14 de Agosto de 2020
20º/30º
NOTÍCIAS » REGIÃO

Mulher de 87 anos precisa de doação de sangue do tipo 'O negativo'

Jeorgina Machado está internada na Santa Casa de Assis

A família de Jeorgina Machado pede a ajuda de toda a comunidade para fazerem doações de sangue em Assis. Ela está internada na Santa Casa de Assis e precisa da doação de sangue para realizar uma cirurgia com urgência.

As doações devem ser do tipo sanguíneo O negativo, e devem ser feitas no Banco de Sangue do Hospital Regional, das 7h às 11h.

"Agradecemos desde já a todos que puderem ajudar. Basta informar o nome dela na recepção que já vão encaminhar a pessoa para o Banco de Sangue", diz a filha, Silmara Machado.

Como doar

Para doar basta comparecer ao Hemonúcleo do Hospital Regional de Assis, na Praça Dr. Symphrônio Alves dos Santos, s/n, de 2ª a 6ª feira, das 7h às 11h.

Para ser um doador de sangue é necessário: ter entre 18 e 65 anos; estar em boas condições de saúde; pesar no mínimo 50 quilos; estar bem alimentado; apresentar documento original com foto emitido por órgão oficial (Carteira de Identidade, Carteira de Trabalho ou CNH).

Alguns motivos que impedem temporariamente a doação de sangue: resfriado (neste caso aguarde 7 dias após desaparecimento dos sintomas); gestante; parturiente: (neste caso deve aguardar 90 dias após parto normal e 180 dias após cesariana); amamentando (se o parto ocorreu há menos de 12 meses); ingerido bebida alcoólica nas 12 horas que antecedem a doação; ter realizado tatuagem nos últimos 12 meses.

Não podem doar: com antecedentes de Hepatite, evidência clínica ou laboratorial de doenças infecciosas transmissíveis pelo sangue, como Hepatites B e C, AIDS (vírus HIV), doenças associadas aos vírus HTLV I e II e Doença de Chagas, usuários de ilícitas injetáveis ou pessoas infectadas por Malária.

Homens podem doar sangue até 4 vezes no ano, respeitando intervalos de 60 dias, as mulheres podem doar 3 vezes ao ano, com intervalo de 90 dias.

Ser um doador de sangue é um gesto de solidariedade e cidadania, uma única doação pode salvar até três vidas.

Redação AssisCity
+ VEJA TAMBÉM