09 de Julho de 2020
20º/30º
NOTÍCIAS » SAÚDE

Com redução drástica de atendimentos Hospital Maternidade de Assis demite 60 funcionários

Antes da pandemia hospital atendia uma média de 100 pacientes por dia, número caiu para menos de 10

Nesta quinta-feira, 14 de maio, foi amplamente divulgado nas redes sociais e aplicativos de mensagens um vídeo em que o médico ortopedista e diretor do Hospital Maternidade de Assis, André Gava, mostra os corredores do local vazios e fala da redução drástica no número de atendimentos, resultando na demissão de cerca de 60 funcionários.

Ao AssisCity, o médico explicou que o vídeo foi gravado e enviado para um grupo de amigos, que o estavam questionando sobre a situação dos hospitais com a pandemia do Covid-19.

"Eles estavam me questionando sobre o número de pacientes com coronavírus, dizendo que o hospital estaria cheio, e a motivação do vídeo foi mostrar que a situação da doença está controlada, hoje não temos nenhum paciente com queixas respiratórias, a demanda de pacientes com suspeita é bem pequena, o que existe é muita especulação, a situação de hospitais lotados não é uma realidade que se reflete no Hospital Maternidade de Assis”, considera.

Doutor André ressalta que a equipe do hospital está treinada e preparada para o isolamento imediato de pacientes com queixa respiratória.
"Quando há a necessidade de internações com queixa respiratória, os pacientes ficam isolados em uma área do hospital; o que notamos em Assis é uma situação atípica do que vemos na mídia; a cidade está dentro ou até mesmo abaixo da normalidade”, aponta.

"As pessoas estão temerosas em procurar o hospital, mesmo quando precisam de atendimento médico, algumas pessoas estão se afugentando por medo da doença, e algumas vezes podem precisar de uma cirurgia de urgência, nós estamos tomando todas as precauções para poder atender a todos com segurança, quem precisar deve se dirigir ao hospital”, ressalta ainda.

"Este medo dos pacientes, já fez com que houvesse uma redução drástica no número de atendimentos, antes da pandemia atendíamos em média 100 pacientes por dia, agora os atendimentos não chegam a 10 por dia, com isso temos muitos funcionários ociosos, o que acaba refletindo de forma muito ruim, em um primeiro momento foram demitidos 30 funcionários, e agora uma nova leva de cerca de 30 funcionários também está sendo dispensada”, adianta.

O médico orienta que quem precisar de atendimento, busque pelos hospitais, pois eles estão preparados para atender a todos de forma segura, respeitando os critérios protocolados.

"Precisamos voltar a vida normal, com uso das máscaras, luvas e álcool gel”,conclui.

Casos de Covid-19 em Assis
No último boletim divulgado pela Secretaria Municipal da Saúde de Assis, na manhã desta quinta-feira, 14 de maio, a cidade contabilizava 32 casos positivos da doença. O resultado de outros 75 exames foram negativos, e a cidade ainda aguarda o resultado de 73 exames. Assis contabiliza ainda 5 mortes pela doença.

Em nota o HMA informa que: "O Hospital e Maternidade de Assis, por meio de sua administração, esclarece que o vídeo que circulou ontem e hoje nas mídias sociais, é de autoria exclusiva do médico que o produziu. O HMA se reserva no direito de não informar movimentações de seu quadro de pessoal. Esclarece que todos os setores de produção, comércio ou prestação de serviços, foram afetados economicamente pela pandemia do Coronavírus. Mas o HMA se mantém a frente de suas atividades, como um hospital de referência na cidade, e preparado para receber os pacientes em todas as modalidades, com sua equipe de médicos, enfermeiros e demais colaboradores que possuem treinamento adequado, em atendimento as recomendações das autoridades de saúde."

*Atualização às 11 horas do dia 18 de maio de 2020.



Redação AssisCity
+ VEJA TAMBÉM