07 de Março de 2021
20º/30º
Notícias - Região

Praças de pedágio: valores previstos ainda podem sofrer alterações

Para aliviar o bolso dos motoristas, a concessão permitiu um plano de descontos para quem transitar por essas praças de pedágio diariamente.

A previsão do governo estadual é de que as sete praças de pedágio instaladas na Rodovia "Comandante João Ribeiro de Barros", a SP-294, já estejam em funcionamento a partir do dia 1º de maio, Dia do Trabalhador.

De acordo com o edital, as praças de pedágio entrariam em funcionamento após um ano da assinatura do contrato. O contrato foi assinado em maio do ano passado.

A medida encarecerá ainda mais as despesas com viagens realizadas pelos usuários que utilizam diariamente a rodovia, principalmente para trabalhar.

Segundo informações do DER (Departamento de Estradas de Rodagem), somente no trecho entre Bauru a Panorama (km 367 a 668), a rodovia recebeu um volume médio diário de cerca de 64,3 mil veículos no ano de 2018. Esse número representa, praticamente, a quantidade de habitantes do município de Tupã.

Localização

Segundo informações da Artesp, as sete praças de pedágio serão instaladas nos seguintes locais da rodovia, com os respectivos preços: Bauru (km 367), R$ 8,87; Marília (km 426), R$ 8,00; Pompéia (km 477), R$ 8,13; Iacri (km 551), R$ 7,79; Inúbia Paulista/Lucélia (km 581), R$ 5,43; Junqueirópolis (km 623), R$ 6,04; e Dracena/Panorama (km 668), R$ 4,63. Vale lembrar que, até o momento, a empresa concessionária pela rodovia, a Eixo-SP, não informou se esses valores serão reajustados. Mas é provável que sejam solicitados ajustes antes da entrada em vigor das cobranças, considerando que o volume de tráfego caiu por conta da pandemia.

Tarifas

Para aliviar o bolso dos motoristas, a concessão permitiu um plano de descontos para quem transitar por essas praças de pedágio diariamente. As tarifas cheias poderão sofrer descontos progressivos, de acordo com o número de passagens pelas cabines automáticas de pedágio durante o mês, no mesmo sentido. Para quem utilizar o pagamento automático pelo sistema DUF (Desconto para Usuário Frequente), o valor da tarifa diminuirá a cada dia, dentro do mês. Além desse desconto, está previsto ainda um desconto de 5% no valor nominal da tarifa para os pagamentos realizados nas cabines automáticas.

Concessão

A concessionária Eixo-SP é responsável pela operação, manutenção e modernização do lote Piracicaba-Panorama (PiPa), que abrange 1.273 quilômetros de rodovias. O lote Pipa é composto pela malha de 218 quilômetros hoje operada pela concessionária Centrovias, do Grupo Arteris, além do trecho operado pelo DER, que começou a receber as modernizações do Programa de Concessões Rodoviárias do governo de São Paulo. Recebem investimentos trechos das rodovias SP-304, SP-308, SP-191, SP-197, SP-310, SP-225, SP-261, SP-293, SP-331, SP-294, SP-284 e SP-425.

O plano de modernização e obras inclui a construção de 600 quilômetros de duplicações e novas pistas (contornos urbanos). Também haverá faixas adicionais e vias marginais, obras que melhoram a fluidez, o escoamento da produção regional e a segurança viária. Serão implantados, ainda, acostamentos, novos acessos e retornos, recuperação de pavimento, passarelas e ciclovias. O projeto estabelece que a cada quatro anos sejam realizadas revisões que possam adequar novos investimentos nas pistas. Assim, poderão ser antecipados ou feitos novos investimentos, como duplicações e faixas adicionais de acordo com a avaliação de novas demandas.

A concessão também prevê inovações do ponto de vista econômico, tecnológico e de segurança viária. O modelo considera uma tarifa quilométrica 23% menor em comparação à praticada atualmente. Haverá desconto de 5% para os usuários do pagamento automático. Além disso, a grande inovação tarifária da nova concessão é o Desconto de Usuário Frequente (DUF), modelo inédito no Brasil e que irá beneficiar os motoristas que utilizam o trecho rodoviário com mais frequência.

Contratações

A concessionária Eixo-SP explicou em nota que teve o maior número de vagas abertas no ano de 2020. "Foram criados 5.721 postos de trabalhos diretos e indiretos na região", afirmou. O número leva em consideração a contratação das equipes administrativa, de operação e de manutenção das rodovias, de ambulâncias, guinchos e atendimento aos usuários. Considera também a contratação de empresas terceirizadas que executarão serviços e a contratação de empresas que fornecerão produtos, insumos e serviços.
Diário Tupã
+ VEJA TAMBEM