Buscar no site

Família de Ibirarema reencontra irmão após separação de 27 anos

Reencontro foi marcado por muita emoção

Redação AssisCity

  • 09/12/23
  • 10:00
  • Atualizado há 11 semanas

Os reencontros familiares são por si só, momentos únicos e especiais que ficam gravados na memória e trazem alegria e felicidade. E esses reencontros se tornam ainda mais especiais quando acontecem após mais de 20 anos de separação.

Foi assim que aconteceu com a família de Renato Toledo, morador de Ibirarema, que após 27 anos de separação e longos anos de busca, finalmente encontrou seu irmão João Paulo, hoje conhecido como Junior, neste mês de novembro.

O reencontro de Junior com a família biológica foi possível graças as redes sociais. Renato conta que a família já buscava pelo irmão em abrigos, mas nunca obtiveram sucesso, até que um dia receberam uma mensagem de Junior no Facebook. "Ele encontrou a certidão de nascimento que tinha o nome da minha mãe e resolveu pesquisar pelo sobrenome no Facebook. Foi quando a esposa dele me encontrou através de um perfil antigo que eu tinha, então começamos a conversar e quando vimos a certidão, confirmamos que ele era nosso irmão desaparecido", conta.



Reprodução/Arquivo Pessoal - Junior com seu pai e irmãos em Ibirarema - Foto: Reprodução/Arquivo Pessoal
Junior com seu pai e irmãos em Ibirarema - Foto: Reprodução/Arquivo Pessoal

O reencontro

Renato, seus pais, Divina Teodoro de Toledo e Mario da Cruz, os irmãos José Mario, Rafael, Ana Paula e Guilherme, se reencontraram com Junior em Ibirarema no sábado, 13 de novembro.

Segundo Renato o reencontro foi marcado por muita emoção, pois era algo que a família esperava a muito tempo. "Foi muito lindo porque era algo que esperávamos a vida toda. Os pais adotivos não estiveram presentes, mas ficaram muito felizes por saber que ele tinha outra família", contou.

Junior, hoje com 27 anos e morador de Cruzália, também ficou muito emocionado por reencontrar seus pais biológicos e conhecer mais sobre sua própria história. "Eu sempre carreguei a certidão comigo e sempre tive vontade de encontrar minha família biológica para saber minha história. Fiquei muito feliz com o reencontro, em saber que eu tinha mais irmãos e pais que fizeram de tudo por eles e nunca desistiram de me encontrar", disse.

Reprodução/Arquivo Pessoal - Junior com seu pai Mário - Foto: Reprodução/Arquivo Pessoal
Junior com seu pai Mário - Foto: Reprodução/Arquivo Pessoal

A separação

A separação de Junior dos pais biológicos aconteceu em 1996, quando Divina Teodoro de Toledo deu à luz a João Paulo Toledo, hoje conhecido como Junior, na cidade de Ibirarema. Mãe de seis filhos e passando por dificuldades, Divina entrou em depressão e começou a ter problemas com álcool, deixando as crianças sob os cuidados do marido, Mario da Cruz.

De acordo com a família, um dia, quando João Paulo tinha apenas 9 meses de vida, ficou muito doente. O pai, então, o levou ao hospital na cidade de Palmital. Renato conta que após passar pelos cuidados médicos, João não foi liberado pela Assistência Social para voltar para a casa devido à ausência da mãe no hospital. Foi enviada, na época, uma carta para que Divina fosse buscar o pequeno João Paulo, mas devido aos problemas que a mãe enfrentava naquele momento, ninguém foi buscá-lo e o menino acabou sendo encaminhado para adoção.

Naquela época, ainda muito pequenos, as crianças não entendiam bem a situação, mas ao longo do tempo, já adultos, resolveram procurar pelo irmão que havia sido adotado. Renato conta que a família procurou em vários lugares, inclusive abrigos, mas não tinham sucesso na busca por João Paulo, porém, mesmo diante das dificuldades, eles não desistiram. Alguns anos mais tarde, essa busca deu frutos, com o contato de João Paulo, agora Junior, pelas redes sociais, a família se reuniu novamente após 27 anos.

Receba nossas notícias em primeira mão!

Mais lidas
Ver todas as notícias locais
Colunistas Blog Podcast
Ver todos os artigos