23 de Janeiro de 2022
20º/30º
Notícias - Região

Família de contador assassinado pede justiça em júri popular

Roberto Donizete da Cruz morreu no dia 13 de fevereiro após ser agredido em uma briga

Nesta quarta-feira, 1° de dezembro, Jairo Claudinei de Medeiros, acusado de matar o contador Roberto Donizete da Cruz, de 53 anos, em uma briga no Clube da Terceira Idade de Assis, irá a júri popular.

Jucelina Aparecida dos Santos, viúva do contador, entrou em contato com o Portal AssisCity para pedir justiça pela morte do marido.

Divulgação - Roberto e Jucelina, casados há 10 anos - Foto: Divulgação
Roberto e Jucelina, casados há 10 anos - Foto: Divulgação


Ela disse que o júri será realizado sem a presença da família devido à pandemia e normas sanitárias, por isso os familiares da vítima não poderão acompanhar a decisão judicial. "Nossa família quer justiça, justiça pelo meu esposo, é só o que pedimos", declarou Jucelina.

Relembre o caso

Na noite de 10 de fevereiro de 2019, o contador Roberto Donizete foi vítima de uma agressão que ocorreu no Clube da Terceira Idade em uma festa de Flashback.
Durante a briga, Roberto tentou apaziguar a discussão, quando o acusado deu um soco na vítima, que caiu e bateu a cabeça.

Divulgação - Roberto Donizete, 53 anos, morto em 2019 - Foto: Divulgação
Roberto Donizete, 53 anos, morto em 2019 - Foto: Divulgação


Roberto foi socorrido e levado para a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) e logo após foi transferido para um hospital de Marilia onde, no dia 13 de fevereiro, foi constatada a morte cerebral.
Redação AssisCity
+ VEJA TAMBEM