17 de Agosto de 2022
20º/30º
Notícias - Região

Motorista embriagado e com aves em situação de maus-tratos se envolve em acidente e acaba preso

Homem bateu em picape que aguardava em fila para pagar o pedágio na praça da SP-425, em Indiana (SP). Crimes ambientais renderam ao envolvido R$ 29 mil em multas.

A Polícia Militar Rodoviária registrou um acidente de trânsito na praça de pedágio de Indiana (SP), na Rodovia Assis Chateaubriand (SP-425), na noite deste sábado (2). Um dos condutores envolvidos foi preso, pois estava embriagado. Ele também levava animais em situação de maus-tratos e mantinha aves em cativeiro, o que lhe rendeu R$ 29 mil em multas.

Durante o atendimento, os policiais constataram a condição de embriaguez em um dos condutores. Ele, além de inabilitado e com o veículo em más condições de conservação, fazia o transporte de três galos feridos, em condições de maus-tratos.

Motorista embriagado fazia o transporte de três galos feridos, em condições de maus-tratos — Foto: Polícia Rodoviária
Motorista embriagado fazia o transporte de três galos feridos, em condições de maus-tratos — Foto: Polícia Rodoviária


Sobre a dinâmica do acidente, a polícia contou que os veículos seguiam no sentido Regente Feijó a Martinópolis, e na praça de pedágio houve a choque do carro em uma picape que estava parada aguardando em fila o momento de realizar o pagamento.

O condutor do carro, um homem de 37 anos, apresentava sinais de embriaguez e foi convidado ao teste com etilômetro.

De acordo com a polícia, o bafômetro indicou índice que caracterizou o crime previsto no Artigo 306 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), que dispõe sobre "conduzir veículo automotor com capacidade psicomotora alterada em razão da influência de álcool".

Após o flagrante, o homem foi conduzido à Delegacia da Polícia Civil do município, onde pagou fiança e deve responder aos procedimentos criminais em liberdade.

O veículo foi apreendido e as aves encaminhadas à Polícia Militar Ambiental.

Carro foi apreendido pela polícia após o acidente — Foto: Polícia Rodoviária
Carro foi apreendido pela polícia após o acidente — Foto: Polícia Rodoviária


Crime ambiental

A Polícia Ambiental informou que foi acionada pelo Policiamento Rodoviário e verificou que os galos apresentavam ferimentos pós-rinha.

Com o envolvido, os policiais constataram, ainda, dois pássaros silvestres nativos das espécies Curió (Oryzoborus angolensis) e Coleirinho (Sporophila caerulescens) mantidos em cativeiro/gaiolas, sem autorização do órgão ambiental competente.

Foram lavrados dois Autos de Infração Ambiental (AIAs) em desfavor do motorista de 37 anos, sendo:

Artigo 29 da SIMA-05/2021 "Por praticar ato de maus-tratos a animais domésticos" no valor de R$ 27.000
Artigo 25, parágrafo 3°, inciso III da SIMA-05/2021 "Por ter espécimes da fauna silvestre nativa em cativeiro", no valor de R$ 2.000

A Polícia Ambiental esclareceu que as autuações foram majoradas ao dobro e ao triplo devido a reincidências genérica e específica, pois o envolvido foi flagrado em rinha de galo neste ano.

As aves silvestres foram soltas no habitat por apresentar sinais de captura recente e os galos estão na sede da Polícia Militar Ambiental de Presidente Prudente.
Portal G1
+ VEJA TAMBEM