24 de Janeiro de 2021
20º/30º
Notícias - Região

Família de assisense vítima de afogamento em Iepê alega falta de informação sobre os riscos da cachoeira

Segundo a família, no local não há sinalização sobre a profundidade da cachoeira

A família do obreiro assisense Wellington Souza da Costa de 28 anos que morreu vítima de afogamento no dia 25 de dezembro em uma cachoeira em Iepê, alerta para a falta de sinalização no local informando os banhistas sobre a profundidade do local.

De acordo com Wellita Salviano da Costa, a cachoeira onde seu irmão se afogou pertence a uma propriedade particular, mas é frequentada por muitos banhistas.

"A cachoeira é pequena, parece um poço devido a sua profundidade. Justamente por ser pequena, não nos atentamos para a profundidade e toda minha família visitava o local. No dia que meu irmão se afogou ele havia ido com familiares de sua esposa e viu que seu sobrinho estava se afogando e tentou retirar o menino. Assim que salvou o menino ele foi puxado pela correnteza, que forma uma espécie de redemoinho na cachoeira e puxa as pessoas para baixo", conta.

Divulgação - Wellington Souza da Costa morreu afogado após salvar sobrinho na cachoeira
Wellington Souza da Costa morreu afogado após salvar sobrinho na cachoeira


Wellita informa que no local há uma placa escrito que o espaço é aberto para banho, mas não informa os riscos.

"Ficamos apreensivos de que outras famílias passem pelo que passamos. Sabemos que pouco antes do meu irmão se afogar uma outra pessoa também se afogou em uma cachoeira em Iepê e por isso consideramos necessária a colocação de sinalização alertando para os riscos. Além do mais, a cidade não tem unidade do Corpo de Bombeiros e é preciso esperar que o socorro venha de outras cidades", ressalta.

O tenente PM Marcos Antonio Machado Junior, do Grupamento do Corpo de Bombeiros de Presidente Prudente, explica que esses locais rurais geralmente são particulares, de propriedade privada e que se é explorado pelo estabelecimento, este deve criar condições para prevenção de acidentes.

"A orientação é para que os banhistas procurem locais onde há a presença de guarda-vidas e que respeitem as sinalizações", adverte.

divulgação - Cachoeira em Iepê
Cachoeira em Iepê

Redação AssisCity
+ VEJA TAMBEM