;
• *Cafés;
• Casas noturnas;
• Shopping centers e galerias;
• Academias e centros de ginástica;
• Espaços para festas, casamentos, shows e eventos;
• Escolas públicas ou privadas.

*Bares, cafés e restaurantes podem manter o funcionamento em sistema de delivery, drive thru ou outra forma de venda sem consumação ou aglomeração de pessoas no estabelecimento.

Redação AssisCity
+ VEJA TAMBÉM